GAMES : Análise completa do Outlast + DLC Whistleblower

01 setembro 2016



Títulos: Outlast + DLC Whistleblower

Produtora: Red Barrels Games.
Distribuidora: Red Barrels Games.
Lançamentos: Jogo base : 4 de setembro de 2013 para PC
4 de fevereiro de 2014 para PS4
19 de junho de 2014 para Xbox One.  
DLC Whistleblower : 6 de maio 2014 para PC e PS4
19 de junho de 2014 para Xbox One
Gênero: Terror / Suvival Horror
Plataforma usada : PC
Número de jogadores: Um jogador
Nota: 3.5/5


Quem não sentiu medo com Outlast é porque ainda não jogou. Outlast é um game de terror com elementos stealth e tem como foco a fuga e exploração de um hospital psiquiátrico. Outlast lembra um pouco jogos e filmes famosos, como R.E.C Amnesia: The Dark Descent, Fatal Frame, porém aqui não existe o fenômeno paranormal, apenas a loucura e carnificina.







História: 
A história é bastante simples seguindo de forma linear, existe apenas um final em cada campanha.

A campanha principal se inicia quando o protagonista Miles Upshur, jornalista investigativo recebe um estranho e-mail dizendo que coisas horríveis e cruéis aconteciam no Hospital Psiquiátrico de Mount Massive. Podendo ser a matéria da sua vida, Miles vai a caminho do hospital para investigar.Chegando lá já algo estava estranho aparentemente o sanatório estava abandonado e nosso protagonista invade as instalações.




Ao entrar Miles encontra vários soldados aniquilados e vários internos uns mais medrosos, outros um pouco violentos e alguns verdadeiros psicopatas, ao percebendo todo o terror,carnificina e calamidade que toma o Hospital ele  tentar fugir e acaba sendo abordado por Chris Walker e acaba sendo salvo por um interno que se diz Padre. O que era para ser a matéria de sua vida, se transforma na luta por ela.


A campanha da DLC Whistleblower ocorre um pouco antes e também durante a campanha principal e tem como protagonista Waylon Park, um  engenheiro de software e trabalha na manutenção dos sistemas de informações  em Monte Massive, após presenciar inúmeras barbaridades, Waylon envia um e-mail para um jornalista investigativo, e acaba sendo descoberto por seus superiores, sendo submetido como cobaia de experimentos, assim como os outros pacientes. Durante seu "tratamento" a rebelião do Hospital se incia e uma estranha entidade parecida com uma fumaça negra começa a desimar pacientes e funcionários da instituição, a partir desse evento Park luta para sobreviver e fugir do manicômio.



Outlast não é um jogo para qualquer um, temos várias cenas fortes e chocantes que incluem assassinatos, canibalismo, necrofilia, tortura, mas tudo isso muito bem implementado no universo do jogo deixando-nos ainda mais perturbados com tudo


Gráficos e som: 


Outlast possui gráficos muito bons ambiente são bem detalhados, as sombras e escuridão do ambiente dão um toque especial a atmosfera de terror. As expressões faciais dos pacientes são muito bem trabalhadas, e geralmente totalmente desfiguradas, e com um olhar de frieza, evidenciando o quão loucos são.
A Ambientação é muito bem feita, deixando o jogador tenso ou horrorizado com muitas cenas de violência extrema. e por ser muito escuro muito detalhes gráficos passam despercebidos. O cenários são resumidos em corredores, cozinhas, ginásios, ambientes hospitalares, rechiados de resquícios de violência extrema .
Um ponto alto de Outlast está em sua trilha sonora extremamente tensa e nos efeitos de ambiente, por exemplo, em um momento de fuga a respiração do protagonista aumenta, sendo possível até ouvir os batimentos cardíacos do personagem. Os sons de ambiente mudam de acordo com a situação tocando uma musica rápida e aguda nos momentos de fuga, e o silencio combinado aos seus passos e respiração durante os momentos mais "tranquilos".


Jogabilidade:
Tanto na campanha principal quanto no DLC temos o mesmo tipo de experiencia e jogabilidade igual sem diferenças de um personagem para o outro.


Outlast tem uma jogabilidade bastante simples, o jogo possui câmera em primeira pessoa com um detalhe não muito comum, ao olharmos para baixo podemos ver toda parte inferior do corpo do personagem, apesar disso não existe nenhum tipo de combate, podemos resumi-lo em correr MUITO e se esconder. Podemos escapar dos "pacientes" de diversas maneiras seja escalando alguma parede, escondendo-se em um armário, embaixo de uma cama, ou correndo sem rumo em meio a escuridão.


A mobilidade do personagem é muito boa  e percebemos o capricho que a produtora teve com os movimentos do personagem tornando nossa experiência ainda mais realista. Durante ambas campanhas passamos o tempo todo com uma câmera que além de auxiliar com sua função de visão noturna, serve para filmar algumas cenas que geraram anotações no diário de nosso protagonista descrevendo uma observação pessoal sobre a cena ou seus sentimentos. Tais cenas com a câmera nos dão um experiencia muita parecida com a do filme R.E.C.




No jogo coletamos arquivos que ajudam a entender um pouco mais sobre oque acontecia nas instalações do Hospital Psiquiátrico Monte Massive, baterias para manter nossa câmera ligada e chaves para continuar prosseguindo no game.




A Campanha principal tem aproximadamente 6 horas de gameplay somado a  3 horas garantidas pela expansão Whistleblower.

Pontos negativos:

A Campanha da expansão é muito curta e não de existe nenhuma novidade em jogabilidade comparado com a campanha principal sendo somente um complemento da história e um ponto de vista diferente dos horrores do sanatório.

Faltam itens para nos ajudar seja uma injeção de adrenalina, uma pedra para distrair inimigos, ou alguma coisa para um combate minimo.
Existem raras situações em que o
s loucos, simplesmente param de correr atrás de você em locais nos quais eles conseguiriam te pegar sem problemas algum.

Conclusão:
Para os amantes do terror, Outlast trás uma experiencia única, com um enredo interessante e uma atmosfera de terror e horror muito bem trabalhada.

34 comentários:

  1. Oie
    Adoro games e vejo como estou bem defasada, só vejo os lançamentos e olhe lá. . Mal tenho tido tempo de por em dia as séries e livros.
    Já me interessei pelo jogo, adoro esse tipo de tema,terror e muito sangue kkkk vou anotar a dica.
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Ahhh Fatal Frame, meu jogo de horror favorito, e o mais medonho. Gostei desse jogo, achei essa coisa de não haver confronto, algo até que interessante, por que depois de um tempo os jogos de survive viraram um jogo de matar 'zumbis' e deixou de ser um jogo de dar frio na barriga, meu problema é ter um PS4 para jogar T.T (sou péssima jogando no PC)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi dani tudo bom ? Tenho uma boa noticia pra você, outlast está disponível para PS4 :D.
      Apenas faço os testes no PC por não ter um console de geração atual !

      Excluir
  3. Olá,
    Não costumo jogar muitos games.
    Mas para quem gosta parece ser um prato cheio esse ambiente todo misterioso em um hospital psiquiátrico e toda a carnificina envolvendo os personagens! Acredito que meu irmão gostaria bastante e já vou indicar para ele. O gráfico parece ser bem interessante.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Hey, Victor!

    É muito raro eu jogar alguma coisa, mas andei jogando Outlast um tempo atrás, só por curiosidade.
    Achei bem legalzinho. Só não continuei por não ser muito ligada em jogos mesmo, mas eu recomendo pra quem gosta.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Olá, Victor. Eu era apaixonada por jogos, principalmente de terror, os meus favoritos era Fear, que me causava muitos sustos e Dead Space, que fazia o mesmo, haha.
    O nome desse jogo não me é estranho, tenho certeza que o conheço. Gostei bastante da história e do gráfico dele.

    Beijo,
    http://pactoliterario.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dead Space e F.e.a.r são jogassos, mas a pegada de outlast como eu citei lembra mais o amnésia dark descent. Para você que jogou esses títulos imagino que vc iria gostar de Cold Fear, para Pc ou ps2, tem uma jogabilidade bem parecida com dead Space e Resident evil 4.
      Abraço

      Excluir
  6. Oiii Victor, tudo bem?
    To com vontade de voar no teu pescoço rapaz, faz tanto tempo que não jogo esse tipo de jogo, porque meu querido pc não roda sabe e vendi tudo que envolvia video game, só ficaram os jogos originais para pc guardados porque ainda tenho esperança de um dia jogar, esse que tu trouxestes eu realmente já o conhecia e quero muito um dia ter a oportunidade de jogar.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Eu não jogo nadinha de nada, nem conhecia esse jogo =[ mas sabe que me animei? Parece interessante!
    Vou indicar para meu namorado!
    Gostei da análise!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Gostei da sua avaliação. Bem completa.
    Olha, eu não jogo por falta de costume e por não ter onde jogar, sabe? Mas adoraria muito jogar esse jogo. Tenho certeza que eu iria ter pesadelos todos os dias, porque não aguento coisas de terror, mas tentaria jogar kkkkkk

    ResponderExcluir
  9. Victor, que sinistro esse game, gostei bastante da história e a realidade que ele transmite. Faz muito tempo que não jogo, então é uma dica perfeita. Bjs

    ResponderExcluir
  10. Oi!
    Caraca, eu não sou fã de terror, mas confesso que jogos que dão uns sustos e criam um clima como esse me atraem muito! Pelas imagens, acho que eu ficaria mais intrigado com o lugar e não com "as pessoas" em si. Pelo bem das minhas noites, eu não sei se vou jogar, mas parece ser bom =D
    Ótima análise!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  11. Oie, eu não gosto de jogos, mas para quem gosta achei bem bacana a proposta principalmente o cenário de terror, que parece dar um grande medinho. Também achei bem legal o fato de poder ouvir até o aumento dos batimentos cardíacos, isso é muito legal.

    ResponderExcluir
  12. Oie,

    Eu já tinha visto o jogo, mas eu não joguei. Tive a chance de jogar The Last of us, achei bem parecido com as imagens dele e a premissa.
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Oiii!!

    Aaah eu já ouvi falar sobre o jogo, mas eu não sei jogar nada e sou mega medrosa, logo, não me interesso. Mas vou perguntar pro meu irmão.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  14. Adoro jogos assim.
    Tudo bem que parei de jogar quando ps3 foi lançado. 😂
    Mas isso rolou pq não consegui me prender mais a nenhum tipo de jogo.
    O último jogo que zerei foi RE4, sou fã desse jogo. Tentei o 5 e tls, mas não rolou.
    O tema desse jogo me interessa e muito e o fato de ter para PC é bem interessante, pq não tenho mais vídeo game. 😂
    Então, dica anotada!

    ResponderExcluir
  15. Hoje em dia eu não tenho mais tempo para jogar, mas se fosse uns anos atrás com certeza eu ficaria louca para começar agora mesmo. É bem do estil que eu gosto e parece ser muito bom.

    ResponderExcluir
  16. Tenho que dizer: deus me livre me deixa sair correndo daqui. kkkk
    Eu sou covarde para esse gênero assumo sem dó alguma, e pela resenha já fiquei com receio as fotos então me deu um medo... dai você tira meu nivel de covarde. Tenho amigos que adoram esse gênero, irie recomendar para eles sem duvidas.

    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Olá.
    Só sei de uma coisa. Se um dia eu jogasse eu game (coisa que não vai acontecer) eu ficaria semanas sem dormir. Só de ver as imagens já fiquei assustada, nem me imagino jogando o game onde tenho que correr e me esconder desses monstros.
    ótima analise critica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse game é agonizante, e justamente isso que torna ele tão bom

      Excluir
  18. Não jogo absolutamente nada, mas tenho absoluta certeza que se eu jogasse esse não seria uma opção. Provavelmente eu nunca mais ia dormir, passo essa sensação kkkkkk achei os gráficos bem maneiros!
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir
  19. Nossa, que jogo doido!!
    Eu sou mto medrosa para jogar, mas acho que gostaria de ver alguem jogando ahaha...pode parece estranho, mas sempre acho mais legal assistir.
    As imagens ja dao mto medo, aposto q da aqueles sustos de pular da cadeira.
    Gostei da dica.

    Livros e Sushi • Facebook InstagramTwitter

    ResponderExcluir
  20. Minha vida de games já deixou de existir há tempos. Última vez que joguei mesmo foi na época de Resident Evil: Nemesis, sim, muito,muito,muito tempo. Hahahaha
    Acho que não tenho mais adrenalina para isso, apesar de achar Outlast interessante.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  21. Olá!

    Nunca joguei nenhum playstation nem xbox, sou completamente leiga nesse assunto. Mas não tenho vontade de jogar esse game.

    ResponderExcluir
  22. Hey!
    Nunca joguei nada do tipo, o máximo que cheguei de jogo na minha vida foi de Super Mario em um Polystation hahaha, por isso vou deixar a dica passar ;* Flores no Outono 

    ResponderExcluir
  23. CARA, confesso que não gosto de games, mas uma coisa que eu gosto é terror, e esse game parece ser fantástico,gosto muito de cenários de games e esses parecem ser super bem trabalhados, mas aposto que ia perder super rápido, pois no primeiro susto ia ficar desmontada e daqui que voltasse a ficar bem já tinha perdido o jogo

    ResponderExcluir
  24. Eu costumava jogar muito com meu irmão e sobrinho a alguns anos atrás, mas depois de um tempo, parei. Já tenho muitas coisas pra fazer, e acaba não sobrando tempo para jogar nada. Só mesmo joguinho para celular. Rsrsrsrs

    ResponderExcluir
  25. Xiiii, to fora, sou a maior medrosa. Prefiro corrida de carro. rs
    www.viciadosemleitura.blog.br

    ResponderExcluir
  26. Oie, tudo bem? Muito bom seu post, bem informativo. Eu não tenho o costume de jogar, muito menos jogos de terror kkkk mas garanto que meu irmão vai adorar a dica.

    ResponderExcluir
  27. Bom, não tenho paciência com jogos, e olha que meu marido e meu filho não saem do XBOX,hahaha. Se eu fosse começar a jogar, seria joguinhos de montar fazendas e etc,hhahaa, mas meu marido vai adorar a dica, se é que ele já não conhece,adora coisas macabras e sangrentas.

    bjs

    ResponderExcluir
  28. Oie
    Tudo numa boa?
    Então eu realmente gosto de sentir medo só que odeio jogar sozinha e minha irmã detesta qualquer tipo de jogo ou filme de terror na verdade ela odeia jogos.
    Esses jogos que misturam suspense e terror é uma maravilha aquela adrenalina o coração batendo rápido deu até vontade de jogar.
    Adorei o post.
    Bju
    Mary Reis

    ResponderExcluir
  29. Oi Victor.
    Sinceramente eu tenho um pouco de medinho de jogos assim hahaha.
    Apesar de gostar muito de filmes e livros de terror, jogos eu costumo evitar.

    Beijos
    http://aventurandosenoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  30. Oi Victor, tudo bem?
    Eu pensei que iria ficar com medo por causa de alguma assombração, mas quando você descreveu as pessoas que estavam lá dentro e o que estava sendo feito, nossa, é muito pior do que eu poderia imaginar. Pelas fotos e pelo enredo, achei violento, confesso que não tenho o costume de jogar e se tivesse, não escolheria esse game. Mesmo assim, assim que sua explicação ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  31. Oi Menino!!!
    Esse game ai, com certeza não é para mim kkkk
    Sou medrosa de tal modo que você não tem ideia... Mas muito boa e completa a forma na qual você o resenhou, parabéns

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir