Entrevista : Pablo Brandão autor da saga Leondrakius

07 maio 2018

Olaaaaaaa
Hoje quis falar de um livro de uma outra forma, e qual seria a melhor maneira senão conversando com o autor? Hoje apresento para vocês um pouco do Pablo Brandão e sua obra  Leondrakius.

Título :Leondrakius - A Rainha das Espadas #1
Autor : Pablo Brandão
Editora :Selo Jovem
Páginas:316

Sinopse:O que você faria se fosse capaz de destronar deuses para se proclamar como a autoridade máxima em todos os planos universais? Na era da mitologia clássica, Vladen Garoune foi um homem privilegiado a crescer em Asgard e por motivos misteriosos quebrou o poderio dos deuses para declarar guerra em nome do destino da humanidade. Dérick Adler, um grego nascido em Arcádia e adotado por Esparta, acabou se envolvendo na trama a favor dos deuses, sendo auxiliado por vários outros heróis, feiticeiros e semideuses numa grande aventura na busca pela recuperação da ordem no mundo e a realização de objetivos pessoais. “Leondrakius - A Rainha das Espadas” é o primeiro volume de uma saga de fantasia com contexto apocalíptico voltado para uma guerra entre homens, deuses, anjos e demônios num universo baseado no cruzamento das mitologias grega, nórdica, egípcia, hindu, japonesa e cristã. Utilizando fundamentos de lógica, psicanálise e fazendo uma grande viagem no mundo mitológico tradicional, o autor Pablo Brandão sublimou os momentos mais críticos dos primeiros vinte e seis anos de sua vida numa história envolvente, intensa e repleta de reviravoltas.

1- Fale um pouco sobre você.

Meu nome é Pablo Eduardo L. Brandão, nasci em 14 de fevereiro de 1990 na cidade de Recife-PE, mas morei praticamente na cidade de Paulista-PE. Sou graduando em Engenharia Elétrica, técnico eletrotécnico, baterista e compositor na banda Black Legacy, e sou escritor de romance e fantasia pela editora Selo Talentos, do grupo editorial Selo Jovem, desde agosto de 2017. Atualmente estou publicando o livro "A Rainha das Espadas", volume I da serie Leondrakius, que retrata uma autobiografia mascarada numa saga de romance e fantasia de contexto apocalíptico baseada no cruzamento das mitologias grega, nórdica, egípcia, hindu, japonesa e cristã.

2-Quando Você se viu autor?

Desde criança sempre fui criativo. Sempre tive certa facilidade para criar projetos, desenvolver ideias, e isso se refletiu, inclusive, na música, onde sempre fui compositor. Durante o ensino médio, eu tive a ideia de criar uma serie de quadrinhos com personagens inspirados nos meus próprios colegas de turma, onde nos roteiros, eu fazia apologia às piadas, apelidos e pérolas que foram surgindo durante nossa convivência. Eis que os quadrinhos caíram no gosto da turma, e após um tempo, quando conheci o jogo Age of Mythology da Microsoft, sendo o primeiro crossover de mitologias que conheci, tive interesse em desenvolver uma história. No começo foi algo totalmente despretensioso, um simples hobby. Eu escrevia apenas para ocupar meu tempo, mas com o passar do tempo, acabei percebendo que a escrita havia se tornado uma válvula de escape para minhas emoções, onde, até de forma involuntária, eu acabava externando meus sentimentos mais profundos. Isso acabava dando mais vida às palavras. Em seguida comecei a estudar melhor a história, pensando em diversas possibilidades para poder tecer minha narrativa, até que finalmente Leondrakius acabou chegando a um grau considerável de complexidade. Foi a partir daí que comecei a desejar ser um escritor profissional. 


3-Quanto tempo levou para concluir A Rainha das Espadas?


Pois bem, como eu disse, no começo eu escrevia como um simples hobby. Meu trabalho se desenvolveu muito mais rápido e de forma eficiente quando eu entendi o objetivo da obra e passei a trabalhá-lo de forma consciente. Eu comecei a escrever as primeiras linhas por volta de 2009, mas foi a partir de 2014 que passei a focar no material como um empreendimento. Em agosto de 2016 eu concluí o primeiro volume que tinha 905 páginas A4 chamado de Leondrakius - O Enigma dos Reis Espectrais (atualmente esse título se aplica ao volume III), mas quando comecei a enviar os originais e foi aprovado pela editora Selo Jovem, eles me instruíram a dividir esse material no padrão deles, que consta entre 250 e 320 páginas por volume.

4-Quando você decidiu publicar o seu livro?

Eu nunca fui um exemplo de disciplina e foco, mas sempre tive muita ambição. Quando terminei a obra, fui mostrando para alguns amigos leitores mais próximos no intuito de obter críticas, e todos eles me deram retornos positivos. Isso me trouxe mais confiança para acreditar no sonho de ser um dos maiores escritores de romance de Pernambuco. Óbvio que isso é algo que se constrói durante toda uma vida, e justamente por isso decidi dar o primeiro passo.

5-Quais suas inspirações para escrever?

Sou muito fã de Yoshihiro Togashi (Autor de Yu Yu Hakusho e Hunter x Hunter), Eiichiro Oda (Autor de One Piece), Masashi Kishimoto (Autor de Naruto) e Dale Carnegie (Autor do best-seller Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas). Obviamente tento criar meu próprio estilo, mas sem dúvidas me inspiro bastante nesses quatro gênios para aplicar alguns de seus fundamentos durante minha narrativa.


6-Qual a sensação de saber que seu livro estará nas estantes do país?

Fico muito feliz e me sinto privilegiado em ter essa oportunidade. Com certeza nada disso seria possível sem o apoio da minha família, e em especial, meus pais. Ser escritor aqui no Brasil é como abrir sua própria empresa. Mesmo chegando nas editoras após ter seus originais aprovados, o processo de publicação requer a viabilização de um contrato que agrega valores financeiros consideráveis. Nem todo mundo tem condições de pagar esse preço para iniciar sua jornada. Por isso sou ainda mais grato pelo suporte que tive, e me empenho sempre a motivar outros autores iniciantes e ajudá-los da forma que posso.

7-Algum autor iniciante já te pediu conselhos sobre a escrita?

Sim, algumas vezes. Ontem recebi um Direct na página do instagram onde um rapaz me perguntou porque eu não desisti de ser escritor enquanto passava pela fase de procurar editora e vinha constantemente sendo rejeitado. A minha resposta foi simples. Eu tinha feito uma promessa a uma pessoa especial. Esses livros são uma autobiografia mascarada numa história de romance, e eu prometi para uma certa pessoa que lhe daria, através dos livros, uma prova de apreço e gratidão proporcional ao seu significado na minha vida. Eu não podia sossegar enquanto não cumprisse essa promessa. Realizar meu sonho de ser um grande escritor seria uma consequência disso. Por isso sempre aconselho outros autores a serem resilientes e perseverantes. A não perderem a fé e não se abalarem com as rejeições e críticas. Tudo acontece no tempo certo, e quando você acredita e dá seu melhor por uma causa, o sucesso é só questão de tempo.

8-O que o leitor pode esperar de Leondrakius?

Leondrakius apresenta uma proposta relativamente inovadora ao misturar seis mitologias. Foi difícil dar coerência e consistência para a história, mas no fim das contas, creio ter atingido meu objetivo. A história mistura muitos elementos das culturas tradicionais. É literalmente uma viagem no mundo mitológico. E ao mesmo tempo, tento apresentar meus próprios personagens com histórias profundas, onde cada um deles trilha uma saga contra seus piores traumas e dilemas. Meu intuito é expor algumas lições que aprendi durante a vida e uso meus personagens como instrumentos para passar essas mensagens. Leondrakius, além de uma grande aventura, simboliza uma busca por autoconhecimento. Sobre vencer o inferno que carregamos dentro de nós todos os dias para buscar nossas diretrizes, realizar nossos sonhos e suportar todos os pesos e cargas da vida.


9-Projetos futuros?Pode nos dar breve um spoiler do que Pablo Brandão esta planejando?

Leondrakius foi projetada para ser uma heptalogia. Até hoje (07/05/2018), já escrevi cerca de 1500 páginas A4 da saga, o que me daria aproximadamente mais 4 volumes além do "A Rainha das Espadas" que está sendo publicado agora. A editora me permite publicar um livro por ano, e atualmente já comecei a revisar o Volume II que se chamará Legado Negro. Em maio de 2019 espero estar publicando o mesmo! :D

10- Deixe uma mensagem para os leitores.

A maior mensagem que deixo é para que vocês acreditem em seus sonhos. Sei que vivemos uma realidade difícil, muitas vezes somos injustiçados, lutamos batalhas em condições desfavoráveis, temos que dar o que nem tempos! Mas a vida não é fácil pra ninguém e nada nesse mundo vem fácil. Temos que saber sofrer. Temos que saber apanhar da vida e sempre buscar algum aprendizado. A distância entre o que você é hoje e seus sonhos é medida por um plano. Pega a caneta e traça no papel os primeiros passos que te tornariam mais próximos da sua meta, e faz disso uma rotina! Não aceitem quando alguém te subestimar. Não aceitem quando alguém tentar te diminuir. Jamais esqueçam do valor que vocês tem. Cada pessoa é única, e o que diferencia os homens não é apenas a resiliência de seguir em frente independente das dificuldades, mas também, a capacidade de valorizar e reconhecer o melhor que tem dentro de si. Sejam autênticos! Sejam confiantes! Sejam perseverantes! Independente da sua profissão, busque sempre dar o seu melhor! Acredite em si mesmo, assim como eu, que não sou melhor que ninguém, acreditei no meu. 😊  

Gostaram da entrevista?
Clique aqui para adquirir seu exemplar.
Na pagina do autor esta acontecendo um sorteio de um exemplar + um pôster do livro, para participar clique aqui.

Confiram nossas outras entrevistas :

Bjus de Luz

22 comentários:

  1. Nice entry, I'm here for the first time and maybe I will stay longer!
    https://clicknorder.pk online shopping in pakistan

    ResponderExcluir
  2. Nossa, não conhecia a saga ou mesmo o autor. Adorei a resenha e a forma como ele começou a escrever. Aliás, foi um longo trabalho para finalizar esta saga né?
    Bjs Rose

    ResponderExcluir
  3. Legal a entrevista, eu não conhecia o autor mas gostei de poder conferir o trabalho dele, bem interessante. Adoro entrevistas, obrigada por essa.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Que entrevista maravilhosa! Não conhecia o autor e, por sua história pessoa, já virei fã! Sobre o livro... amei a capa e pirei com a sinopse!! hahahaha PRECISO ler o quanto antes!!

    bjs
    www.livrosdabeta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Tudo bem?
    Conhecer um pouco mais sobre esse processo do autor e de como ele engrenou nessa escolha é sempre interessante.
    Não conhecia esse livro.. Mas achei interessante.

    Beijos.

    www.alempaginas.com

    ResponderExcluir
  6. Olá,

    Eu não conhecia o autor, mas adorei saber que ele gosta do mesmo jogo que eu e também é tão desleixado com foco quanto essa pessoinha que vos escreve haha

    E como é uma promessa para uma pessoa amada *_* realmente não podemos deixar sem ser publicada.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Olá Jis! Eu fico muito feliz quando leio entrevistas com autores em outros blog, principalmente quando o autor é nacional e está começando a ser conhecido essas entrevistas, fazem toda a diferença na divulgação dos seus livros e futuros trabalhos. Por isso, quero te parabenizar por ceder um espaço para ele, mesmo não conhecendo o seu trabalho.

    Beijos e abraços
    http://resenhasdaviviane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Quando a pessoa já nasce com talento é outra coisa né?
    Dá pra sentir que a criatividade sempre esteve presente na vida do autor. Não o conheço, mas fiquei com vontade de ler a obra *_*

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  9. Achei muito positivo todo o esforço e perseverança do autor. Realmente publicar um livro em nosso país não é fácil, também estou na batalha. Achei bastante ousado o autor criar algo tão longo, tiro por mim que estou fugindo de ler sagas, mas de qualquer forma desejo sucesso.

    Nara Dias
    Viagens de Papel

    ResponderExcluir
  10. Que bacana, amo essas entrevistas porque é uma maneira muito direta de aproximar leitor e criador, esse vinculo que se cria é unico. Apesar da tematica dele nao me chamar a atenção, gostei bastante da entrevista.

    ResponderExcluir
  11. Oii Jis

    O processo de escrever um livro às vezes custa anos mesmo, mas é sinal de dedicação e do desejo do autor em fazer um bom trabalho. Não conhecia as obras dele mas achei a entrevista maravilhosa, deu pra ter uma boa noção da personalidade talentosa do Pablo.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  12. Eu amo essas entrevistas com autores! Amei saber um pouco mais de toda a trajetória do Pablo (super interessante a lista de inspirações dele).

    ResponderExcluir
  13. Olá, que demais! Eu tenho esse livro no meu app do kindle,e estava pensando mesmo em ler ele logo, acho super legal esse tipo de entrevista já que ajuda a crescer esses autores né? Adorei foram ótimas perguntas!

    ResponderExcluir
  14. Olá, tudo bem?
    Ainda não conhecia o autor, mas adorei conferir a entrevista. Acho muito interessante saber mais sobre novos autores, o que os inspira a escrever e como foi sua jornada para publicar seu trabalho.
    Confesso que a premissa do livro dele não me atraiu muito, pois é algo que foge bastante do meu estilo, e o fato de ser uma série de sete livros me desanima. De qualquer forma, desejo sucesso ao autor.
    E parabéns pela entrevista e as ótimas perguntas!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Oi, Jis. Eu ainda não conhecia o autor nem a sua obra, mas gostei bastante da entrevista e de poder conhecer mais um autor nacional. Eu o achei bem simpático e fiquei curiosa para ler o livro dele.

    ResponderExcluir
  16. Achei bem legal a série contemplar tantas mitologias, embora ao mesmo tempo tenha um pouco de receio de ter ficado estranho. Mas fiquei com mais receio foi por serem sete livros e por ser uma autobiografia mascarada de romance e fantasia. Não sei se leria, mas desejo sucesso ao autor.

    ResponderExcluir
  17. que entrevista bacana, não conhecia o autor e nem o livro, mas pelo pouco que percebi, vai conquistar fácil o público jovem, espero ter a oportunidade de ler e conhecer mais sobre o autor.

    ResponderExcluir
  18. Olá Jis, tudo bem?
    Ainda não conhecia esse autor, mas fiquei muito contente por conhecê-lo. Achei muito legal ele ser engenheiro e ser se aventurado nesse universo literário. Também gostei da forma multitarefa que o autor é. É muito legal saber que, apesar de ele não ter tanto foco, conseguiu ambicionar algo e alcançou seu objetivo. Vou anotar a dica do livro.
    Beijos,
    http://www.umoceanodehistorias.com/

    ResponderExcluir
  19. Olá!

    Adorei a entrevista, o autor mostrou um lado mais humano do autor, fazendo mil coisas ao mesmo tempo e aproveitando seu talento natural para criar em algo concreto. Inspira jovens escritores a dedicarem seu tempo ao trabalho de criar e ao mesmo tempo mostra que um pouco de falta de foco não é problema a partir do momento que tenha seriedade no que se faz. Quanto ao livro, vou dar mais uma olhadinha antes de decidir ler, já que não é muito minha praia, mas quem sabe. No mais todo sucesso do mundo para o blog e para o Pablo.

    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Olá! Muito bacana a entrevista com o Pablo.. Ele se inspira bastante em autores japoneses então imagino que os personagens dele deva trazer muita persistência, humor um Q de aventureiro.. Amo essa mistura (até porque gosto muito de Naruto haha) amei a entrevista e o livro parece muito bacana, vou pesquisar mais sobre!

    Beijos,
    Conta-se um Livro

    ResponderExcluir
  21. Olá não conhecia o autor e nem o livro mais gostei da entrevista vou procurar sobre o livro

    ResponderExcluir
  22. Olá!
    Não conhecia nem o autor nem sua obra, mas já gostei muito de saber que seu livro tem uma temática apocalíptica mesclando com diversas mitologias. Adoro!
    Gostei muito de conhecer um pouco mais sobre o autor e todo o processo de criação.
    Parabéns pela entrevista.
    Um abraço
    Nizete
    Cia do Leitor

    ResponderExcluir