RESENHA : NOVAMENTE JUNTOS - VERA LÚCIA MERINZECK DE CARVALHO

16 dezembro 2017

Titulo : Novamente Juntos
Autor : Vera Lúcia Marinzeck de Carvalho (Romance do Espirito Antônio Carlos)
Paginas :258
Editora : Petit
Nota : 5/5
Sinopse:Será que encontros aparentemente inesperados não são encontros programados? Até que ponto duas pessoas que nunca se viram antes podem ter a sensação de que já se conhecem? Seriam almas afins? Vidas compartilhadas em outra existência? Assim foi com Ana e Gustavo. Ela trabalhava em um restaurante quando Gustavo a conheceu e se apaixonou imediatamente. A partir desse encontro, uma nova fase surge na vida de Ana, mas nem tudo acontece como ela sonhava. Gilberto“ seu marido que falecera em trágico acidente “ não se conforma, e começa a persegui-la. Entre encontros e desencontros, a protagonista vai precisar entender os sentimentos que a dividem e angustiam. Nessa relação, Ana, Gustavo e Gilberto terão de aprender sobre amor e liberdade para seguirem seus caminhos.
Avaliação

Olá, sabe aquele livro que você começa a ler e quando vê está na última página? Aconteceu comigo quando li esse livro maravilhoso, comecei as 22:00h e terminei as 3 da manhã.
Um romance espírita que super recomendo.

SÉRIE NOVOS CONTOS DE FADAS

12 dezembro 2017


RESENHA : FOME - MÁRCIO BENJAMIN

09 dezembro 2017

Titulo : Fome
Autor : Márcio Benjamin
Páginas : 189
Editora : Jovens Escribas
Nota :5/5



Sinopse:Em seu  livro, "Fome", Márcio segue a linha do terror e mantém o nordeste brasileiro como cenário para sua ficção. Porém, desta vez, escolheu o monstro mais querido da cultura pop, os mortos vivos conhecidos como zumbis e o situou numa cidadezinha interiorana que está passando por uma cruel e prolongada seca.


Avaliação

"Dedico esse livro a todos aqueles que sobreviveram"

Fome nos trás um apocalipse zumbi , que tem como cenário de fundo o sertão.
Impossível ? Não.
Vamos conhecer a Fatima, que cresceu entre as muitas dificuldades que o sertão pode mostrar, mas conseguiu com a ajuda de sua mãe Zefa se formar, e hoje mora mais ao sul, tem uma família e trabalha em um hospital. Ela estava indo buscar sua mãe para morar com ela, mas é recebida na rodoviária pelo delegado Paranhos , com um notícia não boa : sua mãe havia sido assassinada.


Enquanto ela conversava com o delegado , ele é chamado para uma outra ocorrência : Uma criança acordou em seu próprio velório,enquanto uns se ajoelhavam dizendo ser um milagre, quando a mãe foi pega -la, ele a mordeu como se estivesse com muita fome. 
"Tonta, Socorro demorou a entender, demorou até sentir a dor daqueles dentes que lhe rasgavam o peito enquanto o sangue descia . grosso e viscoso .Todo o velório já tinha fugido desesperado, enquanto a sua vista escureceu de vez ." 
Enquanto o delegado procurava entender o que estava acontecendo, mais casos foram aparecendo. Pessoas daquela cidadezinha, matando os seus vizinhos, amigos, família, simplesmente para comer sua carne, pareciam estar em um transe , nada parecia derrubá-los, enquanto os que estavam lúcidos, tentavam desesperadamente fugir.
Então , o que estava acontecendo ali?
Porque do nada , os moradores daquele lugar se transformaram em zumbis?
É o que o delegado, e as poucas pessoas que estão fugindo dessa praga vão tentar descobrir.


Esse foi um livro que simplesmente adorei, conhecer a escrita do autor e saber que em suas histórias ele não perde as origens, usando sua terra como cenário , me convenceu ainda mais a ler e ver como tudo se encaixa.
O livro aborda um tema importante e interessante (se eu disser será um belo spoiler), também nos faz ver que esse sertão pode ser em qualquer lugar do mundo. 
Também gostei da forma como ele coloca os pensamentos do zumbi, claro , para ele querer nos atacar tem um motivo, algo que aguce sua fome.
"Um cheiro tão rico ,por cima da janela.Um cheiro de café ,buchada nova, carne de sol, mel de engenho. Um cheiro tão lindo e forte , que por si ,quase alimentava.Seria possível? O cheiro de vida ,como se entrasse por dentro da pele do padre velho, trazendo de volta o passado." 
Vemos como as pessoas podem se ajudar num momento de desespero, que covardes sempre existem e são os primeiros a sumir e os que pareceram ser covardes a vida toda, são os mais corajosos.


Uma leitura que gostei muito, edição esta impecável e não achei erros.
Convido a todos para conhecer essa Fome que assombra o sertão.