RESENHA: O Treinador do Meu Sobrinho - Vanessa Gramkow

16 agosto 2017

Título: O Treinador do Meu Sobrinho
Autora: Vanessa Gramkow
Páginas: 146
Editora: Ella
Nota: 3/5
Sinopse: Duda aprendeu que a vida não era fácil, mas nunca se deixou abater pelos obstáculos. Conhecida por sua personalidade ousada, ela valorizava sua própria liberdade acima de quaisquer sentimentos. A vida estava sempre sob seu controle... até seu sobrinho, o jovem tenista Igor, garantir-lhe que André, seu treinador, seria o “homem ideal” para ela. Duda não acha que precisa de qualquer relacionamento sério, aliás, aprendeu que o amor não existe para todos, especialmente não para ela. Por isso, tudo soava muito divertido quando Duda soube que finalmente conheceria o “tão mencionado” André; o problema é que o tal “homem ideal” era um babaca que parecia muito disposto a irritá-la. Agora, Duda precisará lidar com as expectativas românticas de seu sobrinho, a monitoria estressante de sua irmã mais velha, o confronto com seu próprio passado doloroso e a verdade de que nunca é tarde para aprender a amar.

Avaliação:

Olá Pessoal,

Hoje eu vim trazer a resenha de um livro, que já estava há um bom tempo na minha estante e só agora eu consegui finaliza-lo e trazer as minhas impressões para vocês. Neste ano, eu tenho investido muito na leitura de New Adults e receber este livro, foi uma surpresa agradável e uma leitura não tão emocionante como eu esperava, mas obra ainda assim possui um certo potencial.

No livro conhecemos Duda - ou Maria Eduarda - uma mulher de 28 anos que ganha a vida como fotografa, embora no passado seu trabalho tenha sido de modelo. Duda vive viajando e por isso tem pouco tempo para a sua família, que consiste na sua irmã Mariana, seu cunhado e o filho dela Igor. 

A história começa com Duda indo para um resort em Florianopólis, onde Igor irá jogar profissionalmente em um campeonato de tênis. No caminho para o hotel, com o trânsito caótico pelo carnaval, Duda acaba resolvendo ir apé e tirar algumas fotografias. E é neste passeio inusitado, que ela esbarra com André. Este é descrito como um homem de beleza extraordinária e jeito de menino, embora possua traços de um homem mais maduro, devido a sua idade. 


Ao ver André, Duda imediatamente fica atraída por ele. E com ele não é diferente, entre troca de fotos e provocações, acaba rolando um beijo que deixa ambos muito balançados. Mas Duda que está acostumada a relacionamentos casuais, vai embora para o hotel e diz a si mesma que aquilo não é nada e provavelmente nunca mais verá aquele homem em sua vida.

"Não fui a única capaz de desvendar alguém, ele igualmente pode me ver".

E para a surpresa de Duda, no dia seguinte ao encontrar o sobrinho Igor na quadra, ela se deparar com André novamente e desta vez ele é o treinador do seu sobrinho. O mais engraçado no entanto, era que Igor vivia dizendo que a tia deveria sair com o André e que ambos formariam um par perfeito. Duda fica imediatamente desorientada e cada vez que passa mais tempo com André, o que ela mais temia pode acabar acontecendo: se apaixonar.

PRIMEIRAS IMPRESSÕES: Master Freak - Iapsa

15 agosto 2017

Título: Master Freak
Autora: Iapsa 
Editora: Sekhmet
Páginas: 24
Pré-Venda: Compre Aqui
Sinopse: Após um acidente na fábrica onde trabalhava, Margot Küllon acaba sendo levada como escrava para um circo dos horrores moderno: um bordel de luxo onde todas as garotas têm alguma deformidade, e são forçadas a exibi-las no picadeiro para clientes que pagam fortunas para estar ali. Porém, algumas esquisitices são mais estranhas que outras: uma menina com múltiplos braços capaz de controlá-los e escondê-los dentro do corpo, super-força e habilidades físicas inimagináveis... E uma garota supostamente tele cinética, cujo nome e origem dos poderes todos desconhecem: a chamada Master Freak. Forçada a ser parte do freakshow e sem entender como tudo isso é possível, Margot precisa encontrar uma maneira de desvendar estes mistérios e escapar do bordel antes que seja tarde. O que ela não sabe é que fugir do freakshow será apenas o começo de uma aventura que mudará sua vida para sempre.

E ai pessoal, estamos de volta com mais uma coluna de “Primeiras Impressões” do livro da autora Iapsa, Master Freak, que é no mínimo um livro que traz uma temática diferente daqueles que você tem lido.

Uma garota com uma deformação nas costas, que passou a vida em um subúrbio se escondendo da sociedade e tentando sobreviver à sua maneira trabalhando em uma fábrica, que em um belo dia passa por um incêndio que deixa várias pessoas mortas. Nada demais, até que no meio dessa confusão de repente nossa protagonista se descobre na ala de um hospital que mostra em uma TV que ela está sendo procurada pela polícia, acusada de ter sido a causadora de tudo, mas o detalhe é que ela não se lembra como isto aconteceu. Para piorar, uma mulher chamada Elysia, a conduz até um lugar que parece ser um circo, onde Margot se depara com várias meninas que possuem entre si a semelhança de terem, cada uma a seu modo, uma característica atípica, em geral física, que as faz serem atraentes a um público que Margot até este ponto da história (2 capítulos lidos) desconhece, mas que ao que tudo indica, infelizmente, irá conhecer.

“O espaço ao meu redor é branco, iluminado e rodeado por uma cortina de cor tão neutra quanto. No entanto, é somente quando noto a cama de metal onde estou deitada, ao lado de uma bolsa de soro pendurada, que percebo que estou em uma enfermaria. Mas não é o hospital de Detroit. Estive lá poucas vezes, mas tenho certeza que não é aqui.”

O enredo dos dois capítulos lidos foi suficiente para me deixar curiosa sobre esta história. Nunca li um livro que tivesse este cenário e confesso que quero muito ler esta obra que, como eu já disse, se distancia de enredos mais tradicionais. A obra, pelo pouco que li, transita entre o drama e o suspense, mas com toda certeza que também se desenvolverá em torno de muita aventura e adrenalina, tudo isto pautado na ficção científica que deve ter sido a base para que a autora criasse as deformidades que cada uma das personagens carrega.

A escrita flui tranquilamente, não sendo um livro que o leitor precisa voltar nos parágrafos para entender do que se fala. Iapsa consegue sem deixar a riqueza de detalhes de lado, conduzir as palavras de modo que a leitura seja clara e completamente inteligível e ao mesmo tempo tenha em seu corpo as informações suficientes para que os leitores possam entender a obra sem ficarem cansados com o enredo.

“As filmagens do acidente na fábrica ecoam em minha cabeça, repetindo-se em uma mistura de minhas memórias embaçadas e o que vai ao ar na televisão que Elysia acabou de ligar. E, como ela afirmou, o repórter está mencionando meu nome ao lado de uma foto que tirei há alguns anos para poder trabalhar. A polícia de Detroit me considerou culpada por aquele acidente. Pior que isso, nas palavras que ouço saírem das caixas de som da televisão, eles mencionam que não foi um acidente; foi um assassinato de nada menos que cinquenta pessoas.”

Como muitos mistérios pairam no ar até o 2º capítulo, creio que é um livro que tem muita história pela frente, em seus 22 capítulos que possui ao todo. E ainda, há um epílogo que é no mínimo muito interessante. Como eu já disse em outras resenhas minhas neste blog, adoro me aventurar nos gêneros e espero realmente poder apreciar mais obras da Iapsa.

PRIMEIRAS IMPRESSÕES: Os Escolhidos: Fumaça Vermelha - Mitchelly Melo

Título: Os Escolhidos: Fumaça Vermelha #1
Autora: Mitchelly Melo
Páginas: 46
Editora: Constelação Editorial
Pré-Venda: Compre Aqui
Sinopse: Uma descoberta pode mudar tudo. Liz, vivia uma vida normal na cidadezinha de Heaven Valley. Aos 18 anos, seu tempo era dividido entre o trabalho de garçonete e a escola. Tudo isso mudou completamente ao conhecer John, um jovem misterioso, e descobrir que tudo o que sabia sobre si mesma e sua família não era verdade. Ao entrar nessa nova realidade de seres com poderes e criaturas mágicas, Liz terá que lutar por si mesma e pelo seu povo, mas ela será corajosa o suficiente para enfrentar os desafios que virão?


“Recuperei o meu fôlego e continuei a chorar. Minha pele estava pegando fogo com uma mistura de medo, ódio e mais medo.”

Olá Pessoal,

Faz um tempo que não trazemos postagens de primeiras impressões por aqui, mas isto está prestes a mudar, pois temos muitas novidades em andamento e por isso não deixe de nos acompanhar. Hoje eu vim falar dos dois primeiros capítulos do livro "Os Escolhidos: Fumaça Vermelha" da amiga e autora, Mitchelly Melo, que acaba de entrar em pré venda no site da Constelação Editorial. Já adianto que com o pouco que li, estou encantada e muito curiosa para saber mais sobre a história!

O livro nos apresenta Elizabeth - ou Liz, como gosta de ser chamada - uma jovem que acaba de se formar no ensino médio e se sente finalmente livre, já que nunca se encaixou muito nos grupos sociais. Liz, é uma garota mais reclusa, de poucos amigos e que quase sempre fica em casa, exceto quando está trabalhando na lanchonete da avó. Órfã dos pais, Liz não sabe ao certo sobre o passado deles, mas não gosta de pressionar a avó, que a criou sozinha e com esforço. 

Feliz com a perspectiva de finalmente poder escolher o próprio rumo de sua vida, Liz ainda está indecisa sobre fazer uma universidade, já que se sente descolada e não consegue se encaixar em lugar nenhum. E em um dia comum de trabalho, ela se surpreende com um novo cliente da lanchonete, de olhos acinzentados e muito lindo para não se admirar, mesmo passando pouco tempo no local, Liz pensa no rapaz o dia todo e qual não é a sua surpresa, ao encontra-lo no fim do seu expediente e descobrir que o seu nome é John Hunter. 

O misterioso John não revela muito para Liz, que fica frustrada e com medo dele ser um perseguidor, mal sabia ela que suas suspeitas estavam quase certas. Com o tempo, John começa a frequentar cada vez mais a lanchonete e sempre fica observando Liz, o que a deixa confusa. No entanto, em um dia em que John não aparece em seu horário habitual  no trabalho de Liz, ela começa a se questionar aonde ele poderia ter ido e quem realmente é ele. 

"Logicamente eu não tinha acordado de manhã sabendo que a morte me esperava. Mesmo assim, eu andava até ela de bom grado".

Ao sair do trabalho mais tarde, Liz se depara com John novamente, que lhe dá uma bronca por estar sozinha na rua. Intrigada com o comportamento dele, Liz pergunta sobre quem ele realmente é e o porque de segui-la. E para sua surpresa, John finalmente lhe dá respostas e elas não poderiam ser mais estranhas. Ele lhe revela que Liz não é humana e que assim como ele, é dos "Escolhidos" , o que lhe garante dons especiais, embora os de Liz ainda não tenham se manifestado.