ENTREVISTA: Saymon Cesar - autor de A Lenda De Materyalis

18 fevereiro 2018

"-Oh, deus benévolo Materyon, por favor...Receba-me na tua morada...E me tire do jugo dos hipócritas...Por favor..."

Olaaaaaaa
Hoje quis falar de um livro de uma outra forma, e qual seria a melhor maneira senão conversando com o autor? Hoje apresento para vocês um pouco do Saymon Cesar e sua obra A Lenda de Materyalis.

Título : A Lenda de Materyalis - As Crônicas de Aliank #1
Autor : Saymon Cesar
Editora :Novo Século (Talentos da Literatura Brasielira)
Páginas : 239

Sinopse:No princípio dos tempos, as sociedades de Hedoron acreditavam nos mandamentos dos servos de Materyalis, suposto deus criador do Universo e da vida. A lenda diz que a divindade se angustiou ao observar os atos corruptíveis das suas criaturas e atribuiu a si toda a culpa da imperfeição dos povos. Sua consciência atordoada separou sua essência em duas entidades, criadoras de ideologias extremistas que dividiram a crença das sociedades. Assim nasceu a materja, a guerra que visa a consolidação de uma verdade entre todas as raças. Avessa ao propósito da contenda milenar, surge uma sociedade secreta, que busca o único artefato capaz de desvendar o que realmente foi Materyalis e, assim, livrar os povos da dúvida que os condenou aos intermináveis confrontos. Mas, para chegar ao objetivo, é necessário usar a misteriosa aptidão de cinco indivíduos habitantes de Aliank, um reino dominado por contradições que podem apressar a ruína do mundo antes que a verdade sobre Materyalis seja revelada.
"Irmãos, que Materyon esteja conosco e nos guie nesta nossa perigosa jornada,Niho!"


1- Fale um pouco sobre você.

Uma pessoa perseverante, que viu na literatura um caminho para mostrar mensagens valorosas às pessoas.

2-Quando você se viu escritor?

A minha paixão pela escrita vem desde pequeno. Com onze anos, eu sonhava em um dia escrever livros-jogos solo. Por muito tempo, quis escrever livros de RPG, baseado no universo fantástico que criei e que mais tarde se tornou o meu único livro até o momento, A Lenda de Materyalis: As Crônicas de Aliank. 

3-Quando você decidiu publicar seu livro?

Essa virada começou em 2013, quando eu senti que o tema que eu desenvolvi poderia alcançar mais pessoas, não só relacionadas ao RPG. Desde 2004, eu conduzo um fórum onde as pessoas jogam A Lenda de Materyalis, e depois de quase dez anos de jogos, eu decidi transformar o que acontecia lá - com as devidas autorizações de quem decidiu fazer parte do projeto A Lenda de Materyalis - em uma série literária. Era uma forma de mostrar o vasto universo criado mas, acima de tudo, criar uma mensagem para muita gente, usando a fantasia como metáfora para uma reflexão da história da humanidade que se aplica perfeitamente em nosso cotidiano. 


4-Quanto tempo levou para finalizar  As Crônicas De Aliank?

Cerca de um ano e meio. O primeiro livro foi baseado numa trama que preparei no fórum de RPG, junto a amigos que criaram os protagonistas da obra, e entraram como coautores. Eu reformulei o enredo dos personagens e também alterei eventos que ocorreram durante o jogo em que eu narrava, e então o primeiro livro surgiu.
"- Adeus,meu bom amigo.Como Materyalis,dividirei as lembranças ruins das boas,mas usarei sabiamente,como manda o emylismo,para honrar o seu nome e nunca esquecer os inimigos que devo sempre combater."
5-  Tem alguma inspiração ao escrever?

Sim. Para formular a trama, me inspiro em questões históricas, religiosas, científicas e culturais de diversos povos. Para a criação do universo da lenda, realizo diversas pesquisas para adequar  o mundo ao cenário épico. Normalmente procuro estar em contato com a natureza enquanto escrevo. 


6-  Qual a sensação de ver seu livro nas estantes de todo Brasil?

Única, maravilhosa. Por muito tempo nós, autores, fomos assombrados pelo paradigma de que brasileiros não gostam de ler. Eu me esforcei bastante para provar que isso não era verdade, e consegui. Através das minhas campanhas pela internet, consigo atingir cidades distantes e leitores que só precisam receber a mensagem do meu livro. Felizmente, a web proporciona esta possibilidade. 

7-  Algum autor iniciante já te pediu conselhos sobre a escrita?


Sim, praticamente todos os dias eu ajudo alguém. É uma das partes mais gratificantes do meu trabalho como escritor. 
"A noite está chegando,mas a luz do sinkrorbe será tão iluminada como as estrelas no céu para elucidar nossas mentes ,em busca dos escolhidos para trilhar o caminho da verdade."
8-  O que o leitor pode esperar de A Lenda de Materyalis?

Muitas surpresas. A Lenda de Materyalis não foi criado para estabelecer um final previsível. O que posso dizer é que os leitores serão levados a pensar em temas que nos rodeiam o tempo todo e como decisões erradas podem afetar muitas vidas.


9-  Projetos futuros? Pode nos dar um spoiler do que o Saymon Cesar esta planejando?


Meu melhor projeto futuro - que na verdade já está acontecendo - chama-se "A Jornada do Escritor", que visa treinar escritores para aprender a usar a internet para divulgar seus livros. Eu me especializei em marketing digital justamente para consolidar a minha carreira literária, e ao longo de quatro anos de muito estudo, construí um método que poderá ajudar muita gente a entender que os meios tradicionais de divulgação vão minguar com o tempo, e que o melhor momento de se aproveitar a nova onda que vem por aí é agora. 

10-Deixe uma mensagem para os leitores.



Vocês são a maior motivação de um escritor. Obrigado por ler as as minha história e fazer parte de cada mundo que surge através das nossas páginas. Continuem sempre ampliando esse desejo pela leitura. A literatura oferece descobertas fascinantes. 


Gostaram da dica?

Também fizemos uma entrevista com o autor Adriano Silva, para conhecer um pouco mais dele e sua obra Lugar Comum clique aqui.
Bjus.

15 comentários:

  1. Não conhecia o autor ou mesmo seu livro, mas gostei da entrevista dele. Quando mais nova jogava muito RPG, então esse universo fantástico me chama atenção, assim como as inspirações do autor para formular a trama. Parabéns pela obra e sucesso Saymon .

    Beijos.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá! Entrevistas são sempre tão legais de se ler, a gente tem a oportunidade de conhecer a pessoa por trás do livro e isso é quase magico!
    Não conhecia o livro e nem o autor, mas fiquei feliz de ter essa oportunidade de conhecer, o livro parece ser incrível, conheço uma amiga que vai achar tão incrível quanto eu achei hahah (irei indicar pra ela!)

    Beijos,

    Conta-se um Livro

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia nem autor, nem livro. Adoro RPG, não jogo faz anos.. Mas curto muito, assim como jogos de tabuleiros antigos.

    Adorei saber que A Lenda de Materyalis não tem final previsível.

    Fiquei curiosa.

    www.alempaginas.com

    ResponderExcluir
  4. Olá!

    Que legal! Eu não conhecia nem o autor, nem a obra, mas o livro parecer ser bem interessante!
    Achei bem legal abr que a ideia surgiu de um RPG (como Eduardo Spohr, com seus livros). Já joguei RPG algumas vezes e sei como isso nos dá ideia.
    Ótima entrevista e adorei conhecer um pouco mais sobre o autor e seu livro.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  5. Oiii, confesso que não sou chegada ao gênero do livro mas foi muito bom poder conferir essa entrevista e conhecer um pouco esse autor que eu não conhecia. Obrigada pela chance.

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi!
    Parabéns pela entrevista, não conhecia o autor e foi legal conhecer ele ^^
    Bjs

    Fernanda Reads <3

    ResponderExcluir
  7. Oi, tudo bem? Não conhecia o autor e não sei bem se a literatura dela me apetece. Me parece alta fantasia - algo que gosto -, mas que não leio com frequência. Achei a capa bem bonita e a escrita dele é ótima (sem erros ortográficos e de gramática - coisa bem rara nos autores nacionais; espero que a revisão esteja ótima assim no livro, porque esse selo não tem bons revisores). Boa sorte a ele, acho que ele tem um público bom.

    Love, Nina.
    www.ninaeuma.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    O livro parece ser bem interessante e achei muito bacana o projeto gráfico. Não conhecia o autor e adorei poder conhecer mais de sua biografia através da entrevista.
    Parabéns!
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bem?
    Eu ainda não conhecia o autor, mas achei interessante ver um pouco sobre a trajetória dele e suas inspirações. Admito que não me interessei muito pelo livro. Senti uma forte influência de jogos de RPG na premissa do livro, o que é natural já que é algo que o autor claramente gosta muito, porém, não faz meu estilo.
    De qualquer forma, adorei a entrevista e desejo sucesso ao autor.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Olá, amei conferir essa entrevista, gostei das perguntas e das respostas do autor. Ter um livro publicado é mesmo uma emoção única. Bem interessantes os livros do autor.

    ResponderExcluir
  11. Oi tudo bem? Não conhecia o livro, mas gostei muito do que vi, sou apaixonada por RPG e essa capa é maravilhosa, sua entrevista despertou minha curiosidade. Beijoos

    ResponderExcluir
  12. Que bacana esse novo projeto do autor, onde ele visa ajudar outros escritores, acho super válida essa iniciativa. Não sou muito ligada em RPG então essa não é uma obra que me atrai, mas fico feliz em ver a literatura nacional ganhando notoriedade.

    ResponderExcluir
  13. Oi, tudo bem?
    Não conhecia o autor e a obra, mas fiquei encantada em conhecer. Mesmo que o gênero não seja o que gosto de ler, admiro o autor pela sua conquista e pelo respeito e carinho que tem pelos seus leitores! Sucesso para o autor e para o blog também! Adorei a entrevista e conhecer o trabalho maravilhoso do autor!
    http://colecionandoromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. olá... nossa, voltei no tempo que eu mesma costumava jogar RPG com meus amigos, boa época... bacana a entrevista com o Adriano... ele parece ser super gentil ^^
    sucesso pra obra dele...
    bjs...

    ResponderExcluir
  15. Que bacana essa entrevista menina, a obra no caso já conhecia e acho o lindo demais, a edição fascinante! Sua postagem ficou ótima, e adorei conhecer melhor o autor, no qual parece ser bem querido, pretendo ler com toda certeza.
    Bjs

    ResponderExcluir