RESENHA: A Rainha Normanda

21 março 2017

Título: A Rainha Normanda
Autora: Patricia Bracewell
Páginas: 400
Editora: Arqueiro
Nota: 5/5
Sinopse: Em 1002, Emma da Normandia, uma nobre de apenas 15 anos, atravessa o Mar Estreito para se casar. O homem destinado a ser seu marido é o poderoso rei da Inglaterra, Æthelred II, muito mais velho que ela e já pai de vários filhos. A primeira vez que ela o vê é à porta da catedral, no dia da cerimônia. Assim, de uma hora para outra, Emma se torna parte de uma corte traiçoeira, presa a um marido temperamental e bruto, que não confia nela. Além disso, está cercada de enteados que se ressentem de sua presença e é obrigada a lidar com uma rival muito envolvente que cobiça tanto seu marido quanto sua coroa. Determinada a vencer seus adversários, Emma forja alianças com pessoas influentes na corte e conquista a afeição do povo inglês. Mas o despertar de seu amor por um homem que não é seu marido e a iminente ameaça de uma invasão viking colocam em perigo sua posição como rainha e sua própria vida. Baseado em acontecimentos reais registrados na Crônica Anglo-saxã, A rainha normanda conduz o leitor por um período histórico fascinante e esquecido, no qual fantasmas vigiam os salões do poder, a mão de Deus está presente em cada ação e a morte é uma ameaça sempre à espreita.Governando na época compreendida entre o rei Artur e a rainha Elisabeth I, a rainha Emma é uma heroína inesquecível cuja luta para encontrar seu lugar no mundo continua fascinante até hoje.
Avaliação:

Desde o lançamento desse livro, fiquei totalmente curiosa pela história desta personagem feminina, que lutou para encontrar o seu lugar no mundo, em uma época em que as mulheres viviam submissa aos homens. Confesso que demorei um pouco a pegar nesse livro, o deixei na estante parado por um tempo, mas quando finalmente consegui realizar a leitura de "A Rainha Normanda" me arrependi de não ter lido antes. A história é tudo que você espera dela e um pouco mais. 


Aos seus 15 anos de idade, Emma é enviada a Normandia, atravessando o Mar Estreito para se casar, no lugar de sua irmã mais velha, com o Rei Æthelred II, um bruto e excêntrico tirano da Inglaterra. Ela só não esperava encontrar um marido bem mais velho que ela, com filhos que temem perder o trono caso Emma tenha um filho e uma rival, que quer o seu marido e a coroa. Para piorar, uma ameça de invasão viking começa a surgir, conjuntamente com a desconfiança rondando a corte inglesa. 

"Era um mundo povoado por homens e mulheres tramando por poder e promoções, e seu casamento tinha criado rancores em relação a ela que poderiam um dia lhe angariar muitos inimigos, dos quais ela mal poderia se defender."

Mesmo diante de todos os desafios, Emma está determinada a vencer. Ao se familiarizar com o reino, ela começa a conquistar aliados importantes na corte e também consegue conquistar a afeição do povo da Inglaterra. Mas o destino pode acabar colocando sua vida em risco, quando Emma se apaixona por um homem que não é o seu marido e diante de uma batalha viking isso pode significar uma grande tragédia. 



Baseado em uma história real da Corte Anglo-Saxã, o livro nos conduz a um excelente período da história da Inglaterra, nos guiando a uma disputa de poder e a luta pelo amor proibido em uma corte medieval muito fascinante. O livro é ricamente escrito, com detalhes muito importantes e sólidos, que acabaram por tornar essa história uma verdadeira obra de arte. Um dos pontos positivos do livro, é ser narrado em terceira pessoa, o que acaba por garantir uma melhor perspectiva sobre os cenários, bem como os seus personagens, com destaque para Emma, uma figura feminina muito inspiradora.

"Ela fez o circuito da clareira entre os carvalhos, três vezes ao redor e três vezes de volta, sussurrando feitiços de proteção. Houvera um presságio naquela noite (...)"

"A Rainha Normanda" é um livro repleto de intrigas políticas, onde as disputas entre a nobreza, clero e realeza são muito consistentes. A história ainda, apresenta batalhas vikings sangrentas, tudo isso somado a um romance impossível  que poderá selar o destino de muitas vidas. A obra é épica, nos encanta e também nos faz refletir, é impossível não se sentir imerso em toda a atmosfera medieval deste livro.



Este é um trabalho da Editora Arqueiro, que caprichou e muito nesta edição. A capa é bela e condizente, além de glossário no inicio do livro, também temos um mapa para entender quais os territórios em que a história se passa. A diagramação é simples, mas adequada e eu não encontrei erro ortográfico algum na minha edição. A recomendação fica para os apreciadores de romances históricos, de tramas épicas e que nos fascinam com uma facilidade, que chega difícil conseguir se desgrudar do enredo, após as últimas páginas. 

"O amor pertencia a outro mundo. Talvez pudesse ser encontrado após a morte, mas seria imprudente, pensou, procurá-lo durante a vida."

17 comentários:

  1. Olá,

    Eu não conhecia o livro e nem a autora, achei a proposta apresentada no livro muito interessante. O fato de ser um livro baseado em alguns fatos reais (inspirado se não me engano) e passar em uma época que as mulheres eram submissas aos homens chama muito a minha atenção, acho que é um livro que faz uma crítica maravilhosa e estou louco para conhecê-lo! ♥

    → desencaixados.com

    ResponderExcluir
  2. Olá
    O que eu mais gosto nesse livro é esse fundo histórico, essa época das invasões bárbaras é realmente fascinante é por isso que o livro já está na minha lista.

    ResponderExcluir
  3. Esta capa atiçou a minha curiosidade em saber quem era esta mulher. Obrigada pela resenha porque eu tinha interesse em conhecer mais do livro. Ele vai pra minha lista de leituras! Abraços!

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Fiquei bastante interessada obra, pois a premissa é totalmente intrigante e me deixou curiosa.
    Adoro personagens femininas fortes e por ser baseado em uma história real com contexto histórico, me interessa ainda mais.
    Ótima resenha!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Oi, Vivi.
    Esse livro entrou para os meus desejados só pela capa!! Rs...
    E saber que ele ainda traz uma história tão interessante só me deixa ainda com mais vontade de ler!!
    Adorei a resenha!
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem?
    Eu tenho o marcador deste livro e o acho lindo!
    Eu não conhecia a história da obra, e a mesma me deixou bem curiosa e intrigada a conhecer mais...dica anotada ♥
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  7. Olá,

    Eu sempre vi muitas pessoas falando sobre esse livro, mas nunca tinha lido nenhuma resenha sobre, não possuía o interesse para tanto. Achei a edição muito bonita, mas ainda estou na dúvida sobre se leria ou não, é um gênero bem diferente dos que estou lendo atualmente.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oiee, tudo bem? Ameei sua resenha! Eu já queria ler a obra, mas agora fiquei ainda mais interessada. Adoro livros com embasamento histórico e intrigas políticas, então acho que irei gostar bastante da leitura!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Oi, Vivianne
    Nossa, nem acredito que ainda não li esse livro. Desde o lançamento também fiquei doida por ele. Fico feliz que tenha gostado tanto, isso só aumenta minha curiosidade. Adoro essas tramas medievais, então para mim é um prato cheio!

    ResponderExcluir
  10. Hey!

    Que capa maravilhosa, que resenha <3, adorei a premissa do livro, me chamou muito a atenção, fiquei super empolgada pra ler, dica anotada!!

    Bjos.

    ResponderExcluir
  11. Olá!

    Não curto muito histórias do mundo medieval, mas admito que a trama parece bem interessante. E essa capa da Arqueiro está incrível, eles realmente fizeram um trabalho impecável!

    ResponderExcluir
  12. Oiii!!

    Eu não conhecia esse livro a fundo, lembro do lançamento mas não cheguei a ler nada dele...
    Gostei de saber sobre o que se tratava a história é sua opinião sobre a obra!
    Adorei as fotos!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  13. Heiii, tudo bem?
    Gosto mto de conhecer novas obras literárias e ainda nao conhecia o livro "A Rainha Normanda".
    A ideia do livro é interessante, desde a sinopse já me motivou a ler e conhecer mais.
    Muito boa a resenha, gostei do que falou do livro e acho que vou gostar, adoro essas intrigas e jogos politicos, de como as pessoas sao manipuladas e tal.
    Achei uma ótima dica e a capa está tão linda, adorei a arte.
    Beijos.

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  14. Olá,
    Desconhecia a obra, mas já no início da sua resenha fiquei bem curiosa para fazer a leitura já que você menciona se tratar de uma personagem que tenta encontrar seu lugar no mundo diante de uma realidade onde as mulheres são submissas aos homens.
    A personagem parece ser bem cativante e adorei saber um pouco mais sobre a obra através de sua resenha.
    Dica anotada e fiquei bastante animada.

    LEITURA DESCONTROLADA

    ResponderExcluir
  15. Oie!
    Eu adorei essa história! E não vejo a hora de ler a continuação, pena que não tem previsão para a continuação.
    Estou na torcida para que a editora não desista da continuação, pois a história vale muito a pena.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  16. Olá, tudo bem? Nossa adorei saber que foi baseado em uma corte real. Adoro histórias da Inglaterra e por isso fiquei mega interessada. Sim a edição é belíssima e adoro essa capa empoderada. Amei a resenha!
    Beijos,
    http://diariasleituras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Não conhecia o livro, achei a capa linda e a resenha já me prendeu, imagina o livro.
    A sua resenha está ótima, e a capa desse livro me encantou.

    Boutique de Clichês

    ResponderExcluir