RESENHA: Harry Potter E O Calice de Fogo

24 abril 2017

Título: Harry Potter E O Cálice de Fogo
Autora: J.K Rowling
Páginas: 584
Editora: Rocco
Nota: 5/5
Sinopse: Verão, Harry Potter, agora com 14 anos, sente sua cicatriz arder durante um sonho bastante real com Lord Voldemort, o qual não consegue esquecer; três dias depois, já em companhia da família Weasley, com quem foi passar o restante das férias, na final da Copa Mundial de Quadribol, os Comensais da Morte, seguidores de Você-Sabe-Quem, reaparecem e alguém conjura a Marca Negra – o sinal de Lord Voldemort – projetando-a no céu pela primeira vez em 13 anos, causando pânico na comunidade mágica. Será que o terrível bruxo está voltando? Tudo indica que sim... O ano letivo já começa agitado. Harry volta para a Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts para cursar a quarta série. Acontecimentos inesperados – como, por exemplo, a presença de um novo professor de Defesa contra as Artes das Trevas e um evento extraordinário promovido na escola – alvoroçam os ânimos dos estudantes. Para surpresa de todos não haverá a tradicional Copa Anual de Quadribol entre Casas. Será substituída pelo Torneio Tribuxo, uma competição amistosa entre as três maiores escolas européias de bruxaria — Hogwarts, Beauxbatons e Durmstrang — que não se realizava havia um século. A competição é dividida em tarefas, cuja finalidade é testar a coragem, o poder de dedução, a perícia em magia e a capacidade de enfrentar o perigo dos campeões. Liderados pelo professor Dumbledore, os alunos de Hogwarts terão de demonstrar todas as habilidade mágicas e não-mágicas que vêm adquirindo ao longo de suas vidas. Apesar de alunos menores de 17 anos não poderem se inscrever no Torneio, inexplicavelmente Harry é escolhido pelo Cálice de Fogo, um grande copo de madeira toscamente talhado cheio até a borda com chamas branco-azuladas, para competir como um dos campeões de Hogwarts. Tendo a seu lado os fiéis amigos Rony Weasley, Hermione Granger e agora também o seu padrinho, o bruxo Sirius Black, que fugiu de Azkaban no ano anterior, o menino feiticeiro tentará escapar mais uma vez das armadilhas de Lord Voldemort. Além de todos os desafios, há feitiços a serem aprendidos, poções a serem preparadas e aulas de Adivinhação, entre outras, a serem assistidas, Harry terá que lidar ainda com os problemas comuns da adolescência: amor, amizade, aceitação e rejeição.

Avaliação:

Com o projeto #10MesesComHarryPotter a todo vapor, a leitura deste mês foi justamente "O Cálice de Fogo" um dos melhores livros da saga, considerado assim por muitos leitores e também por mim, que tinha me esquecido o quanto essa história é incrível e muito bem estruturada, do jeito que só J.K Rowling consegue escrever.

O ano de Harry já começa bem tumultuado, com os Durleys fazendo uma dieta para incentivar Duda a emagrecer, mas Harry não pretende ficar sem comida, recebe várias corujas dos amigos e o melhor, a Sra.Weasley o convida para passar as últimas semanas de férias com eles e ainda assistir uma grande partida do Copa Mundial de Quadribol. 

Harry que nunca havia assistido jogos profissionais antes, fica encantado com o passeio, mas o que era para ser um momento divertido e descontraído, acaba terminando em um grande susto, quando pessoas vestidas com máscaras tal como os Comensais da Morte - antigos seguidores de Voldemort - aparecem no acampamento dos torcedores e o pior, um deles conjura a Marca Negra, que só pode significar que Voldemort está cada vez mais próximo.


Ao voltar para Hogwarts, todos se surpreendem ao saber que não haverá o Campeonato de Quadribol entre as casas, mas sim o Torneio Tribuxo. Uma competição em que três alunos, deveram enfrentar vários desafios para conquistar a taça das casas. Para essa ocasião, Hogwarts recebe duas escolas convidadas: Os Durmstrang e a escola Beauxbatons. Harry, Rony e Hermione não poderiam estar mais empolgados com a quantidade de alunos novos e a perspectiva de assistir o torneio, já que alunos menores de idade não podem se inscrever. 

"Se você quer saber como um homem é veja como ele trata os inferiores, e não os seus iguais".

O problema todo começa, quando os nomes sorteados pelo Cálice de Fogo, acaba colocando Harry no meio deles, embora o garoto não tenha colocado seu nome lá e nem mesmo pediu há nenhum aluno mais velho que fizesse isso. Sem alternativas, Dumbledore insiste que o Torneio prossiga como fora previsto, com Harry participando dos jogos. E é neste exato momento, que a vida de Harry parece se transformar em um inferno.


Rony fica com raiva de Harry, achando que o amigo mentiu para ele. Malfoy e seus colegas, começam a caçoar de Harry, prevendo a derrota do garoto. E para piorar, Harry vem tendo sonhos estranhos desde das férias e sua cicatriz começou a doer. Precisando enfrentar os desafios do torneio, manter suas amizades e ainda descobrir quem pode estar tentando boicotá-lo, Harry precisará de muita força e coragem para sobreviver a mais um ano letivo.

"As diferenças de costumes e língua não significam nada se os nossos objetivos forem os mesmos e os nossos corações forem receptivos".

Sendo um livro mais extenso, "O Cálice de Fogo" mal parece possuir mais de quinhentas páginas, visto que toda a ação em seus capítulos, deixam a leitura incrivelmente prazerosa e repleta de emoções do inicio ao fim. O livro tem vários pontos altos, mas acredito que a inserção de novos personagens é o que conquista o leitor, bem como as tarefas do torneio Tribuxo, que aliás mesmo conhecendo cada uma delas, ainda consegui me arrepiar e ficar totalmente arrepiada ao ler cada uma delas novamente.


Neste volume em especial, Harry obtém vários esclarecimentos sobre Voldemort. É interessante, a forma como é a apresentada a história dos Comensais da Morte, os julgamentos que precederam após a morte dos pais de Harry e a quantidade detalhes, deixados nas entrelinhas para o leitor ir descobrindo os mistérios. Isso e muito mais, tornam este livro uma obra prima e ao finalizar essa leitura, fiquei com muita vontade prosseguir logo para "A Ordem da Fenix" , mas que de acordo com o cronograma do projeto, é uma leitura para o próximo mês.

"Lembrem-se, se chegar a hora de terem de escolher entre o que é certo e o que é fácil, lembrem-se do que aconteceu com um rapaz que era bom, generoso e corajoso, porque ele cruzou o caminho de Lorde Voldemort."

Desta vez eu não li uma edição física, optei pela leitura no Kindle Unlimited, onde encontrei todas as obras, incluindo os livros extras. A edição está impecável, sem erros, com uma capa produzida exclusivamente para a Amazon. A diagramação permanece simples e só consigo pensar, que uma edição ilustrada de "O Cálice de Fogo" ficará divina, já que a Rocco já afirmou ter planos de lançar todas neste estilo. A recomendação fica para os leitores que ainda não se aventuraram em ler a saga de Harry Potter - pois garanto, é muito prazeroso - como também para aqueles que já são fãs de carteirinha e adoram relembrar a história desse bruxo. 


10 comentários:

  1. Oi tudo bem?
    Eu nunca li nenhum dos livros da série HP, mas pretendo mudar isso em breve, um amigo vai me emprestar a coleção e estou muito empolgada.
    Por isso cada resenha positiva que eu leio é um incentivo a mais pra mim.
    E Eu amei a sua. Beijooos

    ResponderExcluir
  2. Heiii, tudo bem?
    Muito bom relembrar da historia de Harry Potter E O Cálice de Fogo.
    É um dos meus favoritos e nao tem como nao amar mais essa serie, que ja é perfeita.
    Adorei saber sua opniao, acho que pensamos igual em mta coisa.
    Beijos.

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  3. Oi, Viviane
    Eu nunca li Harry Potter e confesso que não tenho muita vontade, mas esse bruxinho conquistou tanta gente não foi a toa, né?
    Assim como você, muitos consideram esse um dos melhores da saga. Eu confesso que não tinha visto essa edição ainda com essa capa.


    Blog Livros, vamos devorá-los

    ResponderExcluir
  4. Olá,

    Esse post me deu uma baita nostalgia do tempo em que li HP, entrava noite a dentro lendo. Faz alguns anos que não releio essa série, espero fazê-lo em breve, pois é uma série que gosto muito.

    ResponderExcluir
  5. Olá
    Que delícia, já faz algum tempo que estou maturando a ideia de reler a série, acho que vai uma das metas assim que terminar o desafio que participo. HP é muito gostoso

    ResponderExcluir
  6. Oii! Nunca li nenhum livro da saga e fiquei bastante curiosa desde o lançamento do oitavo livro haha, pois percebi que há imensas diferenças entre o livro e o filme, ainda mais por conta dos detalhes em relação ao enredo e os personagens. Adorei a sua resenha e espero ter a oportunidade de ler toda a saga e me apaixonar tanto quanto você haha. Bjss!

    ResponderExcluir
  7. Oie! Sou muito suspeita pra falar de HP porque amo tudo relacionado à série e a cinessérie. Talvez no ano que vem faça a minha maratona de releitura dos livros, até para me preparar para o 2º filme do Animais Fantásticos. Eu tenho um xodó com O Prisioneiro de Azkaban, mas Cálice de Fogo é excelente também. Enfim, como disse, sou suspeita pra falar. Boas redescobertas nas próximas leituras! Abraços!

    ResponderExcluir
  8. Que nostalgia ler uma resenha desse livro <3
    Faz tanto tempo que li essa saga, que nem me lembrava mais da história - nossa, falou a velha, asuhaua.
    Gostei demais da sua resenha! Espero reler essa obra em breve pra matar a saudade do meu trio predileto.

    ResponderExcluir
  9. Oiii!

    EU não li HP ainda, sabe? Eu gostei bastante dos filmes, mas não li ainda os livros, tenho curiosidade claramente! Adorei a sua resenha. Acho que é sempre bom reviver as histórias.
    Adorei as fotos as resenhas!

    beijinhos,

    ResponderExcluir
  10. Para quem é fã e tem curiosidade de conhecer esse universo, ler a sua resenha despertar aquela vontade de fazer a leitura. Sempre é bom reler histórias e se atentar a fatos que antes não foram notados, para mim essa é a melhor parte.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir