RESENHA DUPLA: Redenção - Legionella #1 e Crônicas de Redenção #1.5

25 julho 2016


Olá Pessoal, 



A resenha de hoje se trata de uma inovação aqui no blog, resolvemos falar de dois livros em um só post. Acontece que ambos estão interligados e por isso resolvemos facilitar e dar vislumbres de ambas obras. 



Confiram as resenhas:


AVALIAÇÃO GERAL:


Título: Redenção Livro Um; Legionella 
Autor: M. A. Costa
Editora: Livros Ilimitados
Páginas: 242

Sinopse: Caos, ódio e morte voltam a bater à porta da humanidade. No século XXVI, um grupo racista desenvolve uma super bactéria que mata seletivamente. Caberá a Peter Brose, político jovem, influente e bem intencionado, o desafio de salvar a humanidade de sua autodestruição. Entretanto, sua experiência de vida não o preparou para os fatos deploráveis que se seguirão. 

Antes de começar a resenha, o Cá Entre Nós agradece ao autor pelo envio das duas obras. M. A. Costa nos presenteou com dois exemplares de seus livros.


Lendo os dois livros, a certeza de que autores nacionais podem escrever sobre qualquer tema no mesmo nível de um autor estrangeiro, ficou ainda mais convicta.

Agora, vamos a resenha...

A história se passa num futuro muito longínquo. Estamos em 2500, uma época em que os humanos vivem até os duzentos anos. A humanidade conseguiu desenvolver aparelhos tecnológicos que até então, só eram vistos nos filmes de Hollywood, como: um aparelho capaz de teletransportar objetos inanimados - este é apenas um, de muitos objetos, incluindo armas, que estão presentes na histórias. Algumas realmente dão asas a nossa imaginação.

"Muita informação também é demais. O que interessa é a informação correta".

Apesar do avanço da ciência. Nem tudo são flores na era da tecnologia. Subitamente, um vírus racista começa a matar milhões de pessoas. Para solucionar este caso, Peter Brose, entrará em ação, juntando as informações que ele obtêm com as suas pesquisas, e com a ajuda de alguns amigos. Na medida em que avança, Brose descobre possíveis suspeitos que podem ser os culpados pelo vírus letal conhecido como Legionella. 

"Quando leio um livro, sinto-me absorvendo conhecimento, cultura e diversão".

A história é interessante e nos leva a pensar sobre como a tecnologia influência o nosso modo de vida, e os perigos que o mundo pode correr com tantos armamentos avançados nas mãos erradas.O autor explica todos os detalhes narrados de maneira cautelosa. Isto, algumas vezes, tornou a leitura cansativa. Quando retornamos ao momento onde Brose foi deixado, a leitura já não é mais a mesma. 

Algo inquestionável neste livro, é a qualidade da capa. Peter Brose e o mundo futurístico onde ele vive, ocupam toda a imagem. A diagramação é boa, porém, há alguns erros de português que, felizmente, não prejudicaram o entendimento da história.

M. A. Costa é dito como o Isaac Asimov brasileiro. De fato, a escrita do autor é de alguém que sabe o que está dizendo. Tem conhecimento da ciência contida na obra.


Por fim, recomendo este livro para todos os fãs de ficção científica. A obra é um colírio para os admiradores de um planeta terra futurista. 




Título: Crônicas de Redenção
Autor: M. A. Costa
Editora: Edição Independente
Páginas: 194

Sinopse: Crônicas de Redenção reúne contos da saga homônima que respondem e complementam fatos de Redenção Livro Um, tais como: qual foi a última guerra na terra? Como os metrovinos fizeram para sobreviver.



Como a sinopse já diz, este livro complementa o primeiro livro Redenção. A obra contêm oito contos,. Quatro deles são sobre Os Metrovinos, um povo que vivia no subsolo. São Eles: Metrovinos: A origem, Metrovinos: Destino, Metrovinos: Sobrevivendo, e Metrovinos: Invasão.

Os Metrovinos estão presentes no Livro Um: Legionella. A história deste povo que sobreviveu ao terremoto ocorrido em 2108 em Xangai, estão mais estruturadas e explicadas nestes quatro contos. Só pra dar um gostinho: os metrovinos só vieram a ter este nome 300 anos depois!

Em A Origem do Mal conhecemos um pouco mais sobre as origens de Valker Kipsang, um dos vilões do livro Redenção.

O condo: Jay e Bug, relata a história de um garoto e de um cão. Ambos são metrovinos, ambos viviam no subsolo, assim como os seus parentes e amigos. Até que Bug faz uma descoberta que mudara a vida daqueles que viviam debaixo e na superfície da Terra, para sempre.

Se você ler este livro antes de ler Redenção, ele servirá para proporcionar uma leitura mais clara sobre o mesmo. Não que seja obrigatório a leitura de Crônicas de Redenção para entender Legionella. Mas, é recomendado para os leitores que gostaram da obra.


Recomendo este livro para aqueles que gostaram do Livro Um: Legionella.

A capa, assim como a de Redenção, é bonita e chamativa. Falando em capas, no final do livro, há algumas capas referentes aos contos que são narrados no livro.

37 comentários:

  1. Genteeeeeeeeeeee o livro já me ganhou por se passar em 2500 e os humanos viverem 200 anos... Muito louco. Li apenas um livro que fala sobre a alta tecnologia e ele me agradou e acho que esse também vai me agradar. Simplesmente amei a premissa e espero ler os livros em breve.
    ótima resenha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Taty, o autor, é bem detalhista com relação a tecnologia narrada na história. Além de explicativo, isso expande a nossa criatividade.
      Boa leitura :)

      Excluir
  2. Ameeei as capas dos dois livros, ja compraria por ai... rss
    Eh de um genero que eu curto mt tambem, por ser a primeira resenha que leio e ela ser tao positiva quando aos dois, ja estou adicionando ambos a lista de desejos. Eh sempre bom ver um autor nacional se destacando na literatura e nada melhor que apoia-lo nesse trajeto ne?

    Raissa Nantes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Raissa, as capas de ambos são lindas, bem chamativas.
      Você está certa em querer comprá-los se fosse julgá-los somente pela capa.
      Tenha uma ótima leitura.

      Excluir
  3. Olá,
    A premissa do livro me encantou. Amo livros que envolvam qualquer tipo de ciência, pois sou formada em Química.
    A capa é outro chamariz para mim. Ela é linda e parece ornar muito bem com a proposta do livro.
    Sua resenha foi incrível e espero poder ler em breve ambos os livros.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo elogio :)
      Também gosto de livros de ficção científica, apesar de não ter lido muitas obras do gênero.
      Espero que goste dos livros do Marcelo ;)

      Excluir
  4. Ola
    Uma amiga minha e apaixonada pela trama dessa serie. Eu adoro o gênero, mas esse livro em particular nunca me chamou atenção ler. Acho legal esse lado meio steampunk, falando dessas grandes tecnológias e tal, mas ando tao saturado de distópicos ou fantasia, que to preferindo uma boa comedia romantica.

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi, não conhecia os livros e nem o autor, mas já amei a premissa dos livros e a escrita do autor, pois parece ser envolvente e digna dos elogios. O autor parece que inovou nessa sua obra, trazendo algo novo, diferente do que já vi, e fiquei bem curiosa para ler sua obra e a capa de seu livro é linda e pretendo lê-lo em breve.
    bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você gostou Thatyane :)
      É muito bom apoiarmos autores nacionais.
      Boa leitura.

      Excluir
  6. Gostei da ideia de resenha dupla quando são livros assim interligados. Quanto a trama deste desculpa, mas não me chamou muito a atenção. Porém está muito bem feita e a capa gostei mais da primeira muito bem feita.

    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, Karine, tudo bem?
      Então, os livros do Marcelo me lembraram, um pouco, o filme Minority Report.
      Leia, talvez você acabe se interessando.
      abraço.

      Excluir
  7. Nunca li nenhum dos dois, mas fiquei bem interessada a ler! Adorei a ideia de uma resenha dupla! Um post com uma já é bom, com duas então, melhor ainda, haha.

    Um beijo,
    http://imaturidadeadolescente.tk/


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lauren, como ambos os livros são complementos um do outro, então, por que não fazer uma resenha dupla? Rs.
      Fico feliz que você tenha gostado da iniciativa.

      Excluir
  8. Me encantei, simples assim. Eu quero ler!
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. A resenha dupla está perfeita e deu uma dimensão boa do que esperar da obra. Eu gostei do tema do livro e fiquei interessada na leitura. Gosto de livros que falam sobre o futuro. Bjs

    ResponderExcluir
  10. Oie!
    EU ainda não li os dois livros em questão, mas já li diversas criticas positivas sobre os mesmos, que fizeram com que eu sentisse vontade de ler os dois. Só não sei ainda quanto vou conseguir isso, mas espero fazer isso em breve.
    bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  11. Ta, esse é sem dúvidas o livro mais intrigante que eu vi no dia.
    Achei a ideia toda muito genial, e é muito bacana de ver o autor tratando essa questão das "armas poderosas em mãos erradas", pois se pararmos para ver já é uma coisa que esta acontecendo, não é mesmo?
    Adorei a sua resenha e fiquei muito interessado pelo livro, ainda mais por saber que é um livro nacional.

    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Oiii Wallace, como vai?
    Eu só tive oportunidade de ler a segunda obra deste autor, no qual eu amei muito mesmo, achei incrível a ideia de fazer a resenha em duas, isso é bem diferente do comum e gostei, porque não ficou muito grande e quero ler o outro agora hahahaha
    Beijinhoss

    ResponderExcluir
  13. Olá,

    Agora me lembrei que as referências que os livros e os filmes que trabalham com ficção científica e tecnologias super avançadas começou com Frankstein e essa temática tem sido bem explorada e apressada de formas bem originais como essa obra que me fascinou bastante.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Olá.

    Estou encanta pela premissa do livro, a capa de Crônicas de Redenção está linda. Não conhecia o autor e agora estou curiosa sobre suas obras, espero ler elas em breve, adorei a ideia de fazer as duas resenhas no mesmo post.

    Bjs
    http://nosleitoras.com/

    ResponderExcluir
  15. Oi Wallace
    Nossa que histórias interessantes... me surpreendo cada vez mais com a qualidade dos nossos escritores nacionais.. que maravilha! Dica anotada, pois adoro livros de ficção científica.
    Só fiquei triste pelos erros de revisão... isso me incomoda um pouco... :(
    Abraço

    http://thehouseofstorie.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Uau! Achei o enredo bem interessante! Não conhecia nem o livro e nem o autor. Gosto de livros futuristas e da ideia de armas com potencial em mãos erradas! Vou anotar e ler.
    Ps: que pena o fato de existir erros na revisão.
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir
  17. Uau! Achei o enredo bem interessante! Não conhecia nem o livro e nem o autor. Gosto de livros futuristas e da ideia de armas com potencial em mãos erradas! Vou anotar e ler.
    Ps: que pena o fato de existir erros na revisão.
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir
  18. Oi,
    Eita...como assim os humanos vivem duzentos anos?? Teletransporte de objetos?? Fiquei curiosa logo de cara!! Rsrs
    Acho livros com erros de português uma grande decepção!! Mas, no geral os dois livros chamaram a minha atenção!!
    Bjs!
    Fadas Literárias

    ResponderExcluir
  19. Este é um livro que tenho enamorado por muito tempo, gosto de distopia e sei que esse livro tem um algo a mais que vou gostar.
    Abs
    Ni
    Cia do Leitor

    ResponderExcluir
  20. Oii, as histórias são bem interessantes, principalmente para quem gosta desse estilo futurista. Confesso que esse é um tipo de livro que não me atrai muito. Mas quem sabe um dia eu leia algo do tipo.

    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Hey, Wallace!

    Infelizmente não fiquei interessada pelo livro.
    Não sou fã de ficção científica, então isso também não ajuda eu me animar a ler.
    Vou deixar essa dica passar.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  22. Oi, tudo bem?
    O livro foge dos gêneros que gosto de ler, mas achei legal o fato do livro se passar em 2500 e todo o universo que o autor criou!
    Bjs

    ResponderExcluir
  23. Oi, tudo bem?

    Que capas são essas? Amei, muito lindas. O livro até está no estilo que gosto, mas ultimamente tenho lido tanto, que não tenho nem vontade de chegar perto de um livro, doida para esse período passar e eu voltar a me interessar por leitura novamente, porque essa sua resenha foi fantástica, deixou um gosto grande de conhecer.

    bjss

    ResponderExcluir
  24. Olá
    esse não é bem o tipo de leitura que aprecio mas bem legal o enredo e a dica para quem gosta desse gênero, muito boa sua resenha

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  25. Oi...
    vou começar sendo meio chatinha... não acho que os autores estrangeiros e os nacionais sempre estivessem em níveis diferentes, afinal capacidade e potencial todos têm. Acho que nós, como leitores, é que colocamos estes níveis, por tendermos a priorizar os livros estrangeiros. E as editoras fazem isso também, ao massificar a divulgação dos grandes autores estrangeiros, e minimizar os do Brasil. Acrescente o fato de que a política literária aqui é mais complicada. Bom, sobre os livros, essa não é a primeira vez que leio sobre a obra (apesar de ser a primeira vez que sou apresentada ao conto) e também não é a primeira distopia nacional a que sou apresentada. A premissa da história é ótima, sou apaixonada por este tipo de enredo. E as capas são muito bem feitas! Espero que você possa continuar a leitura da coleção. bjs!

    ResponderExcluir
  26. Olá,
    Eu achei o tema interessa, assim como tudo que envolve. Mas como é toda uma sociedade nova para gente, assim como você mencionou deve ter muitos detalhes, e se o autor não sabe "camuflar" isso na história realmente fica bem cansativo. Mas eu leria, achei interessante.

    http://euinsisto.com.br

    ResponderExcluir
  27. Olá!
    Ótima resenha.
    Ainda não conhecia o autor ou suas obras e achei a história interessante. Vou anotar a dica e procurar saber mais sobre as obras.

    Beijos
    http://aventurandosenoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  28. Oi... eu não conhecia esse livro e tampouco o autor, mas me interessei demais pela sua resenha. Conseguiu me deixar curiosa, parabéns.
    A capa para falar a verdade foi o quem mais me chamou a atenção.

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  29. Eu ainda não conhecia esse livro, muito menos o autor, mas infelizmente não é muito o que eu gosto de ler como leitora.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  30. As capas dos dois livros são realmente maravilhosas. Comprava só pela capa!
    Mas a história também é boa e pelo fato de ser uma distopia me chamou a atenção.
    Espero ter a oportunidade de ler em breve.
    Bjim!

    ResponderExcluir