RESENHA: O Medalhão de Ísis

06 novembro 2016


Título: O Medalhão de Ísis #1
Autora: C. S. Camargo
Páginas: 242
Editora: Arwen
Nota: 5/5
Sinopse: Guerra, fé e magia. O Medalhão de Ísis é o primeiro livro de uma trilogia ambientada no Oriente Médio do século IV que narra a disputa de três reinos da Arábia por um antigo artefato divino. O leitor será levado a viver uma aventura fantástica através das belíssimas paisagens egípcias e a desvendar os mistérios de antigas criaturas do folclore árabe. Quando os caminhos do guerreiro Faris e da princesa Ahlam se cruzam, uma jornada perigosa se inicia em busca de peças do medalhão de Ísis. Com seu destino traçado pelos deuses egípcios, o casal precisa fugir de seres míticos e de reis que querem a todo custo o precioso medalhão a fim de trazer à tona um dos maiores conflitos do Antigo Egito: a guerra entre Ísis, Osíris e Seth.

Eu já disse várias vezes aqui no blog, que amo de paixão mitologias, principalmente a egípcia em especial. E mais uma vez para alimentar esse meu vício mitológico, resolvi embarcar na história de O Medalhão de Ísis, de autoria da Carol Camargo que virou nossa parceria no mês passado. As minhas expectativas para esta obra estavam altíssimas, pois li muitas resenhas e comentários positivos sobre a mesma, e para minha grande felicidade todas elas foram muito bem atendidas. O livro é tudo que você espera dele e até mesmo um pouco mais. 

Nesta história conhecemos Ahlam uma jovem princesa do reino de Nifah,  prestes a completar os seus 18 anos, ela se vê obrigada a casar com Marzuq, príncipe de um reino rival, cujo casamento celebraria uma aliança de paz entre os reinos. No dia do seu aniversário, onde Ahlam é formalmente apresentada ao príncipe, ela ganha um presente muito especial do seu pai, um colar egípcio que carrega um símbolo de um ankha. A festa acaba, no entanto, quando soldados do Rei Lahssam invadem o palácio, a procura de um artefato para o seu soberano. 


No meio da confusão, a família real tenta fugir pelos corredores secretos, mas Ahlam percebe que a sua Ama e também amiga, não está com eles e resolve ir até os seus aposentos procurar pela mesma. Ao chegar no local, ela discute com o príncipe Marzuq, que exige o colar da princesa e por esta se recursar, acaba trancado-a do lado de fora da passagem secreta. Sozinha em um palácio que está sendo invadida, Ahlam tenta se esconder, mas logo é encontrada por Faris, um dos soldados de Lahssam.

"A perda da fé é um dos piores pecados da humanidade".

Faris sempre foi um dos melhores na sua profissão e aquela invasão ao palácio de Nifah, lhe pareceu um pouco ousado demais, no entanto, não caberia a ele desobedecer as ordens do Rei. Ao se deparar com a princesa, ele fica admirado com a beleza da jovem e resolve manter oculta sua identidade, dizendo aos seus amigos que ela é uma mera empregada, pois foram dadas ordens expressas de matar qualquer membro da família real.  Não tendo outras alternativas, Ahlam embarca com o seu captor pelos desertos escaldantes e embora ela deseje ser logo resgatada, seus sentimentos mudam a medida que a jovem descobre que sua jornada apenas começou e que Faris pode ser muito mais do que um soldado, mas também um aliado em sua busca. 


Reunindo profecias antigas e incluindo os deuses egípcios na história,  a autora nos transporta para um mundo totalmente novo, repleto de magia, onde criaturas como djinns, ghouls, dentre outras figuras, permeiam a páginas desse livro e nos encantam com a sua exuberância e a riqueza de detalhes ao serem descritos. O desfecho é de partir o coração, pois ficamos querendo mais e mais da história. A obra é bem curtinha, então eu que li em uma tarde de domingo, passei a semana toda com uma pequena ressaca literária, até procurei outras obras com a mesma temática. 

"- Não culpe os deuses ou o destino por algo causado pelas escolhas de cada um, Faris".

Nem preciso dizer que os personagens da trama são incrivelmente cativantes não é? Ahlam é uma princesa muito curiosa e disposta a lutar por seus ideias, a única coisa que me incomodou nela foi ser muito mimada, o que é compreensível, pois ela sempre viveu em um palácio rodeada de empregados a sua disposição. Isso muda, no entanto, no decorrer da história e o principal autor disso é o Faris, que mostra a princesa que o mundo é muito mais misterioso e emocionante do que ela imaginava. Ele foi sem dúvidas, um dos melhores protagonistas masculinos para mim, pois além da beleza que a autora fez questão de exaltar, a paixão que ele demonstra é inspiradora, embora o mesmo se mostre cético em vários assuntos (vocês vão entender quando ler). Como eu disse acima, há um djinn na história, chamado Samir, que é maravilhoso também, dei boas risadas com ele e gostei muito do passado que a autora criou para o mesmo. 


A obra é de uma riqueza imensa e a capa - confesso - foi o que mais me chamou a atenção quando vi o livro. É simplesmente linda, condizente com a história e como o Delson Neto - autor parceiro do blog - disse: "é uma das capas mais lindas da Editora Arwen".  Aliás, vocês podem adquirir o livro no site da mesma, o que eu recomendo muito, pois essa história impacta corações e conquista fãs de todos os gêneros. O livro é o primeiro volume de uma trilogia e nem preciso dizer a ansiedade pessoa aqui, pela continuação da história. Por fim, não deixem de dar uma chance para esta obra, vocês vão se surpreender com a simplicidade da escrita e a magnitude dos acontecimentos. 


"Para Faris o amor não era como muitos diziam, cego: ele cegava. Era por isso que ele mantinha os seus olhos muito bem abertos".

26 comentários:

  1. Olá
    Sou dessas que compra pela capa e essa com certeza me conquistou na hora. A premissa parece ser ótima, bem do estilo que eu gosto, amo mitologias e tudo que as envolvem. E adorei poder conferir suas impressões a respeito. Imagino mesmo que seja uma leitura bem rápida, mas não tenho dúvida de que os elementos conseguem ser bem trabalhados.
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Oie, nossa, realmente parece uma história muito interessante. Essa história possui vários elementos que me chamam atenção como a riqueza de detalhes e todas essas informações sobre um tempo e um lugar diferente. Adorei saber que ela supriu todas as suas expectativas e é lindo quando isso acontece. Se encontrar mais livros sobre o tema dá dica aqui no blog, também faz meu estilo. :)

    ResponderExcluir
  3. Oi! Nunca tinha ouvido falar desse livro e acho muito legal valorizar a literatura nacional, ainda mais quando você diz que a narrativa de prendeu de tal forma. Não estou acostumada a ler narrativas brasileiras com uma temática tão mística, tão alternativa. Achei a proposta incrível e muito interessante, vou pesquisar mais e colocar na minha lista de leitura. Arrasou na resenha <3

    http://nostalgiacinza.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Aiiii esse livro!!!! Quero muito ler ele, já ouvi falar muito bem da história, fora que essa capa é maravilhosa, mas quando fui procurar a autora no face, para conhecer o livro e passar a seguir as novidades, ela me adicionou e depois me excluiu (ainda não sei o motivo), apesar disso, não tirou minha super vontade de conhecer a história. Eu também amo mitologias!
    Beijos,
    Nay

    http://travelingbetweenpages.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nayara!Puxa, me desculpe! Devo ter feito sem querer. Pode me adicionar novamente se quiser! Abraço!

      Excluir
  5. Olá,
    Proposta interessante e diferente essa, não sei se por ser um universo inexplorado por mim, achei a temática muito curiosa.
    Ainda mais quando é bem escrita em detalhes e rica em seus elementos.
    Já anotei a dica aqui.
    Beijos
    www.estilogisele.com.br

    ResponderExcluir
  6. Ai que resenha maravilhosa! Fiquei até emocionada em ler tuas impressões do meu filho verdinho! Muito feliz com o teu retorno! Muito obrigada! Espero que os próximos da trilogia te cativem tanto quanto o primeiro!

    ResponderExcluir
  7. Oi, a Arwen sempre arrasa nas capas e concordo com você, achei lindíssima. Adorei o enredo e já o coloquei na minha lista de leituras. Só pelas suas considerações, já fiquei cativada pelos personagens.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Oi, tudo bem? A primeira coisa que chamou minha atenção nesse livro também foi a capa qur está linda e o título que já fiz muito sobre a história se tratar dr algo relacionado a mitologias egípcia que eu assim como você sou fascinada.
    A premissa toda do livro é bem interessante e eu já o coloquei na minha listinha gigantesca de livros desejados. Hahaha. Mas esse com certeza vai passar na frente de outros.
    Muito obrigada pela dica.
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Olá. Eu amo livros que englobam magia porque é uma coisa quase mágica. Achei a proposta do livro bem diferente e talvez tudo aquilo que eu estava precisando nesse exato momento. Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oi Vivianne, tudo bem?
    Não tenho o costume de ler histórias que abordam a mitologia egípcia, no entanto, ao ler a sua resenha me senti intrigada com essa obra. Me parece que o romance presente é bastante envolvente e fico imaginando como esse relacionamento entre a princesa e seu captor irá se desenvolvendo e se eles conseguirão ultrapassar as barreiras, já que ambos fazem parte de mundos diferentes. Concordo sobre a capa, com certeza deve ser uma das mais belas da editora. Espero ler um dia.

    Beijos! ♥

    ResponderExcluir
  11. Eu gosto do gênero e dessa temática, mas tenho algumas ressalvas para certos momentos do enredo. Eu ainda não li o livro mas acredito que seja uma boa leitura e fiquei bem curiosa para poder entender mais sobre a história e sobre os personagens. A capa é bem bonita, diferente e bonita

    ResponderExcluir
  12. Adorei a indicação! Amo livros que misturam mitologias, profecias e afins... Adicionarei a lista de leituras!
    http://encontrosliterarioslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Olá ♥
    Confesso que não conhecia o autor nem a obra. A capa realmente chama muita atenção e como sou a louca das capas com toda certeza compraria só pela capa. A premissa também é um tanto instigante, mas não é um livro que tenho vontade de ler agora. Mesmo assim o livro parece nos trazer alguns aprendizados sobre a mitologia egípcia já que eu sou bem leiga nisso iria aprender muitas coisas. Parabéns pela resenha !

    ResponderExcluir
  14. Olá,

    Não gosto de mitologia, por isso não me senti interessada na história, ainda que os personagens sejam cativantes, ainda mais que Ahlam muda em seu jeito mimado. A capa é mesmo encantadora e espero que os próximos volumes da trilogia também sejam bons!
    http://www.virandoamor.com/

    ResponderExcluir
  15. Essa capa é realmente linda! *---*

    Eu também adoro mitologia egípcia, é a única que me atrai realmente, assisto as novelas bíblicas da Record mais por causa disso! Hahahaha Deus me perdoa!
    Adorei a trama, achei bem original e os personagens realmente parecem ser bem cativantes.
    Esae negócio de casar por obrigação é o fim da picada, mas nessa cultura é comum, infelizmente.
    Acho que eu gostaria muito da Ahlam, mesmo com essa ressalvinha sobre ela.

    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Oi Vivianne,

    Essa capa é realmente chamativa e muito bonita! Ao contrário de ti, conheço bem pouco sobre essa mitologia e nunca li nada na literatura, o que me deixou bem curiosa com esse livro. Amo personagens cativantes e realmente me parece que são. Adorei a dica e com certeza vou anotá-la.

    beijos =)

    ResponderExcluir
  17. Olá!
    Amo mitologia egípcia, acho fascinante o mundo deles e quando leio algum livro com essa temática parece que me transporto para lá. Fiquei encantada com o enredo do livro e quero muito conhecer Faris e Ahlam. A capa está lindíssima e com certeza chama a atenção de muita gente. Vou anotar a sua dica e ler o livro em breve.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  18. Oiee ^^
    Acho a capa desse livro tão linda, e eu também adoro mitologias, então é uma obra que eu estou curiosa para ler. Fico feliz em saber que os personagens são cativantes, apesar de a princesa ser um tanto mimada, mas eu já aguentei a Eadlyn (A coroa), então acho que consigo ler sem me irritar completamente com a Ahlam. Gostei da premissa.
    MilkMilks ♥
    Milkshake de Palavras

    ResponderExcluir
  19. Olá Viviane,
    Ainda não conhecia esse livro, mas, assim como você, gosto muito de obras sobre mitologia e a egípcia, em especial, me fascina. Achei muito legal as autoras terem reunido profecias antigas e já meio que me senti cativada pelos personagens apenas por ler sua resenha.
    Claro que anotei a dica, aliás, tem como eu ler para ontem? rs
    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Nunca vi esse livro antes, mas amei tudo do início ao fim. Como você, sou apaixonada pela cultura egípcia, sempre que posso leio ou assisto algo a respeito. Então o plot me chamou a atenção de cara, sem contar a capa, que realmente é belíssima, concordo com você e com o autor parceiro. Infelizmente estou muito atrasada com minhas leituras, e não conseguirei nem tão breve acrescentar esse livro na lista, mas guardarei a dica com carinho.

    ;D
    Nelmaliana Oliveira

    ResponderExcluir
  21. Nossa, a capa é maravilhosa. Estou completamente encantada com ela.
    Eu que sempre digo para os outros não julgarem pela capa, agora me vejo nessa situação. Ainda bem que o enredo mantém a mesma qualidade.
    Gostei bastante da sua resenha, conseguiu me conquistar.
    Eu sou apaixonada por Mitologias e a Egípcia sempre me fascinou. Acho que consigo passar por cima do fato da princesa ser mimada para conferir essa história.
    Bjs, Mila

    http://a-viagem-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Essa capa chama a atenção de longe, que linda! Nao sou muito fã de mitologia mas quando voce disse que a personagem luta por seus ideais, já fiquei animada! É bacana quando a personagem foge do clichê do comodismo e resolve ir a luta.

    ResponderExcluir
  23. Oie
    Tudo bom?
    Primeiro de tudo essa capa é realmente muitooo linda e mesmo que o livro fosse ruim seria uma daquelas que ainda que eu não tenha gostado da leitura não consigo tirar o livro da estante (sou dessas) ameei demais. Enquanto lia sua resenha tentei pensar em alguma mitologia a egípcia e não consegui lembrar de nenhuma leitura com essa premissa. Fiquei com muita vontade de ler e já anotei sua dica por aqui.
    Bju
    Mary Reis

    ResponderExcluir
  24. Oi
    Que resenha maravilhosa. Rica em detalhes, mas sem revelar demais. A capa está magnífica e só por ela já dá vontade de ler o livro.
    Mas infelizmente não é um gênero que eu curta muito sabe e confesso que não arriscaria a leitura no momento, apesar de tantos temas bons e personagens incríveis.
    Mas anotei a dica para quando puder sair dessa minha zona de conforto.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  25. Oi, tudo bem?
    Eu não conhecia esse livro ainda e para ser sincera ele não chamou minha atenção, talvez por ser de um gênero que eu não curto muito, seilá mas mitologia nunca fez minha cabeça, então eu não leria ele no momento, mas talvez mais para frente dou uma chance, já que vi que você recomenda :D

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir