RESENHA : RAFANI - SINÉIA RANGEL

23 dezembro 2017

Título : Rafani 
Autora : Sinéia Rangel
Páginas:340
Editora : Coerência
Nota:5/5
Sinopse:Bon vivant e cafajeste assumido, Sam Allencar cultiva três paixões: mulheres, sexo e vinho. Complicações nunca foram parte da sua vida, tudo o que deseja está ao alcance das suas mãos.
Até que o seu caminho se une ao de uma desconhecida.
Uma mulher com um passado marcado por traumas e uma vida construída sobre segredos e mentiras, que aprendeu ainda criança que o sentimento mais confiável é o medo, é ele que a mantém viva.
Ele não sabia o que estava em jogo, até que estivesse irreparavelmente envolvido.
Ela não sabia como contar a verdade, até que fosse tarde demais.
Incompatíveis desde o início, mas será que o amor pode curar um passado de dor?
CONTÉM CENAS DE VIOLÊNCIA SEXUAL E PEDOFILIA.
NÃO HÁ ROMANTIZAÇÕES DESTES TEMAS.

Avaliação



Livro com um tema delicado, mas escrito de forma real , EM NENHUM MOMENTO ROMANTIZADO.
Só por esse aviso já podemos imaginar sobre o assunto da história.
Vamos conhecer o Sam em um momento engraçado? Constrangedor?
Para nós leitores sim, mas para ele até que é normal, para um cara que ama sexo sem compromisso não foi nada de mais pegar as damas de honra da sua irmã no ensaio do casamento, com diferença de horas, mesmo não prometendo nada sério ,quando elas comentaram entre si , e descobriram, foram pra cima dele furiosas...e ele busca abrigo no banheiro feminino, que não estava completamente vazio, ele dá de cara com um par de olhos multicoloridos, que mal sabia ele que seriam a sua tentação.




Devo dar os devidos créditos ao Sam, pensei ao começar a ler que iria demorar para ele ter algo sério, e que essa história de pegar uma, duas , três mulheres ao mesmo tempo seria uma chatice, e eu iria abandonar a história,  ele com vinte e cinco anos só quer "pegar", o que me fez continuar a leitura foi saber que ele tem consciência de que isso irá durar até ele encontrar a sua exceção.(Não sou fã de livros onde o cara é um pegador, mas me surpreendi com o Sam e o Murilo)
Essa exceção  veio em forma de uma linda mulher, dez anos mais velha, com olhos lindos, mas com uma tristeza e um medo no olhar.
Rafani
Para ela o toque era sinônimo de dor, e a intimidade era consequência de mais dor, agora imaginem a confusão na cabeça do Sam , pois o que ele mais gosta é de contato, e claro, intimidade.
Ele que nunca se viu nessa situação, de querer proteger uma mulher que ele nem conhece, mas se vê encantado. 
Mas nem tudo são flores , e na vida real temos a certeza disso.
Segredos de um passado em que ela quer a todo custo esquecer, mentiras que ela teve que contar para sobreviver, mas que a assombram e o pior, a deixa com tanto medo que ela esquece de viver, esquece de que a felicidade está aí para todos, mesmo que ela não se sinta merecedora.



Como o Sam vai reagir quando esses segredos vierem a tona? E o maior de todos eles?
Já tinha esse e-book a um tempo, mas não tinha tido a oportunidade de ler, até que ontem, vi um em um perfil a leitora indicando o livro e acabei virando a noite lendo. 
Quantas Rafanis existem por aí que sofrem caladas? Sendo vitima daqueles que deveriam protege-la?
Quantas morrem sem ter a voz ouvida?
Em momento algum a autora romantiza o abuso, ela nos mostra como a vitima tenta viver , e que sim, podem encontrar um Sam se estiverem dispostas a dar uma chance. É difícil confiar o suficiente para se entregar de novo? Sim.
Impossível? Não. Apesar do medo de que se repita tudo o que aconteceu.
Um livro de superação, onde por mais triste e doloroso é um passado, se o amor for verdadeiro supera e ajuda a curar.
E que sim, todos temos a nossa exceção.



Indico a todos essa leitura, apesar do tema, o livro tem as suas partes de descontração, com uma despedida de solteiro que morri de rir, e me emocionei também.
Rafani é uma mulher guerreira, contagia a todos e me contagiou, assim como o Sam.
Li em e-book e não encontrei erros, e as citações nos começos dos capítulos foram incríveis.
Os personagens secundários (nem tão secundários assim), também nos dão uma lição de vida.
Um livro onde nos mostra como o passado pode se tornar presente por tanto tempo que acaba dando o ritmo na nossa vida, mas que sempre haverá alguém que nos mostrará que o passado deve ficar no lugar dele: no passado.

"Foi aí que descobri que não importa quantos elementos sejam somados a essa equação, o resultado é sempre o mesmo, porque você é a minha exceção."



21 comentários:

  1. Que resenha maravilhosa!
    Esse livro é um dos poucos que eu ainda não consegui ler da minha lista de leitura de 2017, não tive coragem por causa do tema, mas amo a escrita da Sinéia e pretendo ler ele em 2018.

    ResponderExcluir
  2. Olá.
    Eu gosto muito de livros com temas assim, até porque é muito importante que ele seja disseminado cada vez mais. Eu só achei o nome da personagem estranho demais, mas com toda certeza vou adicionar a minha lista de livros. Espero também que o casal não se envolva rápido demais, eu detesto isso.
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir
  3. Adorei a sua resenha. Confesso que pela sinopse eu não sentiria interesse de ler. Justamente por ter medo de romantizar algo tão sério, mas fiquei aliviada em saber que isso não estragou a trama.
    Não sei se leria, é um gênero que tem ter a mente aberta e ser forte, pq imagino que há cenas chocantes. Porém anotei a dica de leitura <3

    Quero sair da minha zona de conforto ano que vem
    Beijos e Feliz Natal <3

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  4. Olá, gostei bastante de sua resenha. Pela sinopse o livro me pareceu com um clima muito pesado sabe? Só q por saber q tem momentos de descontração me deixou mais tranquila e com vontade de adquirir o livro. Acredito que pela sua resenha o assunto foi bem abordado e sendo importante para o decorrer da trama.

    ResponderExcluir
  5. Oii
    A premissa do livro é bem interessante, muito bacana saber que tem um tema delicado, mas narrado de forma real e nada romantizado. Essa coisa de romantizar assuntos sérios me deixa irritada. Amei sua resenha e fico feliz por ter gostado da leitura.
    Bjos, Bya! 💋

    ResponderExcluir
  6. Oie!
    Esse é um tema que deve mesmo ser discutido! Não sei se leria agora pois não leio e-books, e acho que essa temática apesar de ser necessária não é pra mi no momento. Adorei sua resenha, resumiu muito bem o intuito da obra!

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    A história parece emocionante, e mesmo sendo um livro que aparenta pegar um assunto já muito discutido (parece que ela sofreu violência doméstica) acredito que tenha aquele toque que faça com que o leitor se coloque no lugar da personagem. Gostei muito da sua dica!
    Bjs
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  8. Uau, senti uma certa vontade de ler esse livro... Tendo ele em mãos, acredito sim que faria a leitura, apesar de não gostar muito de imaginar algumas cenas sendo descritas... Mas a parte de restauração da Rafani, fiquei a fim de ler.

    Nara Dias
    Viagens de Papel

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Tive o prazer de ler esse livro esse ano e foi a melhor coisa que fiz. O livro foi uma grata surpresa, ele é bem construído, não é romantizado e os personagens cativam. Assim como você, me perguntei quantas Rafanis temos por aqui e o quanto elas sofrem dia após dia sem que ninguém se importe com elas.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Olá, ainda não conhecia esse livro, mas depois da sua resenha já fiquei com vontade de ler ele. Parece ter temas fortes, e achei interessante justamente um mocinho "pegador" ser colocado no caminho da mocinha tão marcada.

    ResponderExcluir
  11. Jis, obrigada por ter dado uma chance ao Sam, sei que ele pode ser bem irritante a princípio, kkkkkk... Mas foi intencional e fico muito feliz, muito mesmo, quando leio resenhas tão cheias de emoção, meu coração quase não cabe no peito. Obrigada!

    ResponderExcluir
  12. Oiii Jis

    Não é muito meu estilo de livro, mas pela resenha até que pintou uma curiosidade em cofnerir pois parece ser bem legal e ter um toque original na história. Vamos ver se futuramente eu me animo...

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Que premissa interessante. Gosto deste misto de segredos e dramas.
    Acredito e por tua resenha também a autora foi muito feliz na narrativa e na composição dos personagens.
    Vou anotar a dica e ler em uma oportunidade.
    Beijos!


    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  14. Oi, tudo bem? O livro me cativou, porque fala de abuso contra a mulher. Acredito que assuntos assim precisam, cada vez mais, estar na literatura, é tão importante falar deles quanto falar de amor, até porque muita menina lê abuso como uma forma de amor. Em contrapartida, alguns pontos me irritaram, como o fato de o homem querer proteger a mulher e o fato de ela ser uma "exceção" para ele. Não gosto desse papo de "exceção", porque é como aquela frase "você é diferente das outras" e eu nunca entendi como isso pode ser um elogio, pois acho que você pode elogiar uma mulher sem humilhar as outras.
    Mas, no geral, a história me fez querer dar uma chance. Quem sabe ano que vem :)

    Love, Nina.
    www.ninaeuma.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Olá! Tem um tema bem forte mesmo, mas fiquei bastante interessada pela história, porque já vi vários booktubers falando super bem. É uma leitura que eu espero fazer em breve!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Olá, como vai? Essa parece ser uma leitura e tanto. Muito obrigada por me apresentar a esse livro, pois não conhecia a obra e nem a autora. Gostei de saber que embora trate de assuntos delicados esses não são romantizados. Parabéns pela resenha. Um beijo.

    ResponderExcluir
  17. Oii..
    Gostei bastante da premissa, apesar de falar sobre abuso sexual, um tema bem delicado, porém você deixou claro que isso não é tratado de forma romantizada.. Vou anotar a dica, espero conseguir ler em breve. Bjs

    ResponderExcluir
  18. Oi, Jiz ^^
    Estou vendo essa obra começar a ter um bafafa e isso quando acontece me desperta o interesse para saber o que de tão bom ou chocante tem para tantos leitores se aventurarem na leitura ao ponto de expressar sua opinião a qualquer custo.
    Não sou a favor de forma alguma a romantização da violência mesmo sendo polêmico algumas leituras que eu gosto (50 tons de cinza). Mas acredito que quando alguém faz algo que não quer de jeito nenhum e já verbalizou tudo deve parar, se continuar é porque tem algo errado e o cenário já não me é mais interessante de forma alguma!
    Rafani me parece ser uma pessoa quebrada, que teve uma parte de si arrancada. Mas foi em qual ocasião? Foi de uma pessoa que confiava? Essas são algumas das perguntas que estou me fazendo agora após concluir a leitura de sua resenha, Jiz.
    Não gosto muito desse pensamento de ficar com vários para encontrar sua exceção, me transmite a ideia que as outras pessoas são descartáveis como se fosse roupa. Essa procura da que se encaixa me incomoda tanto que meu relacionamento atual não foi uma "exceção", é uma construção onde nada é como contos de fadas e não caímos um na vida do outro de paraquedas e nos apaixonamos. Gosto de realidade e pensar nessa "exceção" descartando as outras pessoas que tem sentimento não me é nada saudável.
    Parabéns pela resenha e por ter virado a noite nessa leitura, Jiz. Acha que esse enredo merece uma continuação?
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Olá, obrigada pelo comentário, o Sam aprende com o tempo.Ele tem 25 anos, muito responsável no meio de trabalho, ama a família, mas ele é aquele tipo de cara que só quer curtir, um sexo casual de vez e muito, mas sempre dizendo a verdade para a sua companhia da noite, gostei disso nele, e usei a expressão 'exceção ' pois foi a mesma utilizada na história. A Rafani tem uma história bem triste e trouxe sequelas na sua vida e em nenhum momento é romantizado o que aconteceu com ela e é mencionado na história poucas vezes, mas são em momentos cruciais , o livro conta como ela esta vivendo hj mesmo com o passada que teve, e junto do Sam eles vão se descobrindo, o próprio Sam vai se descobrir . Rafani é um livro único, tem um spinn-off , um conto super curto que vai falar sobre o filho da Rafani ( qdo a conhecemos , ela já tem 2 filhos), e agora a vamos conhecer mais do Miguel, amigo do Sam que brevemente temos um trecho do que aconteceu em sua vida e que mereceu um livro. Espero que futuramente vc possa ar uma chance a leitura.

      Excluir
  19. Olá,

    Eu adoro New Adult e tal, só que eu esperava algo diferente desse livro, sempre vejo as pessoas elogiando a obra, mas, no momento não é algo que procuro para ler.

    Beijos,
    oculoselivrosblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir