TÁ NA TELA : INVESTIGAÇÃO CRIMINAL

01 junho 2018

Olá
Desde que assisti The Alienist (mais sobre a série aqui ), nenhuma outra série conseguiu me prender, até a pouco.
Por ter uma filha especial, deixo certas séries e filmes para assistir no fim de semana em que ela fica com o pai, e assim conheci a série Investigação Criminal.




Essa série nos apresenta alguns dos casos de maior repercussão no Brasil, mas contado diretamente da fonte : delegado do caso, perito forense que esteve no local, policiais, familiares, onde nos contam em no máximo 50 minutos como a vitima era e o que aconteceu no dia em que desapareceu , e os policiais nos contam desde que chegaram ao local, o que viram e a linha de investigação até chegar ao desfecho.
Também temos um psicólogo forense falando um pouco sobre cada um dos condenados.
Realmente adorei essa série, apesar de acompanhar o quão doentia pode ser a mente de uma pessoa, e o pior, a frieza em que alguns crimes foram pensados e executados 

No final de cada episódio somos informados o tempo de condenação, onde está sendo cumprido até o momento que a série foi gravada e o mais revoltante, que em breve alguns poderão sair como se nada tivesse acontecido.

Até o momento série tem 1 temporada com 8 episódios. Confira quais são os casos abordados:
  1. Isabella Nardoni – Isabella Nardoni, de apenas 5 anos, foi atirada da janela do sexto andar pelo pai e pela madrasta. Descubra como foi o trabalho da polícia para solucionar o caso.
  2. Suzane Von Richthofen – Uma filha arma a morte dos pais e ainda chora no enterro. A máscara cai depois que a polícia inicia a investigação que colocou filha, namorado e cunhado atrás das grades.
  3. Mércia Nakashima – Delegados e investigadores desvendam o assassinato da advogada Mércia Nakashima, encontrada sem vida na represa de Nazaré Paulista, em 2010.
  4. Glauco Villas Boas – Entenda o trabalho da polícia para chegar ao assassino do cartunista Glauco Villas Boas e de seu filho, Raoni Villas Boas.
  5. Jorge Farah – A dona de casa Maria do Carmo foi assassinada pelo falso cirurgião plástico Jorge Farah. Uma investigação da polícia desvendou o monstro por trás desse ato brutal.
  6. Crime da Oscar Freire – A polícia investiga o homicídio do analista de sistemas Eugênio Bozola e do modelo Murilo Rezende num apartamento na Rua Oscar Freire, em São Paulo.
  7. Ives Ota – O sequestro com pedido de resgate de um garoto paulistano de 8 anos tem uma reviravolta trágica quando a vítima reconhece os criminosos.
  8. Maníaco Do Parque – Francisco de Assis seduzia mulheres no Parque do Estado, fingindo ser produtor de comerciais e pedindo que posassem para fotos. Veja a investigação do Maníaco do Parque.

Título : Investigação Criminal
Ano : 2012
Número de episódios : 8
País : Brasil
Gênero : Policial
Onde assistir : Netflix
Nota : 5/5
Classificação :16 


 Seguindo a mesma linha, para que prefer ler,a DarkSideBooks lançou livros escritos pela criminóloga  Ilana Casoy, com casos muito famosos :


Titulo: Casos De Familia - Arquivos Richthofen/ Arquivos Nardoni
Autora : Ilana Casoy
Páginas : 558
Editora : DarkSide
Sinopse:Os crimes que impactaram o cenário policial nacional na ultima década, o assassinato do casal Richthofen e de Isabella Nardoni, foram reunidos em um só livro e trazem novos detalhes observados por quem estava nos bastidores. A criminóloga Ilana Casoy, em “Casos de Família: Arquivos Richthofen e Arquivos Nardoni”, abre pela primeira vez seus cadernos de anotações utilizados durante a pesquisa na Polícia Civil, Científica e Ministério Público dos dois crimes, tudo isso com a qualidade quase psicopata de edição, uma marca registrada de todos os títulos da Darkside Books. A pedido da editora, Ilana Casoy mergulhou em suas anotações particulares que está de volta com mais uma luxuosa reedição de suas obras, incluindo os inéditos fac-símiles de trechos dos seus cadernos. Primeira autora nacional dos “Caveirinhas”, na nova publicação traz para seus leitores o mistério desvendado de comentários originais dela mesma no calor dos acontecimentos e descobertas. Além de acompanhar passo a passo o rumo das investigações e julgamento dos assassinos que romperam a linha da lei e do sagrado, os sentimentos e dúvidas da autora ficam agora expostos ao público. Em “Arquivos Richthofen” o leitor vai acompanhar o comportamento dos três assassinos — as contradições e os erros decisivos; a distância de Suzane ao relatar os fatos, o descontrole de seu namorado Daniel na reprodução simulada do crime, os depoimentos e técnicas de investigação da polícia, dos médicos legistas, peritos e especialistas, que não deixaram outra alternativa aos culpados que confessar os assassinatos brutais. A grande novidade fica por conta da transcrição inédita do emblemático debate entre acusação e defesa, com o objetivo de oferecer os detalhes do julgamento nunca publicados. Em “Arquivos Nardoni” o mergulho é em um dos casos criminais mais polêmicos já ocorridos no Brasil, que contou com um qualificado trabalho da polícia técnico-científica — única “testemunha” do crime. Ilana reconstrói os cinco dias do julgamento de Alexandre Nardoni e Ana Carolina Jatobá, pai e madrasta de Isabella de Oliveira Nardoni, condenados pelo assassinato dela.
Título:Arquivos Serial Killers. Made in Brasil
Autora : Ilana Casoy
Páginas :360
Editora : DarkSide
Sinopse: Após o sucesso do seu primeiro livro, Ilana Casoy dedicou-se a uma pesquisa rigorosa para investigar os serial killers brasileiros, no que viria a ser o primeiro livro do gênero dedicado aos assassinos em série do Brasil. Foram cinco anos de pesquisas, visitas a arquivos públicos, manicômios e penitenciárias, além de entrevistas cara a cara com personificações do mal em terras tupiniquins, para compor um inquietante roteiro com rigor investigativo de como, por quê e com que métodos os serial killers brasileiros atuam.
Em Made in Brazil, Casoy relata sete casos de serial killers brasileiros, três dos quais ela entrevistou pessoalmente: Marcelo Costa de Andrade, o vampiro de Niterói, um dos casos e depoimentos mais chocantes do currículo da autora; Francisco Costa Rocha, o Chico Picadinho; e Pedro Rodrigues Filho, o Pedrinho Matador. Um relato cruel feito pelos próprios assassinos, conduzido com maestria por quem entende do assunto, que procura guiar o leitor pela sinuosa mente de pessoas frias e com movimentos mais que premeditados para o mal. Além deles, a autora se debruça sobre a vida e os crimes de José Augusto do Amaral (Preto Amaral), Febronio Índio do Brasil, Benedito Moreira de Carvalho (Monstro de Guaianases) e José Paz Bezerra (Monstro do Morumbi).


Bjus de luz.


17 comentários:

  1. Ainda não tive a oportunidade de assistir a essa série, mas já adicionei a minha lista na Netflix e assim que entrar de férias vou ver. A maioria desses casos aconteceu quando eu era criança então não tenho uma memória muito vívida deles. Exceto o caso da Nardoni e o da Eloá, porque me marcaram muito.

    Xoxo,
    Abby
    Blog Linhas Tortas

    ResponderExcluir
  2. Olá,

    Muito legal, nunca vi essa série na Netflix, mas amo livros de investigação criminal. Deve ser muito interessante por contar casos reais.

    Muito obrigada pela indicação, Vou correr atrás.

    Beijos e obrigada pela dica
    www.blogancoraliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Casos que parou o país, né? Pior que lendo sua publicação parece que foi ontem que foi noticiado todos esses crime e já faz alguns anos.. =/
    Eu me interesso por esse tipo de leitura para entender um pouco como funciona a linha de investigação e envolvimento .. Não sabia sobre essa série e já quer ver

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  4. Olá,
    Eu simplesmente não consigo ler ou ver uma série sobre um caso deste real, se fosse ficção com certeza eu teria interesse mas sendo real é 'muito' para mim. Ouvi falar da série mas não é algo que eu vá assistir.

    Debyh
    Eu Insisto

    ResponderExcluir
  5. Oi, tudo bem? Gosto de narrativas policiais, mas elas funcionam melhor para mim como ficção. Até assistia uns seriados americanos nesse estilo, mas não sou muito hoje. Achei legal ser sobre crimes brasileiros, acho que muita gente ainda se interessa por estes casos. Mas, realmente, não é algo que vai me fazer parar para assistir, sabe?

    Love, Nina.
    www.ninaeuma.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Jis, já vi esta série na Netflix, cliquei nela por achar que fosse tipo "CSI" que eu adoro, mas quando vi que eram casos reais como da Isabela Nardoni, desisti, ainda não estou preparada para isto, me causa muita raiva, e raiva me faz mal para o estômago, de verdade, então, por enquanto, não consigo assistir, mas fico feliz que tenhas gostado e te prendido a atenção.
    Bjos
    Vivi
    http://duaslivreiras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oie, tudo bom?
    Eu tenho o livro da Ilana, mas é de Serial Killers dos EUA. Achei bem pesado, mas ótimo para quem ama o assunto, como eu. Não sabia dessa série, vou já procurar! Obrigada pela dica!

    ResponderExcluir
  8. Eu li muita coisa sobre psicopatas quando mais nova, por algum motivo surreal sempre me interessei por essas histórias. Hoje em dia sou mais ok e vejo ou leio algo raramente, ainda assim, suas dicas são bastante válidas!

    ResponderExcluir
  9. Oi, Jis. Eu gosto bastante de séries policiais e gostei de conhecer essa, por ser casos reais eu fiquei ainda mais interessada. Os livros eu não conhecia, mas vou dar uma pesquisada sobre eles.

    ResponderExcluir
  10. Oiieee

    O tema em si não me atrai até o ponto de querer ler os livros, mas a série Investigação Criminal parece ser bem legal, ja vi trailer desse episódio da Susanne creio...

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  11. Olá, obrigada pela dica de série, eu ainda não a conhecia mas já fiquei interessada em assistir (sobre os livros da Ilana Casoy: já estou desejando eles há algum tempo).

    ResponderExcluir
  12. Adoro premissa de séries assim, mas tenho dificuldade para assistir justamente por causa do meu menino. Dessa série eu vi apenas o caso da Isabella Nardoni e fiquei muito revoltada com tamanmha crueldade por parte do pai e madrasta, mas não sabia que tinha na netflix, vi o episodio na tv, não me lembro em qual canal. E gostei da informação dos livros da Darkside, quero ler.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. Olá.
    Essa não é o tipo de série que eu curto assistir, mas confesso que seu post me deixou bem curiosa. Ainda não tinha ouvido falar da série, mas vou dar uma pesquisada.

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    Cada vez mais a Netflix me surpreende com seu catálogo. Alguns desses casos foram muito noticiados na tv, porém ainda não assisti essa série.
    Gosto de temas policiais e investigativos, porém não sei se esse gostaria de assistir, gosto mais de séries que não envolvem casos reais.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  15. Uau, não conhecia essa série. Amo coisas desse gênero, ainda mais baseadas em fatos reais..
    Amo tudo o que envolve química forense, preciso urgentemente dessa série..
    Me deu vontade de começar hoje mesmo. Kkk
    Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Oi, Lis! Ótima dica de série e de livros! Não costumo assistir documentários, e esse deve ser bem forte. Lembro de alguns casos muito comentados pela imprensa e pelas pessoas, casos realmente muito tristes.
    Bjos
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  17. Olá, tudo bem? que ótimas indicações. Confesso que não costumo ler ou assistir algo nessa linha, mas acho que deve ser importante e interessante para algumas pessoas esses assuntos. Lembro que na época em que vi algumas dessas reportagens acontecendo eu já tinha certo nervoso, e acho que reviver não seria bom. Mas com certeza será uma ótimo dica para quem curte a temática!
    Beijos,
    http://diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir