RESENHA: Exorcismo

31 outubro 2016


Título: Exorcismo
Autor: Thomas B. Allen
Páginas: 254
Editora: DarkSide Books
Avaliação: 4/5
Sinopse: Se a ficção consegue ser tão assustadora, imagine o poder contido na história real? Muitos não sabem, mas a obra-prima de W. Peter Blatty, O Exorcista, não se trata de uma invenção. Ela foi inspirada num fenômeno ainda mais sombrio, desses que a ciência não consegue explicar: um exorcismo de verdade. A história real aconteceu em 1949, e você pode conhecê-la — se tiver coragem! — no livro EXORCISMO, do jornalista Thomas B. Allen, lançamento da DarkSide Books em 2016. Exorcismo narra em detalhes os fatos que aconteceram com Robert Mannheim, um jovem norte-americano de 14 anos que gostava de brincar com sua tábua ouija, presente que ganhou de uma tia que achava ser possível se comunicar com os mortos. Thomas B. Allen contou com uma santa contribuição para a pesquisa do seu trabalho. Ele teve acesso ao diário de um padre jesuíta que auxiliou o exorcista Bowdern. Como resultado, seu livro é considerado o mais completo relato de um exorcismo pela Igreja Católica desde a Idade Média. Os investigadores paranormais Ed e Lorraine Warren definiram a obra de Thomas B. Allen como “um documento fascinante e imparcial sobre a lluta diária entre o bem e o mal”.

Comprei este livro ainda no período da pré venda, ficando ansiosa todos os dias para a chegada dessa preciosidade. Eis que assim que tive oportunidade, iniciei a leitura e me surpreendi mais do que eu esperava. E é exatamente por isso, que deixei essa resenha para hoje, 31 de Outubro - Dia do Halloween, porque dentre todas as obras do gênero que já li em minha vida, não vejo uma que se adeque melhor nesta data. 

Thomas B. Allen reúne neste livro, várias pesquisas realizadas ao longo dos anos, do famoso caso do Exorcismo, que embora a primeira vista pareça ser uma história de ficção,na verdade é um caso bem real, que gerou muita repercussão na época. Por este motivo, o autor resolveu manter sigilo da identidade dos envolvidos, onde o nome dos personagens principais foram alterados. 

A história aconteceu em 1949, Robert Manheim é um garoto de 14 anos, que narra sua vida ao lado da sua Tia Harriet. Ela era uma adepta ao espiritualismo, que na tentativa de se comunicar com os mortos, começou a usar uma tábua de Ouija juntamente com as suas habilidades de médium. Após alguns anos, no entanto, Tia Harriet acaba falecendo em Saint Louis e estranhamente sua morte desencadeia uma série de acontecimentos aterrorizantes, barulhos, arranhões nas paredes e objetos se movendo.


A principio a família acreditou se tratar de roedores, fazendo bagunça pela casa. Mas a medida que os episódios se tornarem frequentes e cada vez mais assustadores, começaram a pensar que Tia Harriet estava tentando enviar algum aviso, e com isso, ambos resolvem tentar se comunicar com ela, que através de alguns barulhos manifesta sua presença, provando ser realmente a Tia falecida. 


“Ela o ensinou a colocar os dedos de leve sobre a planchette, uma plataforma que se movia sobre pequenos roletes através da superfície de madeira polida do tabuleiro Ouija. Arrumados ao redor do tabuleiro havia as letras do alfabeto, os números de 0 a 9 e as palavras sim e não. Robbie ficou fascinado com o tabuleiro Ouija.”

Após esses contatos, no entanto, Robert (Robbie), começou a ficar estranho e claramente havia algo de errado com ele. A família buscou ajuda com especialista da medicina e até mesmo com pastores e videntes, mas ninguém sabia dizer qual mal afligia o garoto, de forma que o quadro dele só piorava cada dia mais. Finalmente a família resolveu procurar um padre católico, a fim de fazer um exorcismo no garoto e assim várias sessões foram sendo realizadas.

Mais do que um livro de terror, a obra de Thomas B. Allen fala sobre a fé e as crenças dos seres humanos em diversas religiões. A maioria das pessoas envolvidas no caso, tinham pontos de vista diferentes sobre o que estava ocorrendo com Robbie, sendo que este foi um ponto muito alto do livro, trazer visões diferentes e ousadas sobre o mesmo assunto. O autor se valeu de um diário escrito durante o exorcismo, além de várias pesquisas e entrevistas realizadas por ele, que formaram uma obra com relatos tensos sobre a aflição vivida pela família, além de abrir margem para o próprio leitor formar suas convicções sobre o caso. 


O processo de exorcismo é algo exaustivo e longo. O livro se apresenta mais como um documentário, onde se afasta um pouco o terror e vira o foco para a natureza dos acontecimentos e todos os sentimentos dos envolvidos. Nessa parte, eu confesso, o decorrer das páginas foi mais lento, pois o livro ficou um pouco cansativo. O livro veio dividido em algumas partes, sendo que temos primeiramente o prefácio, seguido por 14 capítulos narrados por Thomas B. Allen, depois vem a transcrição do diário do exorcista original, algumas notas do autor, bibliografia, fontes e notas dos capítulos. A novidade é que o livro pode ser iniciado em qualquer uma das partes, seja pelo diário ou pelos relatos do próprio autor. 

“Sua casa se transformou na casa assombrada, e ele, no menino assombrado.”

Outro ponto interessante da história, é que na época a igreja tentou encobrir o caso, mas a história de Robert se espalhou, ganhando forte repercussão e inspirando o autor William Peter Blatty, que escreveu o livro "O Exorcista", posteriormente adaptado para o cinema, onde uma onda de pessoas assistiram horrorizados o filme. A Dark Side caprichou muito na edição, a capa tem uma textura áspera, que se assemelha muito a uma parede. A contra capa do livro, vem com um tabuleiro de Ouija, além de um marcador especial, para os mais corajosos se aventurarem a jogar. A diagramação está elegante, como é padrão da editora e a fita marcadora também acompanha o livro. 


Embora essa obra seja um prato cheio para os amantes de terror, confesso que este livro em especial, não traz cenas tão assustadoras, sendo mais um informativo e foi interessante conferir os bastidores do caso. A recomendação fica para as pessoas que conhecem ou possuem uma certa curiosidade sobre "O Exorcista", pois neste exemplar, vocês vão descobrir a verdadeira essência dessa história, com uma pitada de realidade que consegue chocar e nos fazer refletir sobre nossas crenças mais profundas.

“A possessão é o cativeiro do mal. Tanto culturas primitivas quanto desenvolvidas de todas as eras acreditaram nela. E todas as culturas que acreditavam em possessão encontraram maneiras de aplaca-la. Para os católicos, essa maneira era o ritual do exorcismo. Ritter agora segurava a chave para esse exorcismo.”

Happy Halloween!

29 comentários:

  1. olá
    Eu comprei recentemente esse livro e não vejo a hora de ler a obra, eu já sabia que se tratava de algo mais puxado para a não-ficção, e isso despertou outro tipo de curiosidade pelo livro, justamente essa parte bastidores que você falou, muita gente já falou que o livro possui algumas partes arrastadas, mas mesmo assim sinto muita vontade de conferir, e vou tentar fazer isso o mais rápido possivel

    ResponderExcluir
  2. Que de mais!!! Quero esse livro agora para mim!! Primeira resenha que leio dele e estou encantada, gente estou morrendo de curiosidades, não ler livros de suspense e terror, faz perdermos muitas coisas! haha
    A resenha está maravilhosa! Parabéns ❤
    JP

    ResponderExcluir
  3. Gostei bastante da sua resenha, mesmo que não faça meu gênero, infelizmente tenho um amigo que assim como você adora esse tipo de leitura e detestou o livro, falou que foi a maior decepção dele referente a Dark, eu creio que faço mais o gênero da DarkLove, espero ler alguns ainda, mas de qualquer forma, parabéns pela resenha, muito boa.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. oie!
    Adorei sua resenha. Apesar de gostar de cenas horripilantes e assustadoras , gosto também de saber dos bastidores quando é baseado em fatos reais.
    E como sempre, o projeto gráfico da darkside é lindo.
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Essa edição está um arraso. Darkside sempre manda bem, né?
    Eu li recentemente um livro sobre exorcismos tbm e gostei bastante, saber que não é de terror e que está mais para um documentário, me anima a ler. Espero fazer isso em breve.

    Raissa Nantes

    ResponderExcluir
  6. Eu não tenho coragem de ler esse livro. Faz muito tempo que eu vi o filme e na época eu até achei graça, mas agora que estou no meu juízo normal eu morro de medo kkkk Mas essa edição parece estar maravilhosa

    ResponderExcluir
  7. Oi viviane, tudo bem? Amei a sua resenha. O livro parece bom e essa edição da Darkside está de outro mundo né? Esse jogo me assusta muito kkkkkk. Bjs

    ResponderExcluir
  8. Menina eu sou completamente apaixonada por essa obra, eu gostaria muito ter a oportunidade de ler, apenas assisti ao filme mesmo e fiquei querendo mais agora lendo a sua resenha, quero o livro.
    Abraços

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bom?

    O livro é muito lindo né? E essa capa dura é maravilhosa.
    Mas não costumo ler muito esse gênero, mas adoraria dar uma chance a eles.

    Beijos:*
    treslivrolatras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Oi!!
    Eu gosto muito do filme e agora estou assistindo a série e gostando bastante, mas mesmo assim não sinto tanta vontade de ler o livro, sei lá acredito que a leitura não é tão emocionante como os filmes.
    Beijão!

    ResponderExcluir
  11. Olha, confesso que de começo não queria ler tanto esse livro,mas pelo capricho da edição eu fiquei louca,como assim vem até uma ouija para você se aventurar? quero agora mesmo, sou muito medrosa com essas coisas pois acredito em espiritos, principalmente os malignos mas quem sabe jogando com um de brinquedo eu não atraia nenhum kkk

    ResponderExcluir
  12. Oi!
    Sabe que eu nunca assisti a esse filme? Não gosto muito de filmes de terror e mesmo sendo um clássico não sinto vontade de vê-lo, agora o livro é outra história. Eu já tinha vontade de o ler e fiquei mais empolgada depois de saber por você que ele não possui cenas muito assustadoras e sim mais os bastidores do caso.
    Beijos!
    Por Livros Incríveis

    ResponderExcluir
  13. Não li sua resenha pq eu não li o livro ainda e eu preciso ter as surpresas... Você me entende??
    <3
    Eu vou ler e juro que volto aqui pra ler!! <3
    Eu AMO a Darkside e estou mega ansiosa pra começar essa leitura!!

    #Ana

    LiteraKaos!

    ResponderExcluir
  14. Oie,
    Eu acho que este livro e mais para quem tem interesse em saber mais sobre o exorcismo, o que não é o meu caso. Sua resenha está muito boa, mas não me interessei nem um pouco pela obra, então irei passar a leitura.
    Beijos
    Bru, Cantinho da Bruna

    ResponderExcluir
  15. apesar de em certa altura o livro tomar um ritmo mais lento,eu ainda pretendo fazer a leitura...
    amo leituras com essa temática, ainda mais quando é algo verídico... sem contar que essa edição tá de matar... <3
    espero comprar logo o meu...
    bjs ^^

    ResponderExcluir
  16. Eu queria muito gostar desse gênero para encarar esse tipo de leitura, mas eu simplesmente não consigo. Me falaram que o livro é tão arrepiante quanto o filme.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Olá.
    Eu gostei muito da sua resenha, pois eu sempre quis saber mais sobre este livro, mas sempre tive medo. Eu sou muito medrosa, qualquer coisinha me assusta, mas como você falou que o livro em si não tem muitos momentos realmente assustadores eu acho que um dia, quando tiver com muita coragem, eu vou tentar ler ele.
    Bjsss

    ResponderExcluir
  18. Olá, dos livros que a DarkSide publicou, esse é um dos poucos que não tenho interesse (ou acho que seja o medo que me impeça), Sei lá, é um livro muito denso, e com um enredo cheio de mistérios que não sei se seria uma boa para mim.

    ResponderExcluir
  19. Olá!
    Eu adoro os lançamentos da Darkside e morro de curiosidade de ler essa, mas eu tenho tanto medo, mas tanto medo que fico arrepiada só de olhar a capa hahaha Tenho vontade de assistir ao seriado também, será que algum dia eu consigo? hahahah
    Beijos.

    ResponderExcluir
  20. Oie,
    Tanto o livro quanto o filme sempre me deram medo! Sério, acredito que por se tratar de fatos reais chega a ser assustador! E essa edição da Darkside é fantástica.

    ResponderExcluir
  21. oi ^^
    cara eu sou muito medrosa, mesmo não tendo muitas coisas assustadores eu não leria nem que me pagassem.
    asygsayg de qualquer forma gostei da sua opinião.

    ResponderExcluir
  22. Vivianne, acho interessante essa obra não se tratar de terror e suspense, mas na verdade falar mais sobre crenças.
    Eu morria de medo de pensar em ler, mas agora acho que leria.

    ResponderExcluir
  23. OI
    Honestamente? Eu não leria o livro, mesmo a DarkSide caprichando como sempre no material, nas capas, a diagramação sempre espetacular, eu tenho pesadelos até hoje de um pedacinho tico que vi do Exorcista com 10 anos! É muito trauma para uma pessoa só!
    Mas a sua resenha tá ótima, mostrou o quanto você gostou e o que esperar da leitura do livro!

    Talita - Viciados em Leitura

    ResponderExcluir
  24. Para os fãs da série com certeza esse livro é um presente, regado as edições maravilhosas da Editora. Assisti o filme há um tempo atrás mas confesso que hoje não assistiria de novo, ando evitando esse gênero. Mas sou apaixonada pelas capas. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  25. Oie
    muito legal sua resenha, parece ser uma leitura tao boa quanto ver o filme, eu adoro esse tipo de leitura e filme, que bom que curtiu tanto, boa dica

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  26. Gosto de como o autor consegue trazer temas como religião em emio a um livro de terror cheio de momentos assustadores. A diagramação da Dark é sempre um show, ela tem todo o cuidado de trazer um livro lindo para a estante.

    ResponderExcluir
  27. Achei interessante poder ler o livro fora da ordem. Para quem já conhece a história seria interessante, é como saber sobre os bastidores desse acontecimento. Fiquei curiosa para ver esse compilado de informações.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  28. Olá.
    Você sabe como sou medrosa hahahahahhahha e esse é um dos livros que eu não leria sem sendo paga. Mesmo vc afirmando que não tem cenas assustadora, eu não leria kkkkkk não mesmo, mas parabéns pela resenha, está muito bem escrita.

    ResponderExcluir
  29. Oi Viviane,
    Acho que me enquadro justamente no publico alvo desse livro.
    Sou louca pelo Exorcista, já assisti aos três filmes da franquia inumeras vezes e adoraria conferir tudo sobre esse caso.
    Beijooos

    ResponderExcluir