NA TELA: Ouija - Origem do Mal

02 dezembro 2016


Filme: Ouija - Origem do Mal
Direção: Mike Flanagan
Elenco: Annalise Besson, Elizabeth Reaser e outros.
Gênero: Terror
Nota: 2/5

Sinopse: Doris é uma garotinha solitária e pouco popular na escola. Sua mãe é especialista em aplicar golpes em clientes, fingindo se comunicar com espíritos. Mas quando Doris usa um tabuleiro de Ouija para se comunicar com o falecido pai, acaba liberando uma série de seres malignos que se apoderam de seu corpo e ameaçam todos ao redor.

Olá Pessoal,

Mais uma vez eu venho trazer uma análise de um filme para vocês, dessa vez é um do gênero de Terror, o qual eu aprecio muito e por isso não contive a curiosidade e me arrisquei a assistir Ouija - Origem do Mal, justamente por parecer uma boa proposta, embora repetitiva, já que esse ano o famoso tabuleiro de falar com os espíritos foi muito comentado e tema de diversas produções.

O filme começa bem, com todos aqueles elementos que uma história de terror merece. Há elementos claros, momentos impactantes, sons adequados e até mesmo aquele frio na barriga. Até que descobrirmos que tudo não passa de efeitos, onde uma mãe viúva (Elizabeth Reaser), usa a picaretagem de vidente para sustentar suas filhas. 

Até aí, a história caminha muito bem. Vemos vários elementos utilizados para produzir o terror e isso é sim muito intrigante. Só que em um dado momento, o jogo Ouija acaba chegando na casa e o que era para ser somente mais um atrativo aos clientes, vira objeto de extrema atenção da filha mais nova, Doris (Alexis G. Zall), que começa a se comunicar realmente com alguns espíritos.


Doris fica cada vez mais vidrada no tabuleiro, mostrando para a mãe o que pode fazer e o mais interessante, é que os espíritos que a garota conversa, parecem realmente ser entes queridos, pois adivinham coisas que só aquelas pessoas saberiam. Sendo assim,a  garota é incentivada a continuar se comunicando através do tabuleiro, mas mal sabiam elas, que o que algo muito mais obscuro e maligno está por trás dessa história.


E este é o indicio do mistério que ronda o filme, o qual funcionou bem no inicio. Mas se perdeu totalmente na grande reviravolta, que além de ter sido corrida, foi uma espécie de tentativa de se adequar aos filmes de James Wan, que inseriu o terror com suspense em Invocação do Mal. O que infelizmente para Ouija 2 não funciona. O fato do tabuleiro ser um bocado repetitivo, também atrapalha o impacto que esperamos, mesmo que o diretor tenha conseguido mostrar que entende dos efeitos terrorísticos, infelizmente o filme não conseguiu se adequar ao terror contemporâneo e teve um final ainda menos convincente.


E claro, como todos filmes do gênero, as pessoas querem realmente sentir medo. Confesso que nesse filme tem cenas bem interessantes, mas não conseguiram me amedrontar, mas tiveram sim, seus momentos impactantes e até uma introdução de história que poderia ter sido melhor trabalhada, mas que acabou sendo ofuscada pelo clichê do cenário e o desfecho horrendo no final.


É difícil recomendar um filme que não convence, por isso acredito que só aqueles que realmente apreciam o gênero e possuem curiosidade pelo enredo devem se arriscar. Agora se você, assiste um terror de vez quando e não vê muito o gênero, justamente por detestar os finais, você ficará muito desapontado, mais do que eu imagino. E para os curiosos de plantão, mesmo com esse pesar do filme, do inicio até o meio, temos cenas bem interessantes e atores realmente bons de serviço na história, é um dos únicos pontos positivos que encontrei. 

10 comentários:

  1. Tenho que confessar, sou uma medrosa do @#$& para esse gênero. É um tipo de filme que eu jamais assistiria, sério nem obrigada eu veria. Kkk
    Então irei deixar a dica passar. E é uma pena que o filme não tenha sido o que você esperou que fosse.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Está aí um filme que eu NUNCA veria hahahahha. Fujo de filme de terror e até mesmo suspense correeeeeendo! E como na sua crítica você já disse que nao foi tao convicente, aí que não verei mesmo. Flores no Outono 

    ResponderExcluir
  3. Esses filmes de terror nunca conseguem se manter bom do inicio ao fim. Eu ainda não fui ver esse. Mas estou querendo assistir. Acho que já saiu do cinema né? Vou esperar ver se chega no Netflix. Eu assisto só pra ficar criticando depois, haha.

    ResponderExcluir
  4. Tenho até tido sorte nos últimos filmes de terror que vi, já que é o gênero que mais decepciona e tava até querendo ver esse, mas depois do seu post, passo! Não sei como você consegue postar sobre algo que não gostou. Simplesmente não consigo rsrs. Mas valeu por me convencer a não assistir ;)
    Abraço.

    ResponderExcluir
  5. Não sou muito de assistir filme de terror, mas até que esse me chamou muito atenção. Já estou curioso para ver, irei pesquisar algum site que passe esse filme online... Obrigado pela dica.

    Atenciosamente Um baixinho nos Livros.

    ResponderExcluir
  6. Olá, nossa como eu odiei esse filme, criei algumas expectativas sobre o mesmo, e foi só decepção!
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  7. Oi Vivi
    Estava querendo muito ver esse filme, pois adoro o gênero!
    Confesso que dei uma desanimada lendo seu comentário... pois realmente, as vezes as pessoas começam a explorar temas que já estão saturados e acabam nos decepcionando ;(
    Obrigada pelo comentário... bjokas

    http://thehouseofstorie.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Olá
    eu assisti o filme no cinema e juro que nao esperava nada pois ando bem desanimada apesar de amar terror, e até que gostei bastante, da pra tomar uns sustos e tem uma história bem interessante, me prendeu e super indico

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Adoro, adoro, adoro livros, filmes ou qualquer coisa de terror. E adorei contar com essa sua dica aqui, sempre esses filmes baseados no tabuleiro dos espíritos tem um enredo realmente assustador. Dica Anotada!

    ResponderExcluir
  10. Oi, Vivianne ^^
    Eu sou um grande apreciador do gênero terror e horror, mas confesso que venho tentando evitar ver Ouija porque sei que irei me desapontar e feio. As opiniões que escuto de amigos e conhecidos a cerca da película são muito divergentes, mas houve uma época em que a opinião predominante era a de que é muito ruim.
    Fico triste em saber que o diretor tentou pegar para si os elementos que tornam o James Wan o melhor diretor do gênero, atualmente. Ao invés de deixar a sua marca, ele tentam se aproveitar do que outro já fez. Que lamentável, viu!
    Mas espero daqui pro ano que vem ver logo essa trilogia e rir porque os pôsters são uma comédia a parte. kkkk
    Obrigado pela sua sinceridade, Vivianne. É bom ver a opinião sincera de alguém e que não camuflem os enredos que se perdem porque tem milhares assim no mundo da 7ª arte. ^^
    Bjs

    ResponderExcluir