RESENHA: Os 13 Porquês

05 abril 2017

Título: Os 13 Porquês
Autor: Jay Asher
Páginas: 256
Editora: Ática
Nota: 4/5

Sinopse: Ao voltar da escola, Clay Jensen encontra um misterioso pacote com várias fitas cassetes. Ele ouve as gravações e se dá conta de que foram feitas por uma colega de classe que cometeu suicídio duas semanas antes. Nas fitas, ela explica que 13 motivos a levaram à decisão de se matar. Clay é um deles. Agora ele precisa ouvir tudo até o fim para descobrir como contribuiu para esse trágico acontecimento.


Avaliação:

Sendo um livro diferente e que causou muita comoção no mundo literário, Os 13 Porquês conquistou leitores pelo seu modo simples de escrita, além da abordagem diferenciada criada pelo autor que não nos deixa desgrudar nem um segundo da história.


Nesta obra acompanhamos Clay Jensen, que ao receber uma caixa com 13 fitas, descobre que na verdade se tratam de um desabafo de uma colega de escola chamada Hannah Baker, que acabou cometendo suicídio, mas antes gravou essas fitas explicando o motivo de ter se matado, além de enviar as fitas para os principais envolvidos na causa.



Clay que sempre teve uma queda pela garota não entende o motivo de receber as fitas, afinal ele nunca tinha feito nada de mal a Hannah. Mas para descobrir o porque de ter recebido a caixa, precisará ouvir todas até o final e enfim desvendar o acontecido. Durante a história somos levados junto com Clay a ouvir todos os relatos da moça, no meio disso Clay descobre coisas que seus colegas de escola fizeram com Hannah e que ele nunca tinha tomado conhecimento.

“Acho que essa é a questão central. Ninguém sabe ao certo impacto tem na vida dos outros. Muitas vezes não tem noção. Mas forçamos a barra do mesmo jeito.”


Ao meu ver os motivos que são narrados pela Hannah não são lá tão impactantes para se cometer um suicídio, mas acredito que o autor quis mostrar que as pessoas agem de diferentes formas em cada tipo de situação, além do fato de que cada um prioriza algo na vida, aquela coisa que para um de nós pode ser imprescindível e que se não a tivermos não a motivo para viver. E por isso gostei muito dessa reflexão.


O livro também nos chama a atenção para tomarmos mais cuidado com as pessoas ao nosso redor e que as primeiras aparências nem sempre são as que ficam. A cada vez que o Clay ouve uma fita, nos ansiamos pela próxima, pois é impossível não sentir compaixão pela Hannah que parece muito perdida e incomodada com diversas coisas. Uma faceta interessante é que o Clay vai tentando dar justificativas para Hannah não ter chegado aonde chegou e eu simplesmente concordei com ele em tudo, em diversas vezes me deu vontade de falar com a Hannah que nem por isso era o fim.


Clay é um excelente protagonista da história, gostei muito das reflexões dele e de como ele leva a vida. Mas a personagens secundários que também nos chamam a atenção, principalmente os que são narrados pela Hannah, que eu não vou contar porque acredito que vocês devem ter a oportunidade de descobrir. 


"Você não pode interromper o futuro, nem modificar o passado. O único jeito de descobrir esse segredo é apertando o play".

Por fim, o livro possui uma narrativa leve e com todo o mistério da trama os capítulos passam rapidamente, além deste ser um livro relativamente pequeno. O final me surpreendeu, eu esperava algo diferente mas gostei muito do desfecho. O autor soube criar uma trama que prende a atenção do leitor sem ser pesada ou extremamente detalhista, pelo contrário, com a simplicidade dos detalhes e a exposição dos sentimentos, a obra nos encanta.


O livro fez um grande sucesso, a ponto de virar uma série na Netflix (o qual já assisti e na próxima semana já trarei minhas impressões) considero essa uma leitura recomendada a todos, principalmente aos jovens estudantes, para que façam uma reflexão a respeito do bullying.

Esta obra foi publicada pela Editora Ática que soube fazer um belíssimo trabalho com a capa e com a contra capa que possui um mapa da cidade onde o Clay vive, mais precisamente os locais que Hannah descreve na fita. A diagramação está impecável com tudo lembrando ao design das fitas, o que deu uma certa sofisticação na obra. 


O bônus no livro fica por contra de 13 perguntas que o autor responde, sobre como surgiu a ideia de escrever o livro, e o mesmo revela que foi em um museu onde cada visitante recebia um walkman e quando eles paravam diante de alguma obra e apertavam o play, um narrador descreviam do que se tratava o que eles estavam vendo.

15 comentários:

  1. Olá!
    Eu já queria ler o livro antes do lançamento da série, agora então, mais ainda.
    Tenho bastante curiosidade para conhecer a história, os "porquês" e como a história se desenvolve. Acredito que seja uma leitura que tem tudo para me agradar.
    Espero ler em breve.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Eu vi a serie, e simplesmente amei. Agora quero mto ler o livro, e ver se é tão bom quanto.
    Acho um assunto muito pertinente, já que hoje em dia o tema do bullying está recorrente. Essa discussão, por conta do livro e da sedie pode ser muito saudável para todos.

    ResponderExcluir
  3. Nossa... Sei nem o que dizer. Eu li o livro há um tempo atrás e acabei ontem a série... Esse livro deveria ser lido em todas as escolas do mundo, no final do ensino fundamental. Ele trata de assuntos que ninguém mais quer falar e que fazem a gente refletir sobre nossas atitudes em relação aos outros.

    Bjos

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bem?
    Ah esse livro! Simplesmente maravilhoso, e ganhou uma super adaptação!
    Eu gostei mais da série (pensei que nunca iria dizer isso), pois temos a visão de todos os personagens, e no livro só temos a narrativa do Clay e da Hannah, e isso me incomodou um pouco, pois em algumas partes eu fiquei confusa.
    Enfim, adorei a sua resenha!
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  5. Heiii, tudo bem?
    Com a estreia da serie, eu to louca pra ler logo o livro Os 13 Porquês e ver se foi realmente bem adaptado.
    Achei a tematica interessante e o modo como o autor fez bem diferente.
    Acho linda a capa e vou tentar ler antes de ver a serie, que bom que gostou do final.
    Beijos.

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  6. Oiii!!

    Eu ADOREI o Livro e a forma como eles trataram o enredo. Mas confesso que não tô tão animada para ver a série.
    Acho válido a discussão dá temática!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  7. Oi!!
    Com o lançamento da série a febre agora é ler o livro.
    Eu gostei bastante da série e confesso estou bem curiosa com relação ao livro.
    Gosto de livros com a temática do Bullying, já li outros parecido com esse.
    A tua resenha está perfeita e agora estou com mais vontade de ler esse livro.
    Beijão!

    ResponderExcluir
  8. Olá. Tudo bem?
    Quanto tempo heim? Não tinha visto o novo layout. Ficou muito bonito. Parabéns para a designer.
    Bom! Vamos falar da resenha...
    Tenho muita curiosidade de ler o livro, faz muito tempo que venho lendo ou assistindo resenhas sobre ele e cada vez fico mais curiosa, e agora com a série, acho que chegou a hora de ler o livro né?
    Adorei sua resenha, muito bem escrita como sempre, e fiquei ainda mais curiosa.
    Parabéns.

    ResponderExcluir
  9. OOi!
    Era para eu ter lido o livro antes do lançamento da série, mas acabei não conseguindo. Assim, comecei junto da série. Lia um capítulo, assistia um ep... Mas acabou não dando certo.
    Terminei a série nessa madrugada, e, sinceramente, não quero ler o livro.
    Eu amei a série, achei perfeita, incrível, mas eu mexeu muito comigo. Doeu muito. Tá doendo AINDA. Só de ver o número 13 eu já sofro.
    Porém, concordo que essa leitura - ou a série - é muito necessária. Se ela mexer com todos como me mexeu, será uma maravilha. Na verdade, está sendo. <3
    Merece todo esse sucesso!
    Beijoos!

    ResponderExcluir
  10. Olá! No momento, não é o tipo de leitura que estou procurando. Aliás, diante do sucesso da série, vi alguns comentários apontando falhas na realização que poderiam atrapalhar ao invés de ajudar na conscientização sobre os temas abordados. Só por colocar todo mundo para discutir as manifestações da maldade adolescente já tem méritos, né? Abraços!

    ResponderExcluir
  11. Olá, tudo bem? Apesar dos seus elogios, e de várias pessoas também estarem achando ótimos, confesso que a história não me despertou ainda interesse, mesmo com o sucesso todo e a série. Não sou muito de ler livros sobre o tema, e talvez esse seja o maior bloqueio. Ainda não sei o que pensar, mas sempre deixarei como dica futura de leitura. Ótima resenha!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Sabe que não consigo gostar de livros assim???? triste e pesados...apesar de sua resenha ser maravilhosa, não me enganei com o tem, por causa de tanto alerde recente que teve em torno da série...acaba que a gente fica conhecendo o livro também né....

    ResponderExcluir
  13. Li esse livro e gostei bastante, e entendi que os motivos realmente não são realmente impactantes, mas pra uma pessoa que já é problemática ou tem tendência, tudo se torna um motivo. Outro ponto trabalhado intrinsecamente que também gostei foi a questão de sabermos como se dirigir ao próximo e para nos atentarmos aos mais simples sinais. Ótimo pra ser trabalhados com alunos.

    Até mais!!
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  14. Ola Vivi ainda não li o livro, confesso que nem sempre temas como esse me atraem, mas com certeza o sucesso do livro, e a série servem como grande informação aos jovens de hoje, para saberem lidar com as dificuldades que enfrentam. beijos

    Joyce
    Livros Encantos

    ResponderExcluir
  15. Esse livro está na minha lista desde o ano passado, e agora com o frisson causado pela série me lembrei disso. Achei a série um cansativa e enrolada demais, apesar de boa, e isso me desestimulou um pouco com o livro, mas já ouvi dizer que é super diferente, então quero ler para conferir.

    Bjs

    Pipoca com Café

    ResponderExcluir