RESENHA : ATÉ QUE A VIDA NOS SEPARE - NAHRA MESTRE

02 dezembro 2017

Titulo: Até que a vida nos separe
Autor: Nahra Mestre
Páginas : 342
Editora :Independente
Nota: 4/5

Sinopse: Cinco vidas...
Cinco mulheres...
Cinco amigas de infância que seguiram caminhos totalmente diferentes, caminhos que acabaram se cruzando e se entrelaçando após a abertura de um baú de lembranças...
Um baú onde depositaram suas metas, desejos, sonhos e o que queriam para o seus futuros.
Quinze anos depois, se reúnem para descobrir o que haviam guardado.
Apesar de estarem afastadas, no reencontro, além dos questionamentos que a abertura do baú acarreta, elas descobrem que tem que lidar com algo muito maior, algo que poderá mudar o futuro de todas...
Uma história de amor, amizade e superação.
Avaliação

" Não deixem que o tempo dissolva a amizade de vocês . Cultivem e estejam sempre próximas uma da outra."


O livro começa quinze anos atrás onde cinco amigas fazem um pacto de sangue, aquelas coisas que fazemos quando crianças, onde cada uma escreve o que espera de si mesma para o futuro, com o intuito de abrir  o baú novamente em alguns anos.
Passam - se quinze anos e nesse tempo cada uma seguiu um tipo de vida. Laura casou com um empresário rico, Luana casada a sete anos com a Cristina e sócias de um café, livraria e floricultura, Ana é professora, Juliana tem um casamento ótimo , e a Bella é acompanhante de luxo.
Reunidas no café , relembrando épocas onde não tinham preocupações, abrem o baú e se deparam com lembranças e desejos de adolescente, que muito pouco se realizaram.

" Eu me chamo Laura, tenho quinze anos. Quando abrirmos o baú já vou ser adulta e rica , pois vou casar com um homem muito rico (...)"


Esse encontro faz com que todas analisem suas vidas , e o que deixaram passar, felicidades, mágoas, orgulho, será que esse modo de vida é o suficiente para ser realmente feliz?
Além disso , uma notícia drástica irá fazer a vida  dessas amigas  mudar radicalmente e fazer algumas perceberem que nesses quinze anos não viveram, somente se acomodaram.

"Eu ainda vou ter uma grande família."


Vamos ver que cada uma delas tem seu tormento interno, uma história onde os personagens tem segredos, guardam mágoas a muito tempo, mas agora querem pelo menos tentar arrumar a bagunça de suas vidas em prol de uma única causa : tentar realmente ser feliz.


"(...) Só escrevi a carta porque tenho certeza que quando este baú for aberto , estaremos juntos, casados e com três filhos.(...)"



Conheci os livros da autora por acaso, e me apaixonei por ela e por sua escrita, foi muito bem escrito e a edição esta linda ,e como nem tudo são flores, eu particularmente peguei um ódio de um personagem , o que é normal em algumas leituras, nada que tire o brilho e a mensagem que a autora quer nos passar .
O livro mostra que as vezes algumas pessoas  para ter a vida que querem , passam por cima da felicidade dos outros, que uma desilusão pode nos deixar fechadas para qualquer um que queira entrar, que a culpa por saber de algo que poderia mudar a vida de pessoas pode nos deixar doentes.

"Hoje estou com dezesseis anos, mas assim que completar dezoito me casarei com o Rodrigo.Teremos três filhos assim que me formar na faculdade. Vou ser a melhor  advogada da cidade e trabalharei na defensoria publica.(...)"


Um livro sobre superar o passado, repensar em algumas atitudes, querer mudar, para que você, e todos a sua volta possam finalmente encontrar a felicidade, mesmo nos momentos mais difíceis.
Uma leitura fácil e recomendo a todos.

" Talvez eu não mereça muita coisa quando abrirmos o baú. Eu não sou muito convencional. Talvez nem abriremos esse baú e se abrirmos talvez já terei sido banida do grupo . Hoje tenho dezesseis anos. E mesmo não estando presente na hora que abrirem o baú , saibam que vocês foram as melhores amigas do mundo.(...)

5 comentários:

  1. Oii! Quando li a sinopse pensei logo, "ahm, esse livro não é pra mim, isso parece tão sessão da tarde" mas aí fui ficando curiosa no decorrer da resenha, além de ter curtido os quotes que você escolheu. Não conheço a autora, mas acho que poderia gostar do livro.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Olá, eu não conhecia o livro e nem a autora, mas pela sua resenha parece aqueles livros que nos faz refletir sobre a nossa própria vida, nossas perspetivas e expectativas.
    Bjs.
    Amanda Nery
    www.leituraentreamigas.com.br

    ResponderExcluir
  3. Também acho mais do que normal um personagem não agradar aos leitores, muitas vezes esta é até a intenção do autor mesmo. Adorei esta capa e vou anotar sua dica.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  4. É o gênero de livro que gosto de ler! Gosto de dramas mais leves, do tipo que parece ser esse livro.

    Debyh
    Eu Insisto

    ResponderExcluir
  5. Oii!

    Eu adoro livros com essa premissa sabe? São ótimos para nos fazer refletir. A forma como você escreveu a resenha me deixou muito curiosa para realizar a leitura e entender o que cada uma fez da vida.

    Beijinhos,

    ResponderExcluir