RESENHA: Casa das Fúrias - Madeleine Roux

20 agosto 2017

Título: Casa das Fúrias
Autora: Madeleine Roux
Páginas: 352
Editora: Plataforma 21
Nota: 4/5
Sinopse: Louisa Ditton não tem para onde ir. Estamos no século XIX. Sozinha e com medo, Louisa acaba de escapar do terrível internato inglês onde repressão e castigos dolorosos eram a principal lição. Assim, quando encontra uma idosa que lhe oferece emprego em uma hospedagem, Louisa acha que finalmente está segura. Logo que chega à Casa Coldthistle, entretanto, a jovem nota algo estranho. O misterioso proprietário do lugar – o sr. Morningside – proporciona a seus hóspedes não um simples lugar para dormir, mas o temido descanso eterno. Numa espécie de tribunal sombrio, o sr. Morningside e a criadagem executam sua justiça obscura àqueles que vivem impunes, e Louisa será obrigada a fazer parte desse grupo de impiedosos justiceiros. Diante disso, a jovem começa a temer pela vida de Lee. Ele não é como os demais hóspedes: carismático e gentil, o rapaz desperta nela o ímpeto de salvá-lo do julgamento iminente. Porém, nessa casa de mentiras e putrefação, como Louisa poderá saber quem carrega a verdade?
Avaliação:

Terceira obra que leio da autora Madeleine Roux, "Casa das Fúrias" apresenta uma premissa muito instigante, que ao longo da história se mostra fantástica, trazendo a fascinante dúvida ao leitor se existe alguém realmente bom e até onde pode ir o nosso senso de justiça e autopreservação? 

No livro conhecemos Louisa, nossa narradora que vive no século XIX e acaba de fugir de um orfanato cruel. Sem dinheiro e destino, ela vive pedindo esmolas na rua, até que uma senhora lhe oferece hospedagem na Casa Coldthistle, em troca de trabalho. Aquilo parece uma sorte grande para Louisa, que não reluta em aceitar e parte com a senhora para a misteriosa casa.

No caminho, a carroça das duas acabam quebrando e após algum tempo um jovem herdeiro chamado Lee e seu tio rabugento, acabam parando para ajuda-las. A coincidência é tanta, que ambos também estavam indo se hospedar na Casa Coldthistle e assim, todos seguem juntos para o seu misterioso destino. Chegando lá, Louisa logo se surpreende com a magnitude e imponência da casa, que na verdade é mais uma hospedaria.


Em uma noite, Louisa resolve explorar a casa, já que seu dono vive em um porão e quase nunca dá as caras. Ela caminha pelo sótão e qual não é a sua surpresa, ao encontrar um livro diferente com um desenho de um olho riscado que parece chamar por ela. Mas ao toca-lo, a mão de Louisa queima imediatamente e criaturas negras, com formas não humanas surgem para afasta-la de lá. 

Não demora muito para Louisa descobrir que aquela não é uma simples hospedaria, todos que vão para Casa Coldthistle encontram o seu fim lá, isso porque o seu dono, o Sr. Morningside diz que todos que vão ali, não são pessoas e provavelmente cometeram algum crime na vida. E embora isso soe absurdo, Louisa não consegue imaginar como o jovem carismático Lee, possa ter feito algo cruel e por isso está disposta a lutar pela vida do rapaz, mesmo que isso signifique se manter presa aquela local.


A casa e seus hospedes guardam vários enigmas, os funcionários Mary, Chijoke, Sra. Haslam e Poppy, também não são nada normais, além do fato de que o Sr. Morgninside, pode quase ser considerado o diabo em pessoa. Em dúvida sobre permanecer na hospedaria e abandonar Lee, ou ficar e descobrir mais sobre a casa e também sobre a sua real natureza, Louisa irá se confrontar com muitos dilemas, segredos sombrios e conhecerá a natureza mais vil do ser humano. 

Confesso que fiquei bastante surpresa com essa história, isto porque ao ler Asylum da mesma autora, me deparei com uma narrativa mais crua, que não explorava tanto os personagens, mas ainda assim era um bom livro. Em "Casa das Fúrias" no entanto, me surpreendi ao ver a escrita de Madeleine Roux evoluir para um novo patamar, suas palavras são fluídas e bem exploradas nesse livro, nossa narradora Louisa é igualmente cativante e todos os mistérios que rondam o livro, nos deixam cada vez mais sedentos por informações.


O livro segue um ritmo muito fluído, pois a medida que desvendamos os segredos da Casa Coldthistle com Louisa, ficamos ansiosos por informações. E é nesse momento que o livro deixou um pouco a desejar, várias informações foram jogadas ao longo dos capítulos, mas poucas tiveram explicações. Além disso, o fato dos diálogos entre personagens serem cheios de enigmas, me deixou insatisfeita por chegar na última página e ter poucas certezas em relação ao livro. Ainda assim, o arrematamento conseguiu me surpreender e por se tratar o primeiro volume de uma série, fico ansiosa pelo próximo livro e torcendo por maiores esclarecimentos.

A obra é um trabalho da Plataforma 21, que simplesmente realizou um trabalho gráfico impecável. A capa é linda e é a mesma lançada nos EUA, a diagramação está impecável, com direito a ilustrações e páginas diferenciadas nos capítulos. A revisão também não deixa a desejar e só posso dizer que essa edição está linda. Ainda não há informações sobre o segundo livro da série, mas espero que ele não demore muito a ser lançado.

A recomendação fica para os leitores que gostam de uma fantasia mais sombria, com suspense e cenas mais sangrentas e com uma vasta existência de criaturas mitológicas. 

QUOTES

"Toda reação ruim, todo ato hostil precisava ser justificado. Mas eu sabia que não era bem assim - algumas pessoas eram simplesmente más. O mundo poderia ser cruel e injusto, e, quanto antes eu aceitasse essa ideia, mais rápido aprenderia a sobreviver".

"Eu me sentia observada agora, marcada, uma papoula vermelho-viva num campo de margaridas brancas. Qualquer escolha possível se tornou igualmente urgente".

"Eu estava completa e verdadeiramente encurralada agora, encurralada entre esses dois grupos - o dos hóspedes ricos que haviam restado na casa e o das estranhas criaturas determinadas a aniquilá-los -, e não pertencia a nenhum deles".

"Talvez a inocência seja como uma vela; ela pode ser apagada logo cedo ou pode queimar até virar nada, mas está destinada a morrer, de um jeito ou de outro".

"Mesmo quando o mundo está caindo á minha volta, você consegue torná-lo mais tranquilo - ele disse."

14 comentários:

  1. Olá
    Eu ainda não tinha parado para ler resenhas sobre essa obra! Vi ele no skoob e achei a capa muito da linda kkk. Pelo que li no seu post sem dúvidas que irei amar de mais. Até mais ver
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Quero todos os livros dela....amoooo demais

    ResponderExcluir
  3. Gente... fiquei com aquela sensação de como eu ainda não li esse livro. Confesso que não conhecia, mas fiquei mega curiosa e interessada. A sua resenha me convenceu completamente e espero não me arrepender!
    Bjos

    ResponderExcluir
  4. Oi Vivianne! Tudo bem?

    Li algumas críticas desta obra e já até adicionei a minha wishlit de tão bom que é. De alguma forma a sua resenha me estimulou mais que as outras.

    Grande abraço,
    www.cafeidilico.com

    ResponderExcluir
  5. Adorei sua resenha, o livro parece ser muito bacana, não o conhecia mas fiquei interessada, e adorei as quotes que vc trouxe.

    Beijos
    Suka
    http://www.suka-p.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi Vivianne,
    Nunca li nada da autora e apesar das suas ressalvas achei a premissa bem interessante. Esse clima misterioso e me parece até com toque sobrenatural muito me agrada.
    A Plataforma tem mandado muito bem com suas publicações, só tenho uma uma ressalva por essa capa que me deixou com a sensação de ser continuação do outro livro da autora.
    Se visse na livraria ia passar longe. kkkk

    Bjs,
    Garotas de Papel

    ResponderExcluir
  7. Oie! Tudo bem?

    Não é de hoje que estou de olho nos livros dessa autora, somente pelas capas e titulo deles! kkkk Mas agora lendo a sua resenha, menina com certeza irei atrás deles para realizar a leitura para ontem! Gosto de uma fantasia como essa, mais sombria e sangrenta, com certeza irei gostar da experiencia de lê-lo!

    Bjss, e vem participar do nosso Sorteio do Desapego, serão três ganhadores não perca a oportunidade: http://resenhasteen.blogspot.com.br/2017/08/sorteio-do-desapego-3-ganhadores.html

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bem? Por gostar bastante da editora Plataforma 21, sempre soube da existência dos livros e acompanhava os lançamentos, mas hoje ela está enorme. Não é um tema que me interesse muito, nem o gênero, mas já sei por resenha, como a sua, que as obras são boas. Gostei das suas palavras <3 Ótima resenha!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi, Vivianne!
    Já li Asylum da autora e não curti tanto quanto gostaria. Entendo quando diz que a escrita desse era mais crua.
    Estou bem curiosa com Casa das Fúrias e feliz em saber que esse tem uma escrita melhor. ^^
    Beijão!
    http://www.lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

    ResponderExcluir
  10. Oi tudo bem? ainda não conhecia esse livro. Gostei muito da sua resenha. A arte gráfica do livro está perfeita, muito bonita a capa. Vou procurar comprar para ler gostei muito da sinopse. Parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir
  11. Oie, eu comprei esse livro em uma promoção e parece uma boa história. gostei de saber que é perceptível a evolução da autora aqui, e que o livro é surpreendente. Eu não li nada dela e será minha primeira experiência.

    ResponderExcluir
  12. Olá!

    Não conhecia esse livro, mas pelo trabalho lindo de edição, já me deu vontade de ler, amei, obrigada pela dica!

    ResponderExcluir
  13. Olá,

    Eu ainda não fiz a leitura de nenhum livro escrito pela autora, eu lembro do lançamento dessa obra e fiquei bastante curioso em conhecer mais sobre a história. Também fiquei feliz em saber que a escrita da autora evoluiu, isso me anima mais ainda pata fazer a leitura da obra! ♥

    → desencaixados.com

    ResponderExcluir
  14. Olá

    Já conhecia essa série da autora, mas não gosto muito de livros assim sombrios e sangrentos. Mas fico feliz que você tenha gostado! Os livros da editora e são lindos com uma diagramação incrível.

    Beijos

    ResponderExcluir