RESENHA: Sr. G

28 novembro 2016


Título: Sr. G 
Autora: Sue Hecker 
Páginas: 446 
Editora: Independente(Físico)/Amazon (Ebook) 
Nota:3/5

Sinopse: Patrícia, mulher convicta das suas verdades, caminha pela vida como uma guerreira. Tem um objetivo a ser alcançado, dele não abrindo mão nem por sua felicidade, que fica em segundo plano. Ela tem um grande amigo, seu companheiro e confidente, com o qual mantém um relacionamento que é uma espécie de simbiose entre ambos. Seu desejo é de que algum dia um homem entenda e conheça essa ligação e conquiste a ambos, de maneira a compartilharem todos juntos uma maior intimidade. Para alguns, isto parece uma loucura, mas para ela será o seu nirvana, a chave para a felicidade. Houve apenas um único homem a quase ter sucesso em alcançar essa comunhão, porém, o acaso e a vida fizeram que houvesse um desencontro em seus destinos, unindo-os novamente apenas dois anos após o primeiro encontro. Será esse homem, que a considera uma quimera e fruto da sua imaginação, capaz de realizar seus desejos aparentemente improváveis e fazer o que nunca homem algum conseguiu: chegar mais próximo do seu coração?

Olá,

Após um hiato considerável nas minhas postagens no blog, devido aos meus estudos na faculdade, finalmente consegui terminar Sr. G (que estava na minha cabeceira há pelo menos um mês -- desculpe Sue!). 

Inicialmente o livro trata do final da infância e adolescência da protagonista, a primeira protagonista nacional que vejo ter um nome pomposo, Patrícia Alencar Rochetty que apesar do nome possui origem humilde. Patrícia, uma criança gordinha, sai da casa em que foi criada, na cidade interiorana de Ajuricaba-RS, para morar com a bem-feitora da família, a Dona Agnello, uma senhora rica e refinada que enquanto tinha Patrícia como sua secretária pessoal a ensinou os bons modos e como se alimentar moderadamente. Daí nasce um laço quase de mãe e filha que ajuda a nossa protagonista a superar o bullying por ser gordinha na infância e ter mais auto estima, ao mesmo tempo em que torna o coração da Dona Agnello mais amoroso e quente. 

Ficamos juntas por poucos anos, mas, eles significaram uma vida...
Partilhamos encontros e desencontros de ideias, ensinamentos e aprendizados...
(...) Chegou o momento de você seguir viagem sozinha...
Amo-te!
Agnello 
Os dias passam, Patrícia passa no vestibular de Administração na UFSP e se muda para São Paulo. Lá ela passa de uma virgem de 19 anos a uma mulher de beleza escultural e bem sucedida que só quer sexo casual. Até que num rodeio em foi convidada por amigos, encontra um homem que abala suas estruturas (inclusive o Sr. G -- nome carinhoso que ela dá ao seu Ponto G). Esse homem é Carlos Tavares Junior. 

Carlos Tavares Júnior é um empresário, dono da Cervejaria Germânica, um dos solteiros mais cobiçados de toda high-society por ter um físico invejável com um belo par de olhos azuis e por ser o símbolo do sucesso. Carlos até conhecer Patrícia se parece muito com ela, tem preferência pelas relações casuais e por envolvimento emocional nulo, mas, Patrícia também abala suas estruturas -- nunca antes uma mulher como ela tão sensual, tão intensa e com aquela pinta "foda-me" passou por sua vida. É uma pena que Patrícia nem esperou que ele acordasse para fugir de fininho, parecendo o diabo quando foge da cruz. 

RESENHA: A Maldição de Arthur - Imortal #1

22 novembro 2016


Título: A Maldição de Arthur - Imortal #1
Autora: Graci Rocha
Páginas: 290
Editora: PenDragon
Nota: 5/5

Sinopse: Você acha que já viu tudo? Que já leu todo tipo de história de terror ou aventuras mirabolantes? Que já conheceu todos os demônios e anjos que poderia suportar? Na certa você ainda não conhece Cass, uma mulher temperamental que não suporta receber ordens. Ah! E que é também a filha do Diabo. Mas as coisas entre bem e mal não são tão simples como conhecemos, o bem nem sempre é bom e o mal nem sempre é tão mal assim, e desta forma, Cass, uma imortal que não aparenta ter mais do que vinte e cinco anos, vem burlando as regras e boicotando o pai. Entre aliados inesperados e inimigos surpreendentemente assustadores, a bela que já vivera muitas vidas, vai descobrir que estar do lado dos bonzinhos é muito mais difícil do que imaginava. A maldição de Arthur é o primeiro livro da série Imortal e conta como Cass e seu fiel escudeiro, Luke, partem em busca do medalhão Pendragon, herdado pelo rei Arthur, mais de mil anos antes. O único problema é que Arthur está morto e Lancelot é um imbecil. Bom... talvez nem tudo seja o que parece. Entre ajudar um antigo aliado a combater um inimigo maligno, salvar um reino, resgatar uma noiva e quebrar maldições, muitos corações serão conquistados e uma disputa pelo amor de Cass vai se desenrolar. O final é apenas o começo...

Sempre tive um interesse especial pela história do Rei Arthur, e eis que minha curiosidade aliada a minha paixão pela figura, me levaram a pedir a Graci Rocha uma parceria com o blog. Já adianto que o livro é encantador, de uma forma que é impossível se desgrudar das páginas, prepara-se para descobrir outro mundo, com diferentes raças e etnias, mas repleto de magia e cheio de personagens cativantes.

Em A Maldição de Arthur, conhecemos a história de Cass, uma imortal filha de um demônio muito poderoso e que tem passado os últimos anos caçando criaturas malignas com o seu amigo humano, Luke. Os dois formam uma excelente dupla e é exatamente em uma de suas caçadas, que  Cass é surpreendida por um espirito que diz que Gael (Merlim) precisa de ajuda e está preso em outro mundo.

Cass que a principio não leva sério o recado, acaba sendo obrigada a averiguar melhor a situação, já que Gael foi um grande amigo e aliado no passado. Sendo assim, a imortal embarca junto com Luke a encontro de Lancelot, que também é imortal, graças a uma maldição que Cass colocou nele. O que ela só não esperava, é encontrar também Arthur, que deveria estar morto a muitos anos, mas por algum motivo foi amaldiçoado como Lancelot, além de ter o medalhão dos Pendragon gravado em seu peito.

A princípio a imortal fica muito confusa com a situação, já que em uma vida passada ela era  Gwenhwyfare, a esposa do Rei Arthur. E sabendo que ele está vivo a mais de séculos e não procurou por ela, a deixa muito intrigada. No entanto, Gael precisa de sua ajuda e a imortal resolve abrir um portal para Lemúria, uma terra cheia de magia e que está correndo risco de extinção, pois um demônio vem devastando toda a vida do local.

RESENHA: A Garota No Trem

21 novembro 2016


Título: A Garota no Trem
Autora: Paula Hawkins
Páginas: 269
Editora: Record
Nota:  5/5

Sinopse: Todas as manhãs, Rachel pega o trem das 8h04 de Ashbury para Londres. O arrastar trepidante pelos trilhos faz parte de sua rotina. O percurso, que ela conhece de cor, é um hipnotizante passeio de galpões, caixas d’água, pontes e aconchegantes casas. Em determinado trecho, o trem para no sinal vermelho. E é de lá que Rachel observa diariamente a casa de número 15. Obcecada com seus belos habitantes a quem chama de Jess e Jason , Rachel é capaz de descrever o que imagina ser a vida perfeita do jovem casal. Até testemunhar uma cena chocante, segundos antes de o trem dar um solavanco e seguir viagem. Poucos dias depois, ela descobre que Jess na verdade Megan está desaparecida. Sem conseguir se manter alheia à situação, ela vai à polícia e conta o que viu. E acaba não só participando diretamente do desenrolar dos acontecimentos, mas também da vida de todos os envolvidos. Uma narrativa extremamente inteligente e repleta de reviravoltas, A garota No Trem é um thriller digno de Hitchcock a ser compulsivamente devorado.




Olá pessoal,

Hoje trago a vocês a resenha de um livro que a princípio não me chamou muito atenção, mas recentemente com o lançamento do trailer da adaptação cinematográfica minha curiosidade se tornou muito grande por essa história. Há um tempo eu tenho lido só fantasia e tenho sentido falta de um bom suspense e esse livro com certeza, se encaixa nessa última descrição. Só consigo dizer que: vai prender sua atenção do começo ao fim.

O livro conta a história da Rachel, uma mulher divorciada, que não aceita muito bem a separação, principalmente porque foi traída pelo marido e desde então ela tem se afogado em bebidas e auto piedade. A Rachel faz uma viagem de ida e volta todos os dias em um trem que passa por Ashbury e Londres, local onde ela mora e local onde trabalha (necessariamente nessa ordem). Acontece que durante essa viagem que dura cerca de uma hora, ela sempre costuma observar a paisagem que não passa de algumas caixas d’águas e depósitos abandonados e por fim, um bairro com casas germinadas que sempre chama muito a atenção dela, pois sua casa antes de se divorciar era ali.


Não só o fato de ter vivido naquele lugar faz a Rachel ter uma certa obsessão por observar essa paisagem, como também um casal que vive em uma das casas próximas a linha do trem, que ela costuma observar e até mesmo criou nomes fictícios para eles em sua cabeça: Jess e Jason. Para Rachel, eles são a sincronia de um casal perfeito e ela fica em diversas vezes imaginando a vida dos dois naquela casa e até mesmo lembrando de fatos da sua vida antes da separação.

NA TELA: A História Real de Um Assassino Falso

18 novembro 2016


Filme: A História Real de Um Assassino Falso
Direção: Jeff Wadlow
Elenco: Kevin James, Kiam Coates e outros.
Duração: 100 min. 
Nota: 4/5


Sinopse: Um escritor amador publica uma história sobre um assassino internacional mas, por erro, o livro é vendido como uma história verídica. Ele, então, é dado como foragido, sequestrado pela máfia e obrigado a atuar em uma missão clandestina na Venezuela.

Olá Pessoal,

Mais uma vez venho trazer uma dica de filme para vocês, desta vez uma mistura de comédia e aventura, que me surpreendeu um bocado durante o seu desenvolvimento e é um daqueles programas, que chamamos a família toda para assistir em um domingo a tarde.

O simpático Kevin James - um dos atores que eu mais aprecio ultimamente - dá vida ao personagem Sam, um escritor de primeira viagem, que após ter vários dos seus livros rejeitados por editoras, consegue finalmente publicar sua obra, mesmo que tenha sido por meios rápidos e em uma plataforma online. Isso mesmo, ele só consegue publicar o livro em e-book. 


A Assessora Literária do Sam, acaba descumprindo a promessa de manter todos os dados originais e com isso, troca o gênero de ficção, por biografia, ou seja, tudo o que Sam narra no livro, é visto como se ele tivesse vivido aquela própria história. O pior, é que o personagem de Sam, é justamente um assassino que tem o apelido de "Fantasma", justamente por ter desaparecido ao longo dos anos. 

PARCERIA: Autora Martina Romero

14 novembro 2016


Olá Pessoal,

É com muita animação que venho anunciar mais uma parceria no blog, desta vez com a autora Martina Romero, que promete nos impactar e surpreender com o seu livro "A Vampira". Fãs do gênero já podem ficar de olho no blog, porque vamos trazer diversas novidades por aqui.

Abaixo deixo algumas informações sobre a obra da autora e também o link de venda do livro, não deixem de adquirir o exemplar e se aventurar conosco nesse universo fantástico criado pela Martina.

Sinopse: Trezentos anos sem ele.O que ela faz? Tenta se distrair. Como? Matando e matando.E agora? Ele volta.E ela? O odeia.Ele? A ama.Mas como todos tem o seu "mas"... o dela foi continuar tendo sentimentos por ele, mesmo depois de tudo.Mas será que ela poderia mudar? Por ele? Katherine Miller é uma vampira que foi transformada mais de três séculos atrás, e teve a sorte de ser transformada por seu amor, Daniele. Mas, depois de oito anos juntos, Daniele decide abandona-la, alegando que não estava segura com ele. Ela não acreditou, mas ele prometeu que a protegeria, e para um vampiro, a palavra é tudo.E agora, trezentos anos depois, ela está em Nova Orleans, fazendo exatamente o que uma vampira sem sentimentos faz: matando.Para se entreter, ela se matricula na Loyola University, e encontra uma pessoa de seu passado lá. O choque é enorme. O que ele estava fazendo ali? Como ousava aparecer depois de tanto tempo?Com a chegada de um Caçador Original na cidade - e uma visita dele à universidade - Katherine realmente começa a ficar mais séria, e levar os avisos de Daniele a sério. Mas não a ele. A única coisa que ela queria fazer era mata-lo! Ele a fizera sofrer por muito tempo, e ela se virara como pudera, e agora ele vinha com esse papo de eu te amo e só quero o melhor pra você? Ah, queime no inferno!Mas depois de algum tempo, ela começa a perceber que ainda tinha algo com ele, e tentava mascarar isso com raiva. Mas pra ficar juntos, ela tinha que mudar. Tinha que voltar a ter humanidade.Mas... será que ela conseguiria mudar? Por ele?Seria ela capaz de apagar todas as décadas de maldade dentro de si, e voltar a ter sentimentos humanos?

RESENHA: A Sombra do Passado

10 novembro 2016


Título: A Sombra do Passado - Noites em Florença #2
Autor (a): Sylvain Reynard
Páginas: 304
Editora: Arqueiro
Nota: 5/5

Sinopse: Nesta sequência de A transformação de Raven, Sylvain Reynard combina suspense e sensualidade em uma das cidades mais belas do mundo, levando o leitor para um universo de fantasia e romance habitado por criaturas centenárias e poderosas. A jovem e doce Raven Wood está em Florença trabalhando na restauração de O nascimento de Vênus, de Sandro Botticelli. Certa noite, ao tentar evitar que um sem-teto seja agredido, ela mesma fica em perigo, mas é salva a tempo pelo belo e poderoso William York. Depois desse encontro, eles se envolvem numa improvável e avassaladora paixão. O príncipe vampiro jura seu amor por Raven e promete se vingar de todos os que um dia a feriram. Contudo, ela prefere não ceder à violência e, para surpresa de William, busca nele algum traço de humanidade sob a aparente frieza – alguma bondade que lhe permita entregar-se a ele sem receios. Mas um perigo terrível pode pôr fim à felicidade do casal. Uma sombra se espalha por Florença, colocando em risco a paz que há séculos existe entre seres humanos e sobrenaturais. Enquanto tenta proteger Raven, o príncipe precisa descobrir quem o traiu e evitar uma guerra entre poderes há muito adormecidos.

Depois de uma longa espera, a sequência de A Transformação de Raven finalmente chegou ao Brasil e preciso adiantar que valeu cada segundo de ansiedade. A obra consegue dar uma excelente continuidade ao enredo construído por Sylvain Reynard, com destaque para uma guerra épica prestes a estourar e muito amor envolvido entre Raven e William. 

No primeiro volume, Raven descobriu que William era um vampiro e que poderia ser sempre bonita e elegante, sem mancar com a sua perna lesionada para sempre, caso aceitasse também se tornar uma vampira ou se alimentar de sangue de vampiro. Ela no entanto, acabou resolvendo ser quem ela é e somente queria o amor de William em troca, o vampiro mesmo relutante em amar novamente - já teve uma decepção amorosa - acabou cedendo e é a partir daí que A Sombra do Passado se inicia.


Na história William e Raven estão indo muito bem, até que no aniversário da jovem o vampiro resolve presenteá-la com o seu padrasto abusivo preso em um calabouço, dando oportunidade a jovem de se vingar do homem responsável pela sua lesão na perna. Raven no entanto, acaba não reagindo muito bem e entra em estado de choque, fazendo William usar compulsão na mente dela para que a mesma não enlouquecesse. 

RESENHA: O Medalhão de Ísis

06 novembro 2016


Título: O Medalhão de Ísis #1
Autora: C. S. Camargo
Páginas: 242
Editora: Arwen
Nota: 5/5
Sinopse: Guerra, fé e magia. O Medalhão de Ísis é o primeiro livro de uma trilogia ambientada no Oriente Médio do século IV que narra a disputa de três reinos da Arábia por um antigo artefato divino. O leitor será levado a viver uma aventura fantástica através das belíssimas paisagens egípcias e a desvendar os mistérios de antigas criaturas do folclore árabe. Quando os caminhos do guerreiro Faris e da princesa Ahlam se cruzam, uma jornada perigosa se inicia em busca de peças do medalhão de Ísis. Com seu destino traçado pelos deuses egípcios, o casal precisa fugir de seres míticos e de reis que querem a todo custo o precioso medalhão a fim de trazer à tona um dos maiores conflitos do Antigo Egito: a guerra entre Ísis, Osíris e Seth.

Eu já disse várias vezes aqui no blog, que amo de paixão mitologias, principalmente a egípcia em especial. E mais uma vez para alimentar esse meu vício mitológico, resolvi embarcar na história de O Medalhão de Ísis, de autoria da Carol Camargo que virou nossa parceria no mês passado. As minhas expectativas para esta obra estavam altíssimas, pois li muitas resenhas e comentários positivos sobre a mesma, e para minha grande felicidade todas elas foram muito bem atendidas. O livro é tudo que você espera dele e até mesmo um pouco mais. 

Nesta história conhecemos Ahlam uma jovem princesa do reino de Nifah,  prestes a completar os seus 18 anos, ela se vê obrigada a casar com Marzuq, príncipe de um reino rival, cujo casamento celebraria uma aliança de paz entre os reinos. No dia do seu aniversário, onde Ahlam é formalmente apresentada ao príncipe, ela ganha um presente muito especial do seu pai, um colar egípcio que carrega um símbolo de um ankha. A festa acaba, no entanto, quando soldados do Rei Lahssam invadem o palácio, a procura de um artefato para o seu soberano. 


No meio da confusão, a família real tenta fugir pelos corredores secretos, mas Ahlam percebe que a sua Ama e também amiga, não está com eles e resolve ir até os seus aposentos procurar pela mesma. Ao chegar no local, ela discute com o príncipe Marzuq, que exige o colar da princesa e por esta se recursar, acaba trancado-a do lado de fora da passagem secreta. Sozinha em um palácio que está sendo invadida, Ahlam tenta se esconder, mas logo é encontrada por Faris, um dos soldados de Lahssam.

RESENHA: Submersão

01 novembro 2016


Título: Submersão - O Lago Negro #2
Autora: Juliana Daglio
Páginas: 360
Editora: Arwen
Nota: 5/5
Sinopse: Para Verônica Cattani os monstros que tanto tememos e desconhecemos não vivem embaixo da cama, ou atrás dos armários, muito menos em filmes de Terror – eles vivem dentro de sua própria mente. Depois de se mudar pra Lagoana e descobrir que sua memória esconde enigmas ainda mais profundos, ela se vê frente a frente com pessoas que nem imaginava fazerem parte de seu passado. Em seus textos, estão todas respostas e a família Caprini parece temer tantos seus significados quanto ela os teme.  Liam não tem mais segredos. O garoto da capa vermelha saiu de seus sonhos, retornou para seu presente, e enfrenta os Caprini com costas eretas e um cinismo único. Ele é a única coisa que a impede de mergulhar agora. Seu pedaço de sanidade numa mente caótica. Porém o Anjo de Asas Douradas está prestes a se revelar, trazendo em seu poder algo que será difícil recusar: a oportunidade de saber o que existe nas profundezas

Olá Pessoal,

Finalmente consegui ler a continuação de O Lago Negro, livro que me marcou tanto esse ano, que não consegui resistir e comprei Submersão na primeira oportunidade que tive. Já adianto que o segundo volume, é tão bom quanto o primeiro e de certa forma até um pouco cruel, já que a Juliana Daglio  me deixou ansiosa pelo desfecho desse mistério e confesso que formei várias teorias em minha mente e agora é aguardar o terceiro livro que promete nos impactar também. 

No primeiro volume da trilogia, Verônica tinha acabado de se mudar para Lagoana, havia conseguido um emprego de babá com a família Caprini e também se envolveu com um mistério relacionado as próprias lembranças da infância dela, que de alguma forma tinha sido suprimidas. Ela também conheceu Liam, um bad boy que começou ajuda-la na investigação, já que o pai dele era um dos melhores amigos do pai da Verônica e também por um interesse pessoal do próprio rapaz na jovem. Presa nessa teia de mistérios, Verônica descobriu também que o livro que ela escreve, está relacionado com tudo o que ela sabe e foi de certa forma 'reprimido' em sua mente. 


E é exatamente a partir desse ponto que Submersão começa, Verônica sabe que tem as informações que precisa para desmascarar os Caprini, mas ter acesso a suas memórias parecem ser mais complicado do que ela esperava. Todas as respostas, estranhamente parecem estar conectadas a uma maleta, esta por sua vez está com a mãe da V, que acaba sendo sequestrada pelos Caprini.