QUAL O LIVRO QUE TE FEZ AMANTE DA LEITURA?

17 março 2018

Olá
Alguns leitores tem na lembrança que sempre leram, desde pequeno.
Outros foi por acaso, ou indicação.
Tem aqueles que são curiosos em saber "o porque aquela pessoa está tão concentrada lendo".
Até aquele amigo que diz não ler, e você como ótima amiga, indica um livro que se parece com o filme que ele ama, e quem sabe também não pode virar um possível leitor?
Mas o que todos temos em comum : Um livro BOMBA.
Como assim?
Todos temos aquele livro que nos fez ver a leitura de uma forma diferente, e assim como uma bomba, mudou nossa vida e a maneira de ler.
Então pergunto : QUAL O LIVRO QUE TE FEZ VIRAR AMANTE DA LEITURA?

Me lembro que sempre lia gibis, meus pais sempre assinaram, mas o primeiro livro que tenho na memoria é O Menino Azul, da Cecilia Meireles, minha mãe e eu o achamos no lixo.
Depois li A Marca de uma Lágrima , do Pedro Bandeira na escola, e graças a Deus foi um livro maravilhoso ( e juro que não fiquei com trauma por ler livros recomendados na escola). Li também O Homem No teto , do Jules Feiffer, lembro que me chamou a atenção pois no meio do livro tinha histórias em quadrinhos...kkk.


Mas o meu livro bomba, o que me fez ver a leitura de um modo diferente foi os Contos De Andersen.


Título: Contos de Andersen
Autor: Hans Christian Andersen (Tradução feita por Guttorm Hassen)
Editora : Paz e Guerra (1981)
Páginas :463
Nota : 5/5
Sinopse:Os 48 contos que compõem a obra em questão apresentam personagens desafortunadas como o Patinho Feio, o limpador de chaminés que, depois de vivenciarem inúmeras peripécias, realizam seus desejos impossíveis, tornando-se belos e felizes. A multiplicidade de soluções para os problemas aproxima o leitor da realidade, apesar de constituírem um universo fantástico. As personagens superam as dificuldades por meio de elementos mágicos ou da esperteza. As ilustrações em preto-e-branco são gravuras originais dinamarquesas, verdadeiras obras de arte. Os contos de Andersen - pela vivacidade da narrativa e pela cuidadosa revisão de Herberto Sales - são textos indicados para qualquer faixa etária, principalmente para os alunos das escolas públicas que não tiveram a oportunidade ainda de ouvir ou ler Andersen. Aos alunos do magistério a leitura é fundamental.

Esse livro não lembro de onde veio, mas chegou em minhas mãos, estava velhinho, sem capa e faltando muitas folhas, mas amei demais tudo o que eu lia, e as páginas que faltavam, eu imaginava.
As ilustrações originas a cada começo do conto deixou a edição mais linda.
Através dele eu sonhava, voava e voltava, e assim quis ler mais e mais, foi onde toda essa loucura começou.
A leitura se tornou prazerosa, e com o passar do tempo, conheci outros gêneros e autores lindos, até chegar nos nacionais, que amo demais e ocupam a maior parte da minha estante.
A minha edição acabou se perdendo em uma mudança que fiz, mas esse ano encontrei um exemplar a venda na internet, esta velhinho, folhas bem amarelas, mas com todas as páginas e até que está conservado.
Agora posso reler e relembrar as viagens que fazia em cada virar de páginas...
Me contem qual foi o livro que te fez virar amante da leitura?
Bjus


Alguns dos contos
Contos de Andersen


A Pequena Sereia

O Guardador de Porcos
Os Sapatos Vermelhos
Os Cisnes Selvagens
A Menina dos Fósforos

Sobre o autor
Hans Christian Andersen (1805-1875) foi um escritor dinamarquês, autor dos contos infantis, “Soldadinho de Chumbo”, “Patinho Feio”, “A Pequena Sereia”, “A Roupa Nova do Rei”, entre outros.
Hans Christian Andersen (1805-1875) nasceu em Odense, Dinamarca, no dia 2 de abril de 1805. Filho de um humilde sapateiro, que lutou nas guerras napoleônicas e voltou gravemente doente à sua terra natal morrendo pouco depois. Ficou órfão de pai com apenas 11 anos. Precisou abandonar os estudos e começou a escrever contos e pequenas peças teatrais.
Com 14 anos acompanhou a apresentação de uma companhia de teatro que se apresentou em sua cidade. Tomou uma decisão e resolveu partir. Com uma carta de recomendação e algumas moedas seguiu para Copenhague em busca de emprego. Tímido, desajeitado e inexperiente demorou a encontrar quem lhe desse emprego.Atraído pelo teatro, insistia a escrever peças. Duas delas chegaram às mãos de Jonas Collin, um conselheiro de Estado, que lhe ofereceu uma bolsa de estudos. Durante seis anos frequentou a Escola de Slagelse. Praticamente adulto, sentia-se constrangido entre os colegas bem mais jovens e muito menores que ele. Estava com 22 anos quando terminou os estudos. Para sair de uma crise financeira escreveu algumas histórias infantis baseadas no folclore dinamarquês. Pela primeira vez os contos fizeram sucesso.
Entre os anos de 1835 e 1842 o escritor escreveu seis volumes de contos infantis. Em suas histórias buscava sempre passar os padrões de comportamento que deveriam ser seguidos pela sociedade. Mostrava muitas vezes o confronto entre o forte e o fraco, o bonito e o feio etc. A história da infância triste do patinho feio foi o tema do mais famoso - e talvez o mais bonito - dos contos criados por Hans Christian Andersen.
Embora adulto, escrevia numa linguagem ao mesmo tempo atraente e accessível ao mundo infantil. Seus contos foram divulgados rapidamente dando-lhe a fama que ele procurou durante tanto tempo. Apesar de ter escrito poesias e romances, seus livros infantis foram os que lhe deram fama e foi aclamado em toda a Europa. Quando regressou ao seu país, foi recebido com grandes festejos e logo se viu cercado de amigos.
Hans Christian Andersen faleceu em Copenhague, Dinamarca, no dia 4 de agosto de 1865. Devido sua importância para a literatura infantil, o dia 2 de abril - data de seu nascimento - é comemorado o Dia Internacional do Livro Infanto-juvenil. A medalha Hans Christian Andersen é entregue anualmente aos melhores escritores desse gênero.


8 comentários:

  1. Oi, tudo bem?
    Nossa, essa pergunta é dificil de responder, porque eu comecei a ler muito cedo e sempre pegava os vários livros da biblioteca da escola onde eu estudava para ler. Os que eu mais li foram os Contos dos Irmãos Grimm em três versões que tinham na época, O Jardim Secreto e o Contos de Fada.

    Beijos e abraços
    http://vickyalmeida.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem?

    Senti a sua nostalgia daqui ao ver as fotos de seu livro bomba que te fez enxergar a literatura com outros olhos. Sem contar que Contos de Andersen são atemporais, você pode ler em várias épocas e mesmo assim continuar se encantando. O meu primeiro livro foi O flautista de hamilin, mas o que me despertou foi A solidão dos números primos, que é meu livro favorito da vida. Tenho até uma edição que tá surradinha também.

    Abraços.
    www.decaranasletras.com

    ResponderExcluir
  3. Boa noite,
    O que me despertou e ainda hoje me encanta foi o livro cem anos de solidão de Gabriel Garcia Marquez

    ResponderExcluir
  4. Nossa que dificil, eu sei que sempre li mas tenho que falar que minha memoria mais clara de leitura era gibis da turma da mônica, eu amava ler e reler, depois disso passei para Harry Potter, depois Crepúsculo, fora as fanfics que eu lia, então na verdade sempre li. rs
    Gostei da pergunta. E da sua resposta.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    O livro que me marcou e iniciou pra leitura foi O Pequeno Príncipe, ainda muito jovem não consegui absorver exatamente o que a leitura queria me passar, mas foi um ótimo presente e me marcou muito.
    Não conhecia essa história nem esse autor, mas parece uma leitura bem densa. Gostei de conhecer mais e as páginas marcadas além da capa chamam bastante atenção.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  6. Sem dúvida forma os gibis da turma da Mônica. Esta turminha que me acompanha até hoje que me despertaram para este mundo. Claro que ao longo dos meus 43 anos, muitos livros acabaram marcando minha vida, como feliz Ano Velho e Christiane F. Drograda e Prostituída, mas a semente de tudo, foi mesmo com o Maurício de Sousa.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  7. Olá, eu como muitos outros leitores tive como livro que me trouxe para esse mundo literário os livro do Harry Potter, que não foi uma leitura apenas minha já que eu li junto com minha mãe e meu irmão *--* Não conhecia o livro que você citou mas fiquei bem curiosa para lê-lo <3

    ResponderExcluir
  8. aaah que edição linda dos contos de Andersen...
    eu comecei com turma da Mônica,Pato Donald, Mickey,Tio Patinhas, Fantasma, adorava tbm os livros do Sítio do Pica Pau amarelo...
    daí passei para autores como Byron e Álvares na adolescencia e para os mais clássicos foi um pulo...

    tbm lia coleção Vagalume, Série Goiabinha e outros titulos de Ganymedes José... A marca de uma lágrima foi outro que marcou a infância, Contos de Grimm e os infantis...

    bjs :D

    ResponderExcluir